[JUVENIL] Trieste goleia Uberlândia em casa e está classificado para a final da Série A

São 15 vitórias triestinas na competição, 100% de aproveitamento até aqui (Foto: Dudu Nobre)
No último sábado (18) o Trieste recebeu o Uberlândia na segunda parte das semifinais da Suburbana 2017 – categoria juvenil. Com uma chuva de gols, o time da casa não tomou conhecimento do Uber e se classificou para a final após aplicar 10 a 1 no adversário. Pedro Henrique, artilheiro da competição com 17 gols, marcou duas vezes, assim como o meia Alexandre.

#JUVENIL 2017

PRÉ-JOGO: Após vitória na primeira partida das semifinais por 2x1 no Gustavo Schier, o Trieste vinha embalado para definir sua classificação em casa e precisava apenas de um empate para chegar às finais. Já o Uberlândia depositava suas fichas no efetivo sistema ofensivo, liderado pelo vice-artilheiro da competição - o atacante Daniel - para reverter a situação e jogar a final contra o vencedor da outra semifinal entre Operário Pilarzinho e Vila Sandra.

PRIMEIRO TEMPO: Com a tranquilidade de ter a vantagem no agregado e de jogar em casa, o clube da colônia italiana logo mostrou sua superioridade sobre o Uberlândia. Aos 21’ do primeiro tempo, Pedro Henrique abriu o placar após falha da zaga do Uber. O gol abalou o visitante, e na jogada seguinte Allan ampliou o marcador de cabeça.

A partir daí, só deu Trieste. Aos 27, Aramis recebeu na área e tocou na saída do goleiro Thiago, 3x0. O Uberlândia não conseguiu encaixar seu jogo no Estádio Francisco Muraro, e aos 41 minutos o artilheiro Pedro marcou novamente: 4x0, sem sinais de recuperação dos visitantes.

Daniel Souza fez o gol de honra do Uber, mas não foi suficiente para evitar a eliminação (Foto: Dudu Nobre0
SEGUNDO TEMPO: Apesar da ampla vantagem, o Trieste não se acomodou na partida. Logo aos 5 minutos, o lateral Mauro entrou livre na ponta direita e encobriu o goleiro Thiago, 5x0 para o então finalista.

Abalado com a goleada e com a pressão da torcida italiana, o Auriazul se mostrava perdido em campo e errava muitos passes, além de deixar espaços abertos no meio de campo. O time da casa aproveitou e aos 7’ Willian bateu cruzado e o goleiro Thiago aceitou: 6x0, uma partida perfeita do clube da colônia italiana até então.

Sabendo administrar o resultado e mais tranquilo que o visitante, o Trieste dominava o jogo, tanto que Alexandre entrou sozinho após driblar dois zagueiros do Uber e fez 7x0.

Com a classificação garantida, o técnico Danilo Candelore mudou duas vezes e preservou alguns jogadores para a final, como o centroavante Pedro Henrique. Com as substituições, o Uber cresceu e aos 17 minutos conseguiu seu gol de honra: em um cruzamento da esquerda, Daniel Souza cabeceou, a bola desviou na zaga e enganou Adnilton, 7x1.

Autor de dois gols, Alexandre foi um dos destaques da partida (Foto: Dudu Nobre)
Nada que parasse o ímpeto dos mandantes. Aos 25, Morais aproveitou contra-ataque e ampliou para o Trieste: 8x1. O calvário do time da Vila Formosa parecia não ter fim, já que aos 32 Alexandre novamente  entrou sozinho na área e marcou 9x1.

O técnico Carlos Magrão mexeu no time, colocando o meia Bruno Evaristo para tentar segurar a bola no setor ofensivo dos visitantes. A mudança não surtiu efeito, já que Erick fechou a conta aos 34’. Placar final: Trieste 10x1 Uberlândia. O Tricolor da Colônia enfrentará o Vila Sandra no final da categoria juvenil da Divisão Especial da Suburbana.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

TRIESTE: 1. Adnilton, 2. Mauro, 3. Allan, 4. Lucas, 6. Vinícius Mendes; 5. Nicolas, 7. Willian, 8. Aramis, 10. Ramon; 9. Pedro Henrique e 11. Alexandre. Técnico: Danilo Candelore.

UBERLÂNDIA: 1. Thiago, 2. Vitor Hugo, 3. Cristopher, 4. Eduardo Bueno, 6. João Vitor; 5. Gustavo, 7. Douglas, 8. Luis, 10. Werick; 9. Igor e 11. Daniel Souza. Técnico: Carlos Magrão.

FICHA TÉCNICA: TRIESTE 10 X 1 UBERLÂNDIA XXXXXXXXXXXXXXXXXX

ARBITRAGEM: Gustavo Pielak Kuinsler.
ASSISTENTES: Mauricio Costanaro Gonçalves (1) e Luis Henrique Campanhoni (2).

GOLS: Pedro aos 21’ e aos 41’, Allan aos 22’ e Aramis aos 27’ do 1°T; Mauro aos 5’, Willian aos 7’, Alexandre aos 14’ e aos 32’, Morais aos 25’ e Erick aos 34’ do 2°T (Trieste); Daniel Souza aos 17’ do 2°T (Uberlândia).
__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO