Santíssima Trindade, a figurinha que completa o álbum da Série B


A Figurinha da Rodada hoje é diferente. Após uma final sem grandes destaques individuais, nada melhor do que destacar o espírito coletivo da equipe do Cajuru, que superou todos os obstáculos e adversários, jogando dentro de suas limitações, e conquistando o título com todos os méritos.

#Figurinha
Por Yuri Casari

Pela terceira vez consecutiva, o Trindade conquistou o objetivo na fase eliminatória fazendo o primeiro resultado em casa e segurando a classificação na segunda partida longe de seus domínios. Na decisão, contra o forte time do Fortaleza, não foi diferente. O Trindade não pôde evitar a derrota frente a um time que foi 100% em todos os jogos no Antônio Monteiro Sobrinho. Mas garantiu o resultado suficiente que dava o título à equipe. 

E esse troféu só foi levado ao Parque Linear porque, muito mais do que grandes nomes, o Trindade tinha uma equipe voluntariosa e ciente do que faze em campo. A começar pela, com o perdão do trocadilho, "santíssima trindade" do comando técnico, formada por Oscar Kirsten, Dinei Ferreira e Rafael Siqueira. 

Dentro das quatro linhas, começamos pelo camisa 1, Paulo, que fez importantes defesa, como em um chute preciso de Manfron, ainda no primeiro tempo. Nas laterais, Baiano e Juliano, que apesar de apoiarem bastante, sempre estavam bem posicionados defensivamente, contribuindo com os zagueiros Anderson e Queen, duas muralhas, que ainda contaram com a cobertura dos volantes Marcão e Marlon. Na construção, Tupã e Tom, que também ajudavam na contenção, povoando o meio campo e impedindo o melhor setor do Fortaleza de jogar. Completando o onze inicial, os fortes Batoré e Geovane, que apesar de pouco acionados, levaram perigo quando chegaram ao ataque. E por fim, os reservas Luiz Fernando, Lelo e Folha, que entraram no decorrer da partida. 

Mas importante lembrar que o título não foi construído apenas por aqueles que entraram em campo. Jé, suspenso, teve de assistir de fora a conquista. Assim como os outros reservas, Dil, Fabrício, Jeci, Du, Diagonal, Nicolas e Wesley, pela diretoria do clube e por todos aqueles da comunidade do Santíssima Trindade que apoiaram a equipe auriazul. Sem esquecer, é claro, de Rodolfo, o eterno camisa 10 do Trindade. E é assim, com toda a equipe do Trindade posada, que a temporada de Figurinhas da Rodada da Série B se encerra em 2017.