[SUB 17] Com dois gols de Bruno Leite, Atlético vence o J.Malucelli e segue como único invicto do Campeonato Paranaense

Bruno Leite foi o destaque da partida marcando os dois gols da vitória atleticana
(Foto: Gabriel Sawaf).
Na tarde desta segunda-feira (09), no gramado sintético do estádio Francisco Muraro, o Atlético recebeu o J.Malucelli pela abertura do returno da 2ª fase do Campeonato Paranaense sub-17. Com facilidade, o Furacão abriu 2 a 0 e com um a menos durante a maior parte do segundo tempo, segurou o Jotinha para manter a invencibilidade na competição. 

#PRSUB17
Por Yuri Casari

PRÉ-JOGO Em busca da classificação antecipada para a próxima fase, o Atlético teria pela frente o J.Malucelli, que apesar da boa primeira fase, em que ficou atrás apenas do trio de ferro da capital, vinha de uma sequência de quatro jogos sem vitória na competição.

O EMBATE - Logo que a bola rolou a diferença física entre os dois times era evidente, e o Jotinha precisava vencer essa diferença taticamente. Nos primeiros dez minutos o time visitante conseguiu segurar a equipe rubro-negra, que tocava pacientemente a bola, buscando o momento certo de atacar. E já na primeira finalização, aos 11 minutos, o Furacão mostrou sua força. Christian tocou para Bruno Leite, que fintou para a esquerda e bateu rasteiro de canhota, no canto oposto do goleiro Léo, abrindo o marcador para o Atlético. 

Aos 15 minutos o Atlético voltou a atacar com Denílson, que chutou rasteiro de fora da área, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 18, um pouco mais solto no jogo e conseguindo valorizar mais a posse de bola, o J.Malucelli chegou na primeira finalização, em chute de Khaian, que subiu muito e foi pra fora.

Aos 20 e aos 21, o grito de gol ficou no quase para as duas equipes. Primeiro com o Atlético, que quase ampliou em chute preciso de pé direito de Bruno Leite, que carimbou a trave. Em seguida foi a vez do camisa 11 do Jotinha, Gabriel Barbara, arriscar um chute de chapa que quase encobriu o goleiro Allan Roden. Superior na primeira etapa, o Furacão teve outra boa chance aos 35, em ótima jogada coletiva que passou de pé em pé, até chegar em Joedson, que deu um passe para Christian pela direita bater cruzado, mas Denílson chegou atrasado e não conseguiu completar para as redes.

Com atuação superior, vitória parcial do Atlético na primeira etapa foi merecida.
(Foto: Gabriel Sawaf).
No segundo tempo, com apenas cinco minutos, o Atlético chegou ao segundo gol. Em cobrança de falta ensaiada, Matheus Rampon foi derrubado por Anderson na área. Pênalti claríssimo que Bruno Leite cobrou cruzado de pé direito e ampliou a contagem atleticana. O jogo estava bom para o Atlético, até que aos 11 minutos, em lance duvidoso, o árbitro Leonardo Portella deu vantagem a favor do Jotinha em falta cometida Christian. Na sequência, Nicolas Prado também fez falta, dessa vez assinalada por Portella. O árbitro amarelou Nicolas pela falta, e também amarelou Christian pelo lance anterior, e consequentemente expulsou o camisa 8 rubro-negro, que já estava amarelado. 

Três minutos depois, Portella viu agressão de Lucas, do J.Malucelli, em Denílson, e expulsou o capitão dos visitantes. Aos 18, nova expulsão. Gabriel Malta deu uma rasteira em Gabriel Barbara, tomou o segundo amarelo e voltou para o vestiário mais cedo. Com um a menos em campo e dois gols de vantagem no placar, o Atlético acabou dando espaço para o Jotinha, que dominava a posse de bola, mas se precipitava nas finalizações. A mehor chance aconteceu aos 23, quando ao exercer a pressão alta, Gabriel Barbara quase desarmou o goleiro Allan, e a bola espirrou por cima do gol.

O resultado de 2 a 0 garantiu o Atlético na próxima fase e manteve a invencibilidade do Furacão, que em 16 jogos no torneio venceu 8 e empatou em 4 oportunidades, e segue na liderança do grupo F. Já o Jotinha continua na lanterna do grupo com apenas um ponto ganho. Na próxima rodada, o Atlético visita o Maringá e o Jotinha viaja para enfrentar o Cascavel.

O árbitro Leonardo Portella expulsou três jogadores no segundo tempo, dois do Atlético e um do J.Malucelli. Na foto, Lucas, capitão do Jotinha, recebe o vermelho (Foto: Gabriel Sawaf).
ATLÉTICO - Com a bola, o Furacão atacava em um 4-1-2-3. Extremamente maduro, o time comandado pelo ídolo Marcão demonstrou inteligência tática, qualidade técnica e superioridade física. Com uma dupla de zaga sólida (Gabriel Malta e Victor Emanuel) e meio campistas com um toque qualificado, o Furacão sobra na competição estadual.


FIQUE DE OLHO - Bruno Leite - Com um domínio diferenciado e com um qualificado passe, a camisa 10 cai muito bem no meia Bruno Leite. Além de ter marcado os dois gols da partida e de ainda quase ter feito um terceiro em bonito arremate de fora da área, o jogador era o principal articulador rubro-negro, ainda que pecasse em alguns momentos por excesso de preciosismo.


J.MALUCELLI - Com valores locais, garimpados na Suburbana, como o volante Lucas (ex-Novo Mundo), o lateral Cardoso (ex-Renovicente) - estes dois escalados na seleção DRAP do Juvenil 2016 - o meia Castanha e o atacante Gabriel Barbara (ambos ex-Renovicente), o Jotinha se defendia no tradicional 4-4-2 e atacava em um 3-4-3. recuando Lucas com os defensores e dando liberdade para o apoio dos dois laterais. Embora seja um time com alguma qualidade técnica, a falta de maturidade, principalmente em relação aos jogadores do Atlético, ficava evidente nos passes errados e nas finalizações desesperadas de longa distância, mesmo com vantagem numérica em campo.


FIQUE DE OLHO - Guilherme - O camisa 3 do Jotinha mostrou tranquilidade no comando da zaga alvicinza, sendo bastante acionado na saída de bola. O jogador apresentou bom posicionamento e ao lado do seu companheiro Anderson impediu a maioria das investidas do forte ataque atleticano. 


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATLÉTICO: 1. Allan Roden, 2. Marcel (15. João Amilton), 3. Gabriel Malta, 4. Victor Emanuel e 6. João Wesner; 5. Nicolas Prado (17. Lucas Emanuel), 8. Christian e 10. Bruno Leite (20. Brener); 7. Matheus Rampon (13. Gabriel Fornari), 11. Joedson Fernandes (16. Victor Cruz) e 9. Denilson. Técnico: Marcos Skavinski "Marcão"

J.MALUCELLI: 1. Léo, 2. Cardoso, 3. Guilherme, 4. Anderson e 6. Otávio (19. Pedrinho); 5. Lucas, 7. Andrey (16. Domingos), 8. Khaian e 10. Castanha; 9. Luis Gustavo (15. Guilherme Rink) e 11. Gabriel Barbara Técnico: Edison Placha Jr. 

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO 2X0 J.MALUCELLI XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Gols: Bruno Leite, aos 11' do 1º tempo e aos 5' do 2º tempo.
Cartões amarelos: Marcel, Nicolas Prado, Christian e Lucas Emanuel (CAP); Anderson e Gabriel Barbara (JMA).
Cartões vermelhos: Christian e Gabriel Malta (CAP); Lucas (JMA).
Árbitro: Leonardo Portella
Assistentes: Andrey Valenga Guimarães e Mauricio Costanaro Gonçalves.