[JUVENIL] Trieste vira o jogo e está com um pé na final

Aramis  fez o gol da virada pelo Trieste (Foto: Cleiton da Cruz)
Na tarde de ontem (11), Uberlândia e Trieste se enfrentaram no jogo de ida pela semifinal do campeonato amador juvenil da Série A. A equipe da colônia italiana virou após estar perdendo por 1 a 0 no Estádio Bortolo Gava. Mesmo com um jogador a menos, o Uberlândia conseguiu sair na frente, entretanto os jovens atletas do Uber se desgastaram fisicamente a partir da metade da segunda etapa e não conseguiram segurar o placar. Ou seja, foi um duelo de xadrez


#JUVENIL 2017

PRÉ-JOGO: O Trieste tem 100% de aproveitamento na competição e Danilo Canderole foi com o intuito de repetir a dose para chegar à final. Do outro lado, o atual campeão do juvenil Carlos Magrão – campeão em 2016 com o Novo Mundo. Contudo, expulso na última partida será obrigado a comandar o Uber fora do banco de reservas.

PRIMEIRO TEMPO – No início do embate, o escrete do Trieste teve a iniciativa e foi responsável por um volume de jogo maior nos primeiros minutos. Devido a isso, o time de Santa Felicidade jogou pra frente. Já o Uber marcou forte, sofreu ao perder o zagueiro Lucas Cesinha na metade do primeiro tempo, após receber o segundo cartão amarelo.

A equipe do Trieste criou o primeiro lance de ataque aos 6’, com Aramis, que recebeu cruzamento e cabeceou no travessão. Lance que o arqueiro Thiago Zanlorenzi só observou. Minutos depois, aos 12’ em cobrança de falta de quase do meio campo, Lucas do Trieste soltou um canhão e a bola explodiu no peito do goleiro do Uber e foi para escanteio. Foi uma “pedrada”.  Foi então que o jogo mudou, pois Lucas Cesinha do Uber foi expulso na metade do primeiro tempo, após receber o segundo cartão amarelo.

Lucas derrubou o adversário que iria entrar na área grande e ficar com condições claras de marcar um gol. Não de outra, com um homem a mais em campo, o Trieste incomodou a zaga do Uberlândia. O atacante Rámon ainda teve uma chance aos 27”. O camisa 9 finalizou de fora da área e quase marcou. No primeiro tempo a posse de bola foi do time da colônia italiana. Já o escrete tupiniquim recuou, já que esteve com um homem a menos.  No fim da primeira etapa, o Trieste teve um gol anulado por impedimento.

O Uber teve um jogador expulso no primeiro tempo (Foto: Cleiton da Cruz)

SEGUNDO TEMPO – Emoções, gols e viradas aconteceram na etapa complementar. O Uber abriu o placar em um contra-ataque, mas não resistiu a pressão italiana, que virou o placar. Diferente da primeira etapa, a equipe do Uberlândia correu em dobro com um menos, e com isso, os jogadores sentiram a parte física no segundo tempo. Na primeira parte da etapa complementar, em contra-ataque rápido, Igor recebeu passe e bateu de primeira com a perna direita para abrir o placar. Com um a menos em campo, o escreve do bairro do Novo Mundo se superou diante de um cenário ruim.  

Contudo, o Trieste com mais jogadores em campo e ainda com mais volume maior de jogo não desistiu. Aos 17’, Aramis entrou na área e bateu firme, a bola foi parar no fundo das redes. O empate aconteceu. Devido a isso, o time do bairro de Santa Felicidade passou a dominar o jogo e o Uber só se defendeu, não conseguiu passar da linha de meio de campo. Destaque para o arqueiro do Uber, que fez grande defesa aos 25”. Mas minutos depois, o gol de virada triestino saiu aos 27’, com ele novamente. O mosqueteiro Aramis bateu firme e bola foi no ângulo, Thiago Zanlorenzi até pulou, mas não alcançou.

A última chance foi da equipe do bairro do Novo Mundo, aos 36’ Daniel chutou da intermediaria e Adnilton estava esperto para defender, mas sem sucesso. O placar persistiu em 2 a 1 para o time do Trieste. Agora, o Uber precisará vencer a partida no Francisco Muraro, para levar a decisão aos pênaltis. Já equipe Triestina necessita de um empate para ir à final do campeonato. 
  
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

UBERLÂNDIA: 1 Thiago Zamlorenzi; 2 Victor, 3 Bruno (17 Luis G) ((14 Welton)); 4 Cesinha e 6 Gustavo; 5 Cristopher; 7 Eduardo (20 Carlos Eduardo), 8 Coelho, 10 Werick; 9 Igor (Mateus) e 11 Daniel. Técnico: Carlos Magrão

TRIESTE: 1 Adnilton, 2 Luiz, 3 Allan, 4 Lucas e 6 Vinícius Mendes; 5 Nicolas, 7 Willian Santos (17 Erick), 8 Willian e 10 Aramis; 9 Pedro H. (Eduardo Sá) e 11 Ramon.  Técnico: Danilo Candelori.

FICHA TÉCNICA UBERLÂNDIA 1x2 TRIESTE XXXXXXXXXXXXX

GOLS: Igor aos 15' do 2ª tempo (Uberlândia) e Aramis aos 16' e 27' do 2º tempo (Trieste)
CA: Bruno (UBE)
CV: Bruno (UBE)  
Árbitro: Danilo Simão Lagroteria Oliveira Faria
Assistentes: Heitor Alex Eurich e Giovani Marlus de Oliveira Massoquetto
Delegado: Marcelo Nascimento Neves

__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO