[SUB 20] Paraná vence o Espírito Santo na estreia da Copa dos Estados



Foto: Gabriel Sawaf/Do Rico ao Pobre
Nesta sexta feira (1), a equipe do Paraná venceu o Espírito Santo por 1x0. O gol foi anotado por Miuller após pegar rebote do goleiro. Com o resultado, a equipe paranaense depende apenas de um empate contra o Rio Grande do Norte para se classificar. Já a equipe capixaba está eliminada da competição.

#COPA DOS ESTADOS
Por Lucas Ravel

PRÉ-JOGO – As duas equipes entram em campo pressionadas, pois quem perder dá adeus à competição. A equipe do Paraná folgou na primeira rodada e anseia estrear com vitória para ir para o jogo contra o Rio Grande do Norte precisando de apenas um empate para se classificar. Já o Espírito Santo tropeçou no primeiro jogo e não pode pensar em outro resultado que não seja a vitória.  

PRIMEIRO TEMPO: O jogo começou com o Paraná jogando no seu campo ofensivo e pressionando a saída de bola do time capixaba, que buscava saídas rápidas em contra-ataque. Mesmo com o time sulista pressionando, a primeira chance de gol foi da equipe do Sudeste. Aos 13 minutos, Dandan partiu pela ponta direita e cortou para o meio, mas pegou mal na bola. O Paraná seguia pressionando e, após tabela na área aos 19 minutos, Gustavo sofreu pênalti. Ele mesmo cobrou no canto esquerdo, mas Pedro fez excelente defesa.

O Espírito Santo respondeu aos 22’ com Marcinho. O meia cobrou falta da intermediária no meio do gol, mas Guilherme não conseguiu segurar a bola e, em falha, quase levou o primeiro gol do jogo. A equipe paranaense era melhor na partida e, aos 26 minutos, Gustavo cobrou escanteio na cabeça de Chiesa, para grande defesa de Pedro, mas, no rebote, Miullen estava sozinho na pequena área para completar para as redes e tirar o zero do placar.

Precisando do empate para não ser eliminada da competição, a equipe do Espirito Santo buscou o ataque no findar do primeiro tempo. Aos 41’, Marcinho cobrou falta para o meio da área. Guilherme tentou tirar de soco, mas não afastou completamente. Na sobra, Crhistopher completou para o gol, mas o goleiro conseguiu se redimir e fazer boa defesa. Mesmo com o primeiro tempo já no fim, ainda sobrou tempo para o Paraná ter mais uma chance clara de gol. Aos 44 minutos, Jhonny tabelou com Anderson que finalizou da entrada da área no canto esquerdo, mas Pedro impediu o Paraná de fazer o segundo.

Miullen fez o único gol do jogo (Foto: Gabriel Sawaf/Do Rico ao Pobre)
SEGUNDO TEMPO:  A segunda etapa começou movimentada. Logo no primeiro minuto, Falcão que havia acabado de entrar, fez tabela com Dodô e recebeu de volta para finalizar no canto esquerdo para defesa difícil de Guilherme. As duas equipes seguiam buscando o ataque. 5 minutos depois, Miullen, do Paraná, fez excelente jogada individual, driblou três marcadores e finalizou da entrada da área, mas não obteve sucesso.

Buscando empatar a partida, aos 12 minutos, Marcinho abriu para Dodô na lateral direita, que cruzou para o miolo da área, mas Andinho finalizou fraco para defesa tranquila do goleiro. Um minuto depois, veio a resposta do Paraná. Uelber inverteu para Gustavo na ponta esquerda. O atacante cortou para o meio e chutou colocado para fora. O Paraná mantinha a marcação pressão do primeiro tempo, que quase resultou em gol. Aos 17, Jhonny roubou bola da defesa e partiu em direção ao gol, mas a finalização saiu fraca no meio da meta.

A partir dos 30 minutos, o Espirito Santo foi para o tudo ou nada e por pouco não empatou a partida. Rozario lançou Marcinho, o meia invadiu a área, mas Guilherme saiu bem do gol e bloqueou a finalização. O Paraná conseguiu equilibrar a partida novamente e, aos 39 minutos, Pires cobrou falta por baixo da barreira, mas sem força. Pedro defendeu tranquilamente.

Com o jogo perto do final, a equipe do Espírito Santo buscava o empate mas esbarrava no nervosismo, fazendo com que a equipe cometesse muitos erros e não conseguisse completar as jogadas com qualidade. O Paraná conseguiu segurar o resultado e conquistou uma vitória merecida.

Paraná teve chances para ampliar o marcador (Foto: Gabriel Sawaf/Do Rico ao Pobre)


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PARANÁ: 1- Guilherme 2- Dias 3- Ricardo 4- Chiesa; 5—Jhonny Lucas 6- Caio (14- Warlei) 7- Uelber (15- Denilson)8- Anderson (13- Vanderlei) 9- Miullen 10- Pires 11- Gustavo (17-Ardley) Técnico: Luciano Simm

ESPÍRITO SANTO: 1- Pedro 2- Thiago 3- Renato 4-Raphael; 5- Dudu (13- Felipe Pampolim) 6- Thallyson (14- Dodô) 7- Crhisttopher (15-  Falcão) 8- Dandan (16- Lucas) 9- Andinho (17- Breno) 10- Marcinho 11- Rozário Técnico: Erich Bonfim.


FICHA TÉCNICA – PARANÁ 1 X 0 ESPÍRITO SANTO XXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ARBITRAGEM: Lucas Paulo Torezin.
ASSISTENTES: Weber Felipe Silva (1) e Felipe Gustavo Schmidt (2).
GOL: Miuller – 26 1°T (Paraná)
CARTÃO AMARELO: Ricardo (Paraná); Thiago (Espírito Santo).


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO