PROPAGANDA

[COPINHA SP] Atlético vence o Criciúma e avança às oitavas de final da Copinha

Foto: Cahuê Miranda/Atlético Paranaense
Chegando à terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, Atlético e Criciúma se enfrentaram na manhã deste sábado (13) no Estádio Municipal Cláudio Rodante, em Fernandópolis (SP). Com atuação marcante, o Furacão surpreendeu com o volume de jogo apresentado, e dessa forma alcançou a vitória. Do outro lado, o escrete catarinense se despediu da  Copinha na sua primeira derrota. 


#COPINHA SP 2018
Por Raylane Martins

PRÉ-JOGO: O Atlético classificou-se para a terceira fase nos pênaltis, eliminando da competição o Guarani, líder do grupo 1. Dessa vez, o time entrou em campo para enfrentar outro grupo que chegava invicto e tendo vencido por 3 a 0 o Votuporanguense, na segunda fase. Na última edição da Copinha, nenhuma das equipes desse confronto chegaram à terceira fase. Assim, tanto o escrete paranaense quanto a equipe de Santa Catarina estão determinadas à vencer o adversário para chegar às oitavas de final

PRIMEIRO TEMPO: Pressionando desde os primeiros instantes da partida, o Atlético atuou firme e bem posicionado. Logo no início o time já teve uma boa chance de gol com Danilo, mas a bola bateu no travessão e saiu pela linha de fundo.  Não demorou muito para que aos 3’, em uma bela jogada, Bruno Leite abrisse o placar para o Furacão, em um chute certo no canto esquerdo.

Depois do primeiro gol do confronto, a disputa de bola chegou a ficar mais acirrada em alguns momentos, porém, a equipe de Santa Catarina teve muita dificuldade para furar o bloqueio do time adversário e equilibrar o ritmo de jogo. O Atlético ameaçava, e tramou seu jogo apostando nas laterais e apresentou muita posse de bola e volume de jogo, exigindo maior esforço do Criciúma em campo. Bem estruturada, a dupla de zaga do Rubro Negro, formada por Daniel e Lucas não precisou avançar e manteve-se atrás, afastando o perigo sempre que os atletas do Tigre tentavam chegar à grande área.

Dando sequência ao embate, Danilo chegou a tentar um gol de bicicleta aos 11’ mas o goleiro Diego agarrou sem esforço. Na equipe do Criciúma, Natan e Cristofer administraram a maioria dos lances nessa fase, aparecendo mais quando comparado aos outros jogadores do escrete.  O time rubro negro administrou o primeiro tempo sem grandes empecilhos.

Foi depois de uma sequência de passes que, aos 27’, Bruno Leite perdeu uma de suas maiores chances de ampliar o placar. Na cara do gol o atleta chutou, mas o zagueiro adversário tirou em cima da linha. Aproximando-se da marca dos 30’, uma falta perigosa a favor do Criciuma e Brener foi para a cobrança, mas bateu no primeiro pau sem assustar a defesa atleticana.


Entre cobranças de falta não convertidas em gol, a partida seguiu sem grandes surpresas. Juliano bateu no canto direito aos 43’ bem colocada mas o goleiro defendeu. Durante os quatro minutos de acréscimo, surge o primeiro cartão amarelo do embate para Rodrigo, do Criciúma. A falta foi cobrada, mas a zaga segurou e o primeiro tempo terminou em 1x0. 

SEGUNDO TEMPO: Voltando para a segunda etapa com poucas alterações, o jogo se manteve no mesmo nível, sem apresentar grandes surpresas. A primeira chance foi do Criciúma aos 5’ em falta perigosa, mas, outra vez, o Atlético impediu que a bola chegasse à gol. O time catarinense tentava crescer em campo e procurava espaço. Pouco depois, o Carvoeiro tem duas chances importantes de empatar a partida, e mesmo demonstrando mais posse de bola e lances superiores aos do primeiro tempo, não consegue balançar as redes.

O Atlético manteve a postura mas teve menos chances. Passando os 17’ do segundo tempo, o Tigre quase empatou o jogo mas, na cara do gol, não conseguiu finalizar. Quando o Atlético apertou, aos 20’, o camisa 9 Marcelo Santos perdeu uma oportunidade belíssima e a bola passou. Os catarinesnes começaram a dar trabalho para o Atlético. Reinaldo tentou fazer de cabeça, mas não teve sucesso.



A equipe atleticana ficou aliviada quando, aos 27’ do segundo tempo, em jogada pela direita Leonardo ajeita para que Marcelo marcar o segundo gol da partida. O jogo ficou intenso, e o Criciúma, que começava a aumentar seu volume de jogo, desanimou. 

Com várias substituições dos dois lados, o Tigre, com a corda no pescoço, foi obrigado a abrir e tentou se expôr mais para buscar o resultado enquanto o Atlético seguiu valorizando a posse de bola para manter a vantagem sem arriscar. Aproximando-se do apito final, Christian marcou o terceiro gol atleticano e carimbou o passaporte para a próxima fase.

FIQUE DE OLHO: O destaque do escrete paranaense nesse embate é Vitor. O atleta esteve entre os jogadores que mais apareceu nos lances à gol. Ágil e sem medo de ameaçar, driblou, deu assistência e atrapalhou a defesa, figurando assim entre os melhores. 


PRÓXIMA RODADA: O Furacão agora fica no aguardo do vencedor do duelo entre Figueirense e Santos para saber quem encara no duelo das oitavas de final. 


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


ATLÉTICO: Juliano; Leonardo, Daniel, Lucas (Mateus), Geovani, Vitor, Estéfano (Christian), Julian (Thiago), Marcel (Marcos Vinicius), Danilo (Marcelo) e Bruno Leite. TEC. Marcão 

CRICIÚMA: Diego; Claudinho, Rodrigo, Cristofer (Julimar), Enzo, Nathan, Eduardo, Brener, Reinaldo (Mantuani), Lucas.  TEC. Luiz Eduardo.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO 3 X 0 CRICIÚMA XXXXXXXXXX

GOLS: Bruno Leite aos 3' do 1º tempo, Marcelo aos 27’ do 2ºtempo e Christian aos 49‘ do 2º tempo. (Atlético)
CA: Rodrigo (Criciúma)
ÁRBITRO: Silvio Renato Silveira,
ASSISTENTES: Diego de Oliveira e Anderson Lucas de Lima.
LOCAL: Estádio Municipal Cláudio Rodante, em Fernandópolis.




Tecnologia do Blogger.