Coritiba perde para o São Paulo e se aproxima da degola

O São Paulo subiu para a 12ª posição e está com 49 pontos.
Foto: João Castro

Neste domingo (26), o Coritiba recebeu o São Paulo no Estádio Major Antônio Couto Pereira, em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017. O anfitrião, que luta para permanecer na série A, vacilou no segundo tempo e perdeu de virada para a equipe paulista.

#BRASILEIRÃO 2017
Por @bialimac

PRIMEIRO TEMPO - Após a pausa de um minuto de silêncio em homenagem aos acidentados na tragédia da Chapecoense, que completa um ano nesta semana, o árbitro autorizou o início da partida. O jogo começou embalado pelo coro das torcidas, que estavam incansáveis. O primeiro lance perigoso foi dos visitantes. Aos 4' o São Paulo assustou o time da casa, quando Brenner recebeu passe e tentou um chute na entrada da grande área. O goleiro Wilson se esticou, mas a bola passou acima do travessão.

Edimar, do São Paulo, encontrou a bola que sobrou da troca de passes e, aos 14', deu um chute rasteiro e perigoso, que foi defendido por Wilson. Com 16', Marcos Guilherme foi quem deu esperança ao time paulista: aproveitou a esteira e tentou estufar o canto esquerdo, mas Wilson foi rápido e agarrou a bola com força. Após troca de passes dentro da grande área, aos 18', Tiago Real, do Coritiba, encontrou uma abertura na defesa adversária, mas acertou a rede pelo lado de fora. Em seguida, na resposta, a bola foi conduzida pela equipe visitante. Shaylon chutou forte e a bola foi desviada para Brenner. Wilson, cara a cara com o atacante, fez grande defesa.

Quase na metade da primeira etapa, aos 21', Jonas, do Coritiba, fez um cruzamento que encontrou Rildo na boca da pequena área. O camisa 11 cabeceou com perigo, mas o zagueiro tricolor foi rápido e conseguiu tirar para escanteio. Com 33', Rildo, novamente, teve grande chance na entrada da grande área. A equipe alviverde trocou passes na direita e cruzou para o atacante, que estava sem marcação na esquerda. O camisa 11, no entanto, pegou mal na bola e acabou isolando.

Aos 38', o juiz marcou falta dentro da área a favor do Coritiba. A torcida chamou Wilson para cobrar e o goleiro, sem decepcionar, atendeu ao pedido. O camisa 84 passou tempo demais se preparando para o chute, mas compensou com uma bomba, que explodiu dentro do gol.

O Couto Pereira teve público total de 38.059.
Foto: João Castro

SEGUNDO TEMPO - Na volta do intervalo, quase toda a equipe do São Paulo foi para o meio de campo para questionar os árbitros em relação ao pênalti dado ao Coritiba, o que acabou atrasando o início da segunda etapa. Aparentemente, os visitantes não causaram maiores transtornos e, após alguns minutos, o apito foi dado. Os tricolores voltaram do vestiário mais empolgados e a partida, que até então vinha sendo dominada pelo Coritiba, se equilibrou e ficou mais disputada. Aos 8' Brenner cruzou para Cueva, que, de dentro da grande área, tentou de primeira, mas isolou.

Aos 11', após falta na linha da intermediária, Thiago Carleto, do Coritiba, bateu falta direto para o gol. O goleiro Sidão se adiantou e tirou da linha de perigo sem muita dificuldade. Na marca dos 18' Edimar cobrou falta na lateral esquerda da área direto para o gol. O camisa 16 chutou bem, mandando uma bola curva com destino certo no canto direto, mas Wilson conseguiu espalmar a tempo.

Aos 21' Shaylon bateu de fora da área e assustou os coxa-brancas. A bola não foi para dentro do gol, mas rendeu um escanteio bem aproveitado: Éder Militão recebeu a bola e não deu chance para o goleiro adversário, empatando a partida. Mal deu tempo do Coritiba se recuperar, quando o árbitro deu falta perigosa a favor do São Paulo na intermediária. Com 25' Rodrigo Caio, do tricolor, e Matheus Galdezani, do alviverde, subiram juntos e a bola entrou no gol de Wilson, deixando na dúvida se foi contra ou não.

Aos 32' Jonas, do Coritiba, pegou a bola que sobrou na intermediária e tentou direto para o gol. A chance foi boa, mas a bola passou muito longe da mira. A equipe do São Paulo ainda fez uma bela troca de passes na entrada da grande área, aos 41'. A equipe se desvencilhou da marcação, mas a finalização foi fraca e deixou fácil para o goleiro Wilson.

Nos minutos que restaram, os alviverdes tentavam alcançar a área adversária, mas a ansiedade tornou-se desespero e impediu a mudança do placar, que terminou em Coritiba 1 x 2 São Paulo. Com a derrota, o time paranaense precisa vencer contra a Chapecoense e, caso isso não ocorra, dependerá de tropeços do Sport ou de Vitória, Ponte Preta e Avaí para escapar do rebaixamento. 

O Coritiba caiu para a 16ª posição e está com 43 pontos.
Foto: João Castro

ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CORITIBA 84 Wilson, 98 Dodô, 34 Werley (C), 50 Cléber Reis, 88 Thiago Carleto, 27 Jonas, 5 Alan Santos (6 Edinho) (7 Iago Dias), 8 Tiago Real, 70 Yan Sasse (20 Matheus Galdezani), 11 Rildo, 91 Henrique Almeida. Técnico: Marcelo Oliveira.

SÃO PAULO 12 Sidão, 13 Éder Militão, 4 Arboleda, 3 Rodrigo Caio, 16 Edimar, 25 Jucilei, 28 Araruna (19 Thomaz), 20 Shaylon, 10 Cueva (C), 23 Marcos Guilherme, 35 Brenner (22 Júnior Tavares). Técnico: Dorival Júnior.

FICHA TÉCNICA CORITIBA 1 X 2 SÃO PAULO XXXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: 84 Wilson (Coritiba); 13 Éder Militão, 3 Rodrigo Caio (São Paulo).

C.A.: 50 Cléber Reis, 70 Yan Sasse, 34 Werley, 98 Dodô (Coritiba); 23 Marcos Guilherme (São Paulo).

ÁRBITRO: Anderson Daronco
ASSISTENTE 1: Rafael Alves
ASSISTENTE 2: Elio Andrade Junior


__________________________________________

DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO