Seleção “Do Rico ao Pobre” de 2017 da Série B


A Divisão de Acesso do futebol amador de Curitiba de 2017, categoria adulta, teve o seu término a algumas semanas, em que o Santíssima Trindade consagrou-se o campeão do certame, mesmo perdendo no Estádio Antonio Monteiro Sobrinho para o Fortaleza por um 1 a 0. Com um campeonato menor, em relação a quantidade de jogos de 2016, e com mais escretes na disputa pelo acesso, no total de 16 clubes e com centenas de atletas, o site Do Rico ao Pobre montou a seleção dos melhores da Série B deste ano.


#SELEÇÃO DRAP
Por @doricoaopobre

O certame da Divisão de Acesso de 2017 iniciou na segunda semana de agosto, já que teve uma forma diferente ao ano anterior, e terminou na segunda semana de novembro. Ou seja, forma três meses de competição. Período que somou 70 embates, com quatro fases disputadas. Neste ano, a final foi disputada entre Santíssima Trindade e Fortaleza, que no placar agregado ficou em 2 a 1 para ao time do Cajuru. Devido a isso, com a duas equipes na final, as duas equipes tiveram representantes na seleção da Série B da Suburbana de 2017, que ficou com o tradicional 4-4-2.

Com apenas uma derrota no certame, no primeiro duelo da final, a equipe do Fortaleza foi quem teve mais jogadores na seleção. No total foram cinco jogadores. Começando pelo goleiro, Valderson, junto ao lateral direito Piwi, o zagueiro Marcão, o volante/meia Roberto e Geovane no meio de campo. Na sequência, o também finalista Santíssima Trindade tiveram seus representantes, como o zagueiro Queen e também o atacante Giovani.

Para completar a seleção, o escrete do Bangú, que mais uma vez ficou no quase e caiu na semifinal, teve três representantes. O volante Edmar, o meio campista Joãozinho e o atacante e artilheiro do certame, Luizinho. Finalizando o time dos melhores de 2017, o lateral Moura do Grêmio Ipiranga. Para treinar a seleto, a trinca de treinadores que levou/ajudou o Santíssima Trindade a conquista, com Oscar Kirsten, Dinei Ferreira e Rafael Siqueira. A revelação foi o jovem Luiz Fernando, que marcou gols importantes na reta final e ajudou o time do bairro do Cajuru a chegar a conquista. Já o craque da competição foi Roberto do Fortaleza. 




A metodologia para montar a seleção dos melhores da Divisão de Acesso de 2017 foi diferente em relação aos outros anos. Desta vez, os treinadores que participaram da competição ajudaram a selecionar com os integrantes do site. Concordam? Discordam? Trocaria alguém?  Mudaria a tática? Solte o seu pitaco:


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO