É campeão! Maringá vence o FC Cascavel e conquista a Taça FPF 2017

O Maringá levanta a Taça FPF 2017 e está garantido na Série D do Brasileirão de 2018
(Foto: Kaique Augusto/Revista Série Z).
De um lado, o Maringá, que buscava o segundo título da Taça FPF em duas disputas. Do outro, um debutante no campeonato e, consequentemente, na final, o FC Cascavel. Na manhã deste domingo, as duas equipes se enfrentaram no estádio Willie Davids, em Maringá, para definir com quem ficava a Taça FPF. Os donos da casa foram melhores em campo e com um 3 a 1, o MFC conquistou o bicampeonato (2015 e 2017).

#TaçaFPF

Por Felipe Augusto, da Revista Série Z,
especial para o Do Rico ao Pobre

Primeiro tempo: Na primeira partida, o resultado foi um 2 a 2, que não deu vantagem para nenhum dos finalistas no jogo derradeiro. Quem vencesse seria campeão. O Maringá mandou na partida, com um minuto de jogo tentava o ataque. Três minutos depois, Dandan, pela esquerda quebrou a linha defensiva do FCC, chutou, o goleiro Lucas rebateu e Lucão abriu o placar.

O Maringá conseguia neutralizar o jogo adversário, mantendo a bola no campo ofensivo, longe da meta de Junior, jogando no habitual 4-2-3-1 quando tinha a bola e se posicionando no 4-4-2 (e/ou 4-4-1-1) quando defendia. O Cascavel teve muitas dificuldades para furar a defesa adversária, sem conseguir ocupar o segundo e o último terço do campo, fazendo com que as chances da equipe fossem com bola alçada na área ou parada, como aos 17 minutos, quando Hyago cobrou falta no travessão.

Dandan era a principal arma ofensiva dos donos da casa, com o lado direito da defesa adversária sendo a principal área de criação de jogadas. Após chance com Alef e o próprio Dandan, o Maringá chegou ao segundo gol. Aos 28 minutos, pela esquerda, a bola chegou em Diogo, que tocou rápido para Alef que acertou um belo chute no ângulo. Golaço!

Precisando do resultado, o Cascavel não conseguia ocupar o campo ofensivo, se desorganizando, dando mais espaço para o Maringá nas duas laterais. Aos 40’, Everton escapou pela direita, lançou na área, Dandan livre, dominou, mas chutou em cima do goleiro. Um minuto depois, o mesmo Dandan acelerou pela esquerda, tocou na área e Lucão, livre e sem goleiro, encostou para fazer 3 a 0.

Com uma boa atuação, especialmente no primeiro tempo, o Maringá não deu chances ao Cascavel (Foto: Kaique Augusto/Revista Série Z).
Segundo tempo: O segundo tempo começou com a melhor chance do Cascavel, em jogada pela direita, a bola sobrou para Hyago, de frente para o goleiro, que chutou fraco. Porém, o decorrer da etapa final manteve a mesma tônica, o Maringá neutralizando o adversário com a bola no ataque e o Cascavel sem sucesso nas transições.

A melhor chance da etapa final foi com Alef, aos 24 minutos, que após contra-ataque rápido do Maringá, apareceu na cara do gol, deu uma cavadinha, mas a bola foi para fora. Na sequência, o Cascavel conseguiu finalizar, mas Junior defendeu. Alef chegou a fazer o quarto, mas foi assinalado impedimento. Nos acréscimos, o Cascavel chegou ao gol, com Pedro Júnior, em jogada pela esquerda ofensiva, mas nada adiantou, o Maringá confirmou o título, para alegria dos mais de seis mil presentes, que aproveitaram a entrada gratuita no estádio.

A conquista garante ao Maringá, um calendário nacional em 2018, com a vaga garantida na Série D. Será a terceira participação da equipe, que em 2014 e 2016 ficou na primeira fase. As duas equipes voltarão a se encontrar no Paranaense 2018.

Aos jogadores do Cascavel, restou o lamento pela derrota. E quem sabe, uma oportunidade no time principal do FCC (Foto: Kaique Augusto/Revista Série Z).
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Maringá: Júnior; Danilo, Gilberto, Pedrão e Prego; Canário e Diogo (Pacato); Everton (Gabriel), Lucão e Dandan; Alef. Técnico: Fernando Marchiori
FC Cascavel: Lucas; Antonny (Vagner), Índio, Murilo e Elivelton; Tubarão, João Paulo, Oberdan e Romario (Pedro Júnior); Hyago (Cainan) e Kiko. Técnico: Rodrigo Cabral

FICHA TÉCNICA – MARINGÁ 3x1 CASCAVEL

Estádio Willie Davids, Maringá (PR) | Domingo, 05/11/2017, 11h05
Árbitro: Rafael Traci | Assistentes: Luiz Paulo Galli e Alexandre Cavalcanti de Souza
Gols: Lucão (4’1T e 41’1T) e Alef (28’1T), para o Maringá, e Pedro Júnior (47’2T), para o Cascavel
Cartões amarelos: Dandan (Maringá), Tubarão e Pedrão (Cascavel)

Público: 6.649 presentes | Renda: R$ 32.585,00