PROPAGANDA

Luisinho Netto é apresentado como treinador do Iguaçu para a temporada de 2018


A equipe do Iguaçu passou por um ciclo vitorioso com o treinador Juninho, em destaque os dois últimos anos em que conquistou a liga de futebol amador de Curitiba. Mas todo ciclo tem um fim, o de Juninho chegou em dezembro de 2017. Agora, a equipe alvinegra de Santa Felicidade tem um novo treinador e que foi apresentado à imprensa ontem (18), na sede do clube do Iguaçu. Luisinho Netto deixa a faixa de capitão e assume de vez a prancheta. A primeira competição será a Taça Paraná de 2018.

#SUBURBANA 2018
Por @rafaelbuiar

Na noite desta última quinta-feira (18), a diretoria do Iguaçu assumiu Luisinho Netto como o treinador da temporada de 2018 para a disputa da Taça Paraná no primeiro semestre e a liga de futebol amador da capital paranaense no segundo semestre.

A prancheta de treinador já era algo que o ex-lateral já pensava e depois de um ciclo com Juninho, a diretoria deu este empurrãozinho. "Sou muito agradecido por este clube, pois desde 2012, quando cheguei, fui abraçado por esta diretoria. Um tratamento que não cheguei a receber em times profissionais, por exemplo. Por isso, criei um vínculo muito grande com esta agremiação e já estávamos conversando sobre isso o ano passado. Do momento que parasse, eu queria trabalhar com o Iguaçu e essa ideia amadureceu."

Para não entrar de gaiato na nova profissão e não contar somente com a sua experiência dentro das quatro linhas, Luisinho irá se preparar. "Vou começar alguns cursos agora. Mesmo assim, vou com calma. Não irei atropelar as etapas, pois vou de passo a passo/degrau a degrau. Mas já sei que nada na vida é fácil e por isso teremos críticas e acertos. Por isso, o importante é o começo e o Iguaçu está dando esta oportunidade e estou abraçando.", comenta o treinador do Iguaçu.

O primeiro desafio do treinador será a Taça Paraná, competição que o time alvinegro não conquista desde 1973 e um escrete de Curitiba desde 2009, quando o Urano foi o campeão.



Na visão de Douglas, ex companheiro do sistema defensivo do Iguaçu, o fato de Lusinho conhecer os jogadores é um ponto positivo. "O grupo do Iguaçu é forte e todos os campeonatos que disputamos é para brigar por títulos e o fato do Luisinho conhecer os jogadores fica mais fácil dele pode tirar o melhor de cada um.", analisa o zagueiro do Iguaçu.




O presidente Jadir Setti já comenta em relação ao elenco que o novo treinador poderá ter para a temporada de 2018." Pelo menos 11 jogadores serão mantidos. Mas iremos buscar jogadores para cobrir as nossas deficiências, como por exemplo a função de lateral esquerdo, que jogamos sem em 2017. Ao todo, queremos um plantel de 20 a 22 jogadores para disputar a Taça Paraná e na sequência a Liga. Neste ano, quem jogará o primeiro semestre terá que disputar o segundo também.", esclarece.





Powered by Blogger.