Diego, o destaque da partida entre Capão Raso e Santa Quitéria

O momento em que o fenômeno aconteceu: o estádio parou na cabeçada do centroavante (Foto: Dudu Nobre)
No último sábado (7) o Capão Raso conquistou uma vitória suada frente ao Santa Quitéria por 4 a 3. O triunfo só foi possível graças a atuação de gala do atacante Diego, que precisou de 15 minutos para ser a figurinha da partida.

#FIGURINHA DO JOGO

Eram 25 minutos do primeiro tempo quando o placar do José Carlos de Oliveira Sobrinho marcava 1 a 0 para os visitantes. Diego Armando era um dos artilheiros da equipe no certame com quatro bolas na rede, mas a sequência de duas derrotas seguidas e três jogos sem marcar já começavam a pesar para o camisa 9.

Por conta disso, era preciso acreditar em todos os lances. Quando Marcelinho chutou de fora da área sem perigo, ele não hesitou em desviar a trajetória da redonda. Na hora em que a bola ultrapassou a linha e morreu na meta de Jonas, um peso saiu das costas do centroavante e seu futebol desabrochou. A capacidade de se antecipar nas jogadas também esteve presente no segundo gol, aos 34’, quando apareceu no primeiro pau e testou no canto direito.

A defesa Auriverde achou que resolveria o problema ao antever os lances, mas o atacante mostrou sua versatilidade aos 38’, quando acompanhou o contra-golpe puxado por Roney e apareceu nas costas do zagueiro Carlinhos para cabecear. Quando ele saltou, por um segundo o estádio parou. Todos contemplavam a plasticidade do lance que coroava a atuação do camisa 9.

Longe de comparações, mas com certeza o xará argentino aprovaria a atuação do homônimo. Por um sábado, o atacante do Capão mereceu a alcunha de Don Diego.
__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO