PROPAGANDA

Ano novo, caras novas


O time londrinense ostentava uma marca incomum no Brasil, possuir o mesmo técnico por seis anos. Claudio Tencati, até então técnico mais longevo do Brasil, deixou o Tubarão. Cabe a Ricardinho e as várias caras novas no elenco, buscar o quinto título paranaense para conquistar de vez a confiança do torcedor.


#PARANAENSE 2018
Por Vinícius Eira

O ano de 2017 da equipe do norte paranaense foi cheia de altos e baixos. Em fevereiro, o Londrina foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil pro modesto Gurupi (TO). No paranaense, a equipe terminou na quarta colocação, sendo eliminado na fase semifinal pro Atlético, porém conquistando seu 17º título do interior. Entretanto, mesmo virando o turno da série B em 10º, fez um excelente segundo semestre e além de bater na trave do acesso, terminando a dois pontos do Paraná (quarto colocado), venceu a Primeira Liga, eliminando Fluminense e Cruzeiro, antes de bater o Atlético-MG na final.

O Londrina aparece novamente como um dos favoritos ao título estadual. E a expectativa da torcida é que o time vitorioso que fechou o ano possa retornar em 2018, mesmo com algumas saídas importantes como a do atacante Artur (Palmeiras) e do lateral Ayrton (Fluminense). Para esse ano, o Tubarão trouxe nove reforços, com destaque para Keirrison (Coritiba) que retorna à Londrina, desta vez com contrato de dois anos. Os novos jogadores já estiveram presentes em um amistoso contra o Linense na última quarta-feira (10), com vitória londrinense por 3x1, com dois do K-9 e um de Marcelinho.

Além do Paranaense, o Londrina joga a série B, a Copa do Brasil e Primeira Liga esse ano. A estreia do Tubarão é no próximo domingo (21) contra o Foz do Iguaçu no Estádio do ABC, em Foz.

TIME BASE: César; Lucas Ramon, Dirceu, Luizão, Jardiel; Germano, Anderson, Marcelinho, Alex, Thiago Primão; Carlos Henrique.

CRAQUE: César – Se o técnico Ricardinho ainda tem dúvidas em relação a algumas peças no time londrinense, uma das unanimidades da torcida é o goleiro César. O arqueiro de 22 anos começou o ano como terceiro goleiro, mas conseguiu ascensão meteórica e terminou 2017 como um dos pilares do Tubarão. Devido ao assédio de grandes equipes, o Londrina renovou recentemente o contrato de César até o fim do ano que vem.

TREINADOR: Ricardinho – O penta campeão do mundo chega com a responsabilidade de substituir ninguém menos que Cláudio Tencati, ícone do Londrina e um dos principais responsáveis pela reestruturação do clube. O técnico começará seus trabalhos com certa desconfiança devido aos últimos retrospectos, e tem que mostrar serviço logo de cara se quiser a confiança do torcedor. Ricardinho começou no Paraná e teve passagens por Corinthians, Santos e pela seleção brasileira. Como técnico também começou no Paraná, além de dirigir Ceará, Avaí e Santa Cruz.


Tecnologia do Blogger.