PROPAGANDA

[COPINHA SP] Londrina sofre empate no final do Capivariano, mas garante a classificação nas penalidades

Foto: Assessoria de Imprensa do Londrina
As equipes de Londrina e Capivariano jogaram na noite desta quinta-feira (11) na Arena Capivari, em confronto válido pela segunda-fase da Copa São Paulo de Futebol Jr. Em um confronto disputado e bastante equilibrado, o placar terminou empatado no tempo normal em 2 a 2. Nas penalidades, a equipe paranaense conseguiu ficar a frente e garantir a vaga para próxima fase.

#COPINHA 2018
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: A equipe do Londrina que terminou a primeira fase com 100 % de aproveitamento foi a campo com algumas mudanças táticas por opção do treinador Alemão. Enquanto que do outro lado, o escrete do Capivariano também foi para o confronto da segunda fase com desfalques, mas por suspensão automática. Mas com leve vantagem, a equipe paulista jogou em casa com a torcida ao seu lado.

PRIMEIRO TEMPO: Com menos de 2', a equipe de Capivari tirou o primeiro grito de Uh da torcida. Felipe chutou de longa distância e acertou o travessão e no rebote, Hugo teve calma e quase abriu o placar no rebote. Na sequência, o time do Londrina quase surpreendeu com o Miullem, também com arremate de longa distância. A alternativa para inaugurar o placar foi mesmo o chute de longa distância, pois aos 5' Lucas arrematou forte em cobrança de falta e o arqueiro Biagi segurou em dois tempos e manteve o placar fechado.  Mas em um contragolpe, a equipe do Londrina chegou a área e o atacante Miullen foi derrubado. O árbitro assinalou pênalti. Anderson cobrou e converteu aos 7' da primeira etapa, abrindo placar na Arena Capivari.

Anderson converteu a penalidade e inaugurou o placar na Arena Capivari

Passados dos 15', a equipe de Capivari passou a ter mais posse de bola, enquanto o time do Londrina fechou os espaços e dificultou a saída de bola do time paulista. Mas por outro lado, a equipe do Londrina abriu a caixa de ferramentas e cometeu várias faltas na equipe do interior de São Paulo. Em menos de 20', foram aplicados dois cartões amarelos. Pedro Cacho e Felipe Mori foram os amarelados. A partir disso, a torcida do time da cidade de Capivari cresceu e passou a empurrar o time.

Ou seja, não demorou muito para a equipe paulista chegar ao gol de empate. Sendo assim, Hugo Parron arrematou e a bola desviou no zagueiro antes de entrar a meta do goleiro Biagi, aos 23' da primeira etapa. Após o gol de empate, o time do Londrina teve que realizar a alteração. Já que Casagrande saiu lesionado e entrou Zé Pedro. Devido a isso, o time do norte do Paraná mudou o sistema de 3-5-2 e passou a jogar no 4-3-3. Mesmo assim, o time do Capivariano passou a jogar mais ofensivo.

Minutos depois, o técnico Alemão do Londrina fez mais duas mudanças na sua equipe. Sacou Felipe Mori e Pedro Cacho, coincidência que os dois levaram cartão amarelo. O troca-troca deu resultado, pois a equipe do Londrina passou a frequentar mais o campo de ataque, principalmente com o atacante Miullen. Mas o time do paranaense não conseguiu arrematar a meta do goleiro Marcos, quando conseguiu acertou o travessão com o arremate de Alysson, aos 37'. A melhora do time paranaense aconteceu devido o avanço na marcação. Mesmo assim, o placar continuou empatado até o apito final da primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO: A segunda etapa iniciou com os mesmos jogadores que terminaram a primeira etapa. Mas com bola rolando, a atitude da equipe paranaense mudou. Após conversa no vestiário, a equipe do Londrina voltou mais ofensiva e já nos primeiros minutos assustou o Capivariano. Dentre os ataques, a jogada de Anderson, que desceu em profundidade pelo flanco esquerdo e ao chegar na linha de fundo tocou para Miullen, que arrematou forte. Mas para fora da meta, com 5'.

Mas com o passar do tempo, o ritmo caiu e as duas equipes diminuíram as ações ofensivas. Mas em raros momentos, a equipe paulista quase abriu vantagem no placar na Arena Capivari. O lateral Lucas pegou a sobra de bola no setor da intermediária e carregou até área para arrematar próximo a meta do goleiro Biagi. Mas do outro lado, o contragolpe do escrete do Londrina foi rápido. Destaque para Miullen, o principal jogador do Londrina, que recebeu quase que todas as bolas de ataque do time paranaense.

Não deu outra, aos 20' a equipe do Londrina desempatou em mais uma cobrança de penalti e novamente com o camisa nove sofrendo falta dentro da área. Desta vez, Miullen cobrou e converteu, marcando o segundo gol do Tubarão no embate e o seu quarto na competição. Após o gol de desempate, o treinador do Capivariano mudou a equipe. Sacou um volante e colocou um meia de velocidade no escrete paulista.


Desta vez , o atacante Miullen sofreu a penalidade e cobrou, marcando o segundo gol do Londrina na partida

Depois do troca-troca, o time do Capivariano passou a ter mais posse de bola e frequentou mais o campo de ataque. Enquanto que o escrete do Londrina abusou neste período em jogadas de contra-ataque. Mas sem sucesso. O ritmo caiu depois dos 30' da etapa complementar. A equipe do Londrina passou a focar na marcação e com lançamentos de bola longa ao camisa 9 da equipe paranaense. Mas o treinador Hebersinho foi tentando de todos os jeito buscar o ataque. Com isso, várias faltas aconteceram neste período do jogo a favor da equipe do Capivariano. Não deu outra, a equipe paulista chegou ao gol aos 38' da etapa complementar com o gol de Jefferson, que desviou após cobrança de falta e deixou tudo igual na Arena Capivari.

Nos minutos finais, o confronto ficou brigado e preso no meio campo. Com ambas as equipes não cedendo espaço para o gol de desempate no apagar das luzes. Devido a isso, o placar terminou em 2 a 2 no tempo normal e confronto foi decidido nas penalidades.

Hugo da equipe do Capivariano anotou no tempo normal, mas perdeu a penalidade.

PRÓXIMA RODADA: O próximo adversário da equipe alviceleste será o Desportivo Brasil, que venceu por 2 a 0 o Botafogo-RJ. Enquanto que o time do Capivariano deu adeus ao certame.

FIQUE DE OLHO: O camisa 9 da equipe do Londrina, Miullen, atacante que sofreu as duas penalidades na partida, foi o mais acionado. Sendo que as principais jogadas do time paranaense foram em bolas longas ao atacante e que a partir disso Miullen levou a área e só não continuou ou arrematou, por que foi derrubado. Além de chamar o jogo, o atacante tem facilidade de jogar/sair em velocidade diante os adversários.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

LONDRINA: Biagi; Matheus, Igor Mendes, Casagrande (Zé Pedro) e Felipe; Felipe Mori (Alysson), Pedro Cacho (Higor), Luquinha (Matheus Biachini) e Anderson; Uelber (Juan) e Miullem. Tec. Alemão.

CAPIVARIANO: Marcos; Lucas, Paulo Pimentel, Gabriel e Jefferson; Adriel (De Luca), Bruno Luca, Felipe (Otávio) e Luiz Otávio (Igor Óia); Alejandro e Hugo Parron. Tec. Hebersinho

FICHA TÉCNICA – LONDRINA 2 X 2 CAPIVARIANO XXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Anderson aos 7’ do 1º tempo e Miullen aos 20’ do 2º tempo (Londrina) | Hugo Parron aos 23’ do 1º tempo e Jefferson aos 38’ do 2º tempo (Capivariano)
CA: Pedro Cacho, Allyson e Felipe Morin (Londrina) Adriel (Capivariano)
LOCAL: Arena Capivari
ÁRBITRO: André Luiz Cozzi
ASSISTENTES: Haislan Alves e Adriano Stange


Powered by Blogger.