PROPAGANDA

Na estreia da temporada, Atlético vence o Maringá por 2 a 1

Foto: Dudu Nobre/Do Rico ao Pobre
Com um time bem diferente do que o torcedor atleticano irá ver nas principais competições do ano, o Atlético iniciou o Campeonato Paranaense com o pé direito. Em um jogo equilibrado e sem poucas emoções diante de um bem organizado Maringá, o rubro negro foi dominante, mas precisou da bola parada para sair da Arena da Baixada com uma vitória na estreia do estadual.

#Paranaense2018
Por Yuri Casari

Pré-jogo: Na estreia atleticana na temporada 2018, um time bem alternativo foi a campo para enfrentar o Maringá. Conforme anunciado ainda em 2017, nem o treinador do time principal seria utilizado no estadual. Dessa forma, Tiago Nunes comandou o Furacão. Já o Maringá, que vem de uma ótima temporada, tem como principal objetivo garantir a manutenção do calendário anual já para 2019, e para isso tem no elenco nomes conhecidos do futebol paranaense, como Alex Fraga e Bruno Batata.

Primeiro tempo: O início da temporada atleticana foi fulminante. Foram apenas quatro minutos para que o primeiro grito de gol fosse arrancado da garganta. Após levantamento na área, a defesa do time maringaense não consegue afastar e Deivid, capitão da equipe neste jogo, completa para a rede.  Nos minutos seguintes o Atlético manteve o Maringá em seu campo de defesa, mas o Maringá esboçou uma reação aos 13 minutos. Bruno Batata recebeu cruzamento da esquerda e completou de primeira, mas a bola desviou na zaga atleticana e foi para escanteio. Dois minutos depois, o Furacão voltou a assustar em forte chute rasteiro de Éderson, que bateu de primeira e a bola passou rente à trave direita do goleiro Fábio.

O jogo estava sob controle atleticano, mas aos 18 minutos, Demethryus vacila a frente da área e é desarmado por Paulinho Moccelin, que avança. Na tentativa de recuperar a bola, Demethryus derruba o atacante do Maringá dentro da área. O árbitro Felipe Gomes da Silva se confundiu no momento do lance, e marcou falta fora da área e expulsou o jogador atleticano. Por sorte, o bandeirinha Heitor Alex estava atento e viu a penalidade. Com isso, a arbitragem reverteu a expulsão de Demethryus e apontou a marca da cal. Na cobrança, aos 20, Bruno Batata deslocou o goleiro Léo e empatou a partida.

O Maringá ganhou ânimo com o gol e resolveu se arriscar mais. Aos 26, Paulinho Moccelin teve boa oportunidade e chutou forte, mas novamente um desvio impediu o gol. Aos 29, a resposta atleticana veio com Giovanny, que cara a cara com Fabio, acabou chutando em cima do goleiro. Com a situação do jogo mais equilibrada, o jogo caiu em emoção e se concentrou em lances no meio de campo. No último minuto da primeira etapa, Éderson perdeu a ultima chance, ao cabecear por cima bola cruzada por Renan Lodi.

Foto: Assessoria de imprensa do Atlético Paranaense
Segundo tempo: Na volta do intervalo, o Maringá foi quem exerceu o primeiro ataque, em chute de fora da área de Paulinho Moccelin, que passou por cima do gol. O rubro-negro demorou a engrenar na segunda etapa, e só deu a primeira finalização aos 12 minutos, com Demethryus, que logo em seguida foi substituído por João Pedro. A partir daí, o Atlético reassumiu de vez o domínio. Aos 17, foi a vez de Éderson tentar o gol. Após receber em profundidade pela direita, o camisa 9 chutou e Fabio espalmou para escanteio. Aos 23, Zé Ivaldo quase marcou de cabeça.

A pressão seguiu ineficaz até os 34 minutos, quando em cobrança de falta, Felipe Dorta, que entrou no lugar de Giovanny, venceu o goleiro Fabio contando com um providencial desvio na barreira. Dali em diante o Furacão apenas administrou a vantagem para iniciar a temporada com vitória.

XXXXXXXXXXXXX OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXX

Atlético: 1. Léo, 2. Cascardo, 3. Zé Ivaldo, 4. Léo Pereira e 6. Renan Lodi; 5. Deivid, 8. Bruno Guimarães (16. Guilherme Rend), 11. Yago, 7. Demethryus (17. João Pedro) e 10. Giovanny (18. Felipe Dorta); 9. Éderson. T: Tiago Nunes.

Maringá: 1. Fabio, 2. Rhuan, 3. Alex Fraga, 4. Egon e 6. Thiago Cristian; 5. Carlão, 8. Rodrigo Dantas e 10. Lucão (15. Washington); 7. Everton (17. Chimbinha), 11. Paulinho Moccelin (18. Edmar) e 9. Bruno Batata. T: Fernando Marchiori.
XXXXXXXX FICHA TÉCNICA XXXXXX ATLÉTICO 0X0 MARINGÁ


Gols: Deivid, aos 4 e Bruno Batata, aos 20 do 1º tempo; Felipe Dorta, aos 34 do 2º tempo.
Cartões Amarelos:
Egon, Chimbinha e Bruno Batata (Maringá); Deivid (Atlético).
Árbitro:
Felipe Gomes da Silva.
Assistentes: Diego Grubba e Heitor Alex Eurich.
Tecnologia do Blogger.