PROPAGANDA

De olho no acesso, Andraus conta com a experiência de quem já conhece o caminho



O Andraus contará com a experiência do treinador Kokan, que conseguiu o acesso com o Prudentópolis em 2016. O Gigante da Pedreira acredita na formação de jovens atletas e quer disputar a primeira divisão do paranaense em 2019 pela primeira vez. Depois de um desempenho razoável em 2017, nesse ano espera-se uma melhor campanha na competição

#ACESSO 2018

Em 2017, O Clube Andraus Brasil (C.A.B), fez uma campanha razoável, aonde na primeira fase obteve o 7º lugar, cinco derrotas, dois empates e duas vitórias. Vencendo dois adversários: o Grêmio Maríngá por 3 a 1 e o Maringá FC por 2x1. E mesmo assim, avançou para a próxima fase.

Na segunda fase a equipe não engrenou e amargou o último lugar do grupo B, acumulando apenas uma vitória sobre o Cascavel CR e cinco derrotas. Em 2017, Weslley Barbosa foi o artilheiro, balançou a rede dos seus adversários por quatro vezes. Entretanto, o atacante acabou saindo e está atuando pelo Capivariano de São Paulo em 2018. Além disso, no ano passado o meio-campo Marquinhos e o atacante Flávio, realizaram boas atuações pela equipe campo-larguense.

O clube criado em 2004, fica localizado em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. Disputando seus jogos no Estádio Atílio Gionédis. Conquistou o título da terceirona em 2014 e está completando o quarto ano em 2018 na segunda divisão. “A expectativa para o campeonato é uma das melhores possíveis, um time jovem, com muita força e de muita qualidade. Nós tivemos 30 dias de preparação. O time irá brigar pelo acesso”, disse motivado o treinador Kokan. 

O Gigante da Pedreira está realizando a pré-temporada, em seu próprio Centro de Treinamento, que fica em Campo Largo. A equipe campo-larguense está se preparando há cerca de um mês para o campeonato paranaense de 2018. O provável time base que irá estrear contra o Operário no próximo sábado, no Germano Kruger, em Ponta Grossa - Ravel; Ian, Marcio, Gatti e Thomas; Cleberson, Paulista, Lineker, Paulinho e Mineiro; Hudson.

Embora o clube aposte em um elenco jovem e na formação de jogadores da base, a equipe terá um líder em campo - O jogador mais experiente é o zagueiro central Márcio Marques, 36 anos, que inclusive é o capitão do time. O defensor já passou vários clubes e recentemente atuou no próprio Andraus e também no Sport Club Jaraguá, da segunda divisão do catarinense, chegando a atuar fora do país durante sua carreira.  


Aparecido Adão Gonçalves de Souza, 50 anos, é conhecido por Kokan, ele é natural de Paranavaí. Como jogador profissional começou sua carreira no Atlético Clube Paranavaí (ACP). Em seguida, jogou no América do Rio de Janeiro, Nacional de São Paulo e São Caetano. Foi para Minas Gerais, vestiu a camisa do Atlético de Três Corações e encerrou a carreira em 1997 no Ubiratã-MS.

Em 99, iniciou a carreira de treinador no Atlético Clube Paranavaí, nas categorias de base do vermelhinho, e alcançou bons resultados. Tanto que, em 2013 e 2014, disputou as finais do paranaense sub-17, perdendo as duas para equipes da capital. Mas o grande triunfo ainda viria: o acesso em 2016, pelo Prudentópolis, ao conquistar o vice-campeonato de profissionais daquele ano. Em 2018, acertou com Andraus e o treinador quer repetir o êxito obtido há dois atrás.


Powered by Blogger.