[SUB 15] Em jogo pegado, Vasco e Toledo ficam no empate em 1 a 1

Foto: Yuri Casari/Do Rico ao Pobre
  1. Na tarde desta sexta-feira (06), o Vasco da Gama recebeu o Toledo no Estádio Erondi Silvério, em duelo válido pela 4ª rodada da 2ª fase do estadual. Os dois escretes vieram colocando a vida em risco, pois um resultado negativo poderia tirá-los da briga pelas vaga na semifinal. Dentro de campo o jogo foi bem movimentado e com chances para ambos lados. O time da casa ainda teve um jogador expulso e o empate persistiu até o fim, mesmo com as equipes tendo várias oportunidades. 

#PRSUB15
Por Gabriel Sawaf

PRÉ - JOGO – O embate no Pilarzinho trazia situações bem parecidas na tabela. O Vasco perdeu todos os jogos até aqui e precisava de um triunfo para seguir com chances de continuar na competição e deixar os zero pontos. Já o Toledo triunfou apenas diante do próprio Vasco, sendo derrotado pela dupla Atletiba.

O EMBATE - O jogo começou com uma grande movimentação vascaína. Os donos casa pressionavam na zona ofensiva e não deixavam os visitantes sair jogando. Mas a pressão não significou grandes chances. Somente aos 13 minutos a rede quase balançou. Davi cobrou falta fechada da esquerda e o goleiro Mateus espalmou colado à trave. O Toledo tentava chegar, mas a forte marcação do oponente não deixava o escrete do oeste ter oportunidades. Na metade inicial do jogo, foram três chutes de fora da área que pararam fácil na mão de Vinícius. 

O Vasquinho seguiu criando. Aos 19 minutos Matheus Machado fez boa jogada pela direita e cruzou para área, a bola chegou em Charlleston que finalizou para fora. Logo depois veio a primeira chegada do Toledo, após cruzamento fechado de Gabryel, obrigando Vinicius a espalmar para fora. Os visitantes chegaram novamente com perigo aos 24, quando Bruno finalizou de fora e a bola parou nas mãos de Vinícius. Logo em seguida a partida foi paralisada. Alguns torcedores começaram a soltar bombas atrás do banco de reservas visitante e o treinador Jadir Morgestern retirou seus jogadores de lá e disse que só ia deixar a partida recomeçar com a presença de policiamento, que é um item obrigatório segundo o regulamento. Após muita conversa, o delegado do jogo observou que foi enviado o ofício à Polícia Militar e a mesma que não veio, sem ser culpa dos clubes e, de acordo com o regulamento, tendo o documento a partida pode acontecer. A bola voltou a rolar mas o jogo esfriou. Somente aos 32 minutos houve uma chance de gol, após boa jogada de Bruno que finalizou para fora. 

Vasco saiu atrás e buscou o empate. Foto: Yuri Casari/Do Rico ao Pobre

O segundo tempo começou quente. Logo no primeiro minuto Maroso finalizou para o Toledo e a bola foi por cima. Na sequência foi a vez de Charlleston responder, o meia fez boa jogada e chutou para fora. Mas aos quatro minutos a defesa vascaína vacilou. Carlos Eduardo não conseguiu cortar o lançamento e a bola sobrou para Vinícius, que chutou em cima de Rafinha. A bola sobrou limpa para Bruno, que só cabeceou e abriu o marcador ara os visitantes. O Vasco foi para cima buscar o empate. Aos nove minutos Alessandro aproveitou cruzamento e subiu bem, mas testou por cima da meta. Porém, aos 13 minutos, os mandantes aproveitaram. Alessandro cruzou da direita e Manoel, que tinha acabado de entrar, subiu mais alto e empatou a partida.

O jogo ficou lá e cá. As duas equipes precisavam da vitória e foram com tudo para cima, buscando a vitória. Aos 22 minutos veio o lance que poderia ter mudado a história. Rafinha disputou bola no alto e, segundo o juiz, deixou o braço, e acabou expulso de jogo. Mas como dito anteriormente, isto poderia ter mudado o rumo do jogo. Não mudou. O Vasco colocou os dois laterais como zagueiro, tirou Carlos Eduardo e deu lugar a mais um lateral, e continuou levando perigo. Aos 25 minutos Alessandro finalizou e Mateus fez boa defesa. Aos 28 o goleiro parou boa cobrança de Alisson. O Toledo aproveitou os espaços e também criou suas oportunidades, o que deixou os minutos finais frenéticos. Aos 31 minutos os visitantes chegaram após bom passe de Igor para Lucas, que chutou para fora. No minuto seguinte foi a vez de Bruno dar um lençol em cima de seu marcador, finalizar, e a bola ser desviada por Matheus Machado, impedindo o gol da vitória visitante. Logo depois o Vasquinho chegou, com cruzamento de Manoel para Mauro, que testou para o meio da área e viu Alessandro concluir por cima. No minuto final o Vasco teve uma chance de ouro com Manoel, que chutou fraco em cima da marcação. Bruno ainda tentou pelo Toledo, mas finalizou para fora e o placar terminou empatado. 

As equipe ficam de olho no resultado do Atletiba, que acontecerá amanhã de manhã (07) para saber quais são suas chances na classificação. O Toledo volta a campo no sábado que vem (14), quando encara o Coritiba no CT da Graciosa. Já o Vasco retorna os gramados apenas no dia 18, diante o Atlético no CT do Caju. 

VASCO DA GAMA – O Vasquinho, junto com o Renovicente, é o representante da Suburbana nas competições estaduais de base. O clube do Pilarzinho disputa o campeonato de devido a parceria com o Desportivo Paranaense, novo clube da capital que utiliza as categorias de base do time desde 2015. Dentro de campo nota-se que o projeto está valendo a pena. A classificação para a segunda fase do campeonato foi um passo muito importante, já que ano passado o clube não passou da primeira fase. 

 Foto: Yuri Casari/Do Rico ao Pobre
Dentro de campo, o Vasco mostrou ter um bom time, preparado para bater de frente contra equipes maiores. O escrete vascaíno não deixou de atacar e nem de tentar propor o jogo quando estava com um jogador a menos. Apesar da falha no gol, a defesa conseguiu se postar bem, não dando muitos espaços. Os laterais Matheus Machado e Kevin apoiam muito bem no ataque, setor que tem Alessandro como uma boa referência, que vem buscar o jogo e facilita a armação de ataques do Vasquinho. O escrete do Pilarzinho mostrou também ter uma bom banco de reservas, já que boa parte dos jogadores que vieram de lá entraram e ajudaram para o ritmo de jogo vascaíno não cair. 
FIQUE DE OLHO (Davi) – O capitão da equipe vascaína ganhou nossa atenção especial devido seu potencial em articular jogadas. Tendo um domínio bom da redonda, Davi conseguia fazer o jogo fluir no meio e, enquanto esteve em campo, auxiliou muito seu parceiro de meia cancha Vini. Além de ser uma grande referência com a bola rolando, também mostrou-se ser um especialista na bola parada, dando bons cruzamentos em cobranças de escanteios e faltas. 
Camisa 8 do Vasco mostrou ter um bom potencial na articulação de jogadas ( Foto: Yuri Casari/Do Rico ao Pobre)

TOLEDO – A equipe do interior apresentou um bom futebol na capital. Apesar de ter o seu ritmo de jogo prejudicado pelas condições do gramado, o time do Toledo mostrou ser uma equipe de qualidade na base e que pode incomodar a dupla AtleTiba na briga por uma vaga na semifinal. O escrete do oeste conta com uma meia cancha muito boa e rápida, com Anthero e Pedro Vinícius, que recebe um ótimo apoio do lateral Maroso e o atacante Ander, que recuava e auxiliava bem a meia cancha. A vitória só não veio pelo nervosismo dos garotos do Porco na frente de gol, mas essa base prometer dar uma boa safra para os torcedores do interior.

 Foto: Yuri Casari/Do Rico ao Pobre
FIQUE DE OLHO (Bruno) – E o principal produto dessa safra do Toledo promete vir do seu ataque. Apesar de usar a camisa 9, Bruno não é aquele atacante clássico que é matador em finalizações. O jogador tem um potencial enorme em jogadas de mano a mano, sai muito fácil de seus adversários e toda hora é procurado por seus companheiros. A habilidade apresentada impressiona quem acompanhou o jogo e também o oportunismo para balança as redes. É bom os fãs do esporte bretão irem guardando esse nome, pois está para surgir uma nova promessa oriunda da região oeste do Paraná. 

Bruno foi o destaque do Toledo no embate e marcou o gol do time do interior. ( Foto: Yuri Casari/Do Rico ao Pobre)

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX




VASCO DA GAMA: 1 Vinicius; 2 Matheus Machado, 3 Rafinha, 4 Carlos Eduardo (19 Caio) e 6 Kevin; 5 Edu (15 Alisson), 7 Charlleston (18 Mauro), 8 Davi (16 Eduardo Sfair) e 10 Vini (17 Manoel); 9 Alessandro e 11 Lucas Zen. Técnico: Garrett.

TOLEDO: 1 Mateus; 2 Maroso, 3 Adriel, 4 Gustavo e 6 Dhjeilei; 5 Pedro Henrique, 7 Pedro Vinícius (15 Lucas), 8 Anthero (16 Igor) e 10 Gabryel (17 Lucio); 9 Bruno e 11 Ander. Técnico: Jadir Morgenstern. 

FICHA TÉCNICA - VASCO DA GAMA 1 X 1 TOLEDO XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ÁRBITRO: Diego Henrique Bueno.
ASSISTENTES: Andrey Valenga Guimarães (1) e Daniel Olivio Tschoke (2)

GOLS: Manoel, aos 13' do 2ºT (Vasco da Gama). Bruno, aos 4' do 2ºT (Toledo).

AMARELOS: Carlos Eduardo (Vasco da Gama); Adriel (Toledo).
VERMELHO: Rafinha (Vasco da Gama).