Vitória heroica! Paraná passa pelo Vila Nova em confronto direto e assume vice-liderança da Série B


Mais uma vez não foi fácil sair da Vila Capanema com os três pontos. Mas o Tricolor reafirmou sua posição de melhor mandante do Brasil e venceu o Vila Nova pelo placar mínimo. A vitória, com gol de Felipe Alves, colocou o Paraná na segunda posição do Brasileirão, a cinco pontos do próprio Vila Nova, quinto colocado. 

#SérieB
Por Yuri Casari

Pré-Jogo: Na noite desta terça-feira (24), a Vila Capanema iria receber mais uma decisão. O Paraná Clube, quarto colocado, frente a frente com o Vila Nova, na quinta posição. Uma vitória tricolor seria um passo importante na luta pelo acesso, enquanto uma derrota, tiraria a equipe do G4 da competição. 

Primeiro tempo: Como era de se esperar, o jogo demorou para engrenar. As duas equipes iniciaram a partida abusando dos cruzamentos na área. O primeiro lance de perigo aconteceu apenas aos 16 minutos, em chute de fora da área de Gabriel Dias, defendido por Luis Carlos. O Vila Nova não abdicava do ataque mesmo jogando fora de casa e respondeu bem aos 25 minutos, em chute colocado de Alan Mineiro que Richard pulou milagrosamente para fazer a defesa. 

O time goiano chegou a ensaiar uma pressão, mas foi o Tricolor que voltou a assustar. Aos 32, Eduardo Brock cabeceou rente à trave. Na sequência, a situação inverteu. O Paraná Clube passou a trabalhar melhor a bola e a buscar o ataque, mas foi o Vila Nova quem ficou perto de marcar. Aos 40 minutos, Alípio caprichou no chute de fora da área, mas a bola passou à esquerda do goleiro Richard. 


Segundo tempo: O empate parcial mantinha as duas equipes nas mesmas posições em que iniciaram a partida. Nada bom para ambos, visto que o Oeste joga apenas na sexta-feira (27) e poderia se aproximar em caso de vitória. Dessa forma, o Tricolor voltou ao segundo tempo buscando pressionar o adversário. Depois de alguns minutos em cima do adversário, o goleiro Luis Carlos caiu em campo e conseguiu esfriar a partida, ainda na casa dos 7 minutos. 

Como em outras partidas, o Paraná tomou o controle do jogo. O gol era questão de tempo. Mas o técnico Matheus Costa resolveu mexer no time em busca de uma solução. Aos 19, Felipe Alves entrou no lugar de Alemão. A mudança surtiu efeito em onze minutos. Aos 30, Cristovam fez o cruzamento na área, Brunão não conseguiu afastar e Felipe Alves dominou de pé direito, e com o mesmo pé bateu firme para as redes, colocando o Tricolor na frente do placar.

A explosão de alegria rapidamente se tornou tensão para os mais de 10 mil torcedores presentes, pois os minutos finais demoraram a passar, e o Vila Nova é quem decidiu se lançar ao ataque. Porém, o desespero colorado por um gol manteve o Tricolor com os três pontos nas mãos, ainda que o árbitro tenha dado cinco longos minutos de acréscimos. Ao apito final de Marcelo Aparecido de Souza deu lugar à euforia paranista, com o Paraná Clube cada vez mais perto de retornar à elite do futebol brasileiro. 


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PARANÁ: 1 Richard; 2 Cristovam, 3 Maidana, 4 Brock, 6 Igor; 5 Vinicius Kiss, 8 Gabriel Dias, 10 Renatinho, 7 Vitor Feijão (20 Giovanny) e 11 João Pedro; 9 Alemão (18 Felipe Alves, e depois 17 Luiz Otávio). Téc: Matheus Costa.

VILA NOVA: 1 Luis Carlos; 2 Maguinho, 3 Brunão, 4 Wesley Matos e 6 Gastón Filgueira; 5 Geovane, 7 Mateus Anderson (15 Fagner), 8 PH (20 Tiago Adan) e 10 Alan Mineiro (17 Wallyson); 9 Lourency e 11 Alípio. Téc: Hemerson Maria.

FICHA TÉCNICA – PARANÁ CLUBE 1x0 VILA NOVA

ARBITRAGEM: Marcelo Aparecido de Souza (SP).
ASSISTENTES: Anderson de Moraes Coelho e Bruno Rizo (SP).
GOL: Felipe Alves, aos 30' do 2º tempo.
AMARELOS: Maguinho, Gastón Filgueira e Alípio (VIL).

__________________________________________

DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO