Atlético vence o Sport e continua Vivo Na Busca pela Libertadores

Gedoz comemora com a torcida, e reafirma em campo o porquê deve ser titular
(Foto: João Guilherme Castro).
O Atlético enfrentou o Sport pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada. O Furacão venceu por 2 a 1 e segue sonhando com a vaga na Libertadores. O Sport ficou próximo da zona de rebaixamento. Gedoz saiu do banco de reservas para fazer a diferença.

#BRASILEIRO 2017

PRÉ-JOGO: O Atlético ainda tinha esperança de uma vaga na libertadores para 2018 e ocupava a 9ª colocação com 38 pontos. O rubro-negro estava a seis pontos do sétimo colocado na competição, que é o Botafogo com 44 pontos. O Sport queria se afastar da zona de rebaixamento, pois estava a três pontos da zona da degola. O Leão estava na 14ª posição.

PRIMEIRO TEMPO: O Atlético se impôs em seus domínios e tomou a iniciativa. O time da casa tinha a posse de bola. Mas foi o Sport quem teve a primeira oportunidade. Aos 3, Mena apareceu pela esquerda e cruzou, encontrando Diego Souza, que chutou rasteiro, e a bola raspou na trave. Aos 9, Ribamar brigou pela bola, e cruzou para Coutinho que cabeceou, no canto esquerdo de Magrão. O goleiro do Leão se esticou e mandou para escanteio. O Sport jogava fechado, e o Atlético trocava passes na intermediária nos minutos iniciais.

Depois, o Sport começou a realizar jogadas próximo da área atleticana. Diego Souza se apresentava para receber a bola e produzia as jogadas ofensivas do time da Ilha do Retiro. Mas não deu trabalho para Weverton. Aos 29, Guilherme recebeu de uma cobrança de lateral, girou e bateu, mas Magrão encaixou a bola. Aos 42, Guilherme recebeu um passe na entrada da área e bateu, porém a finalização foi fraca, nas mãos do goleiro da equipe pernambucana.

SEGUNDO TEMPO: O rubro-negro paranaense teve a primeira oportunidade. Em um minuto de jogo, Lucho recebeu na intermediária, arriscou de longe, mas o arremate foi fraco e foi parar nas mãos de Magrão. O Atlético não conseguia achar brechas na defesa adversária. Era um jogo de muito contato físico e briga pela bola. Aos 19, Coutinho dividiu com o zagueiro do Sport, a bola sobrou para Lucho, que bateu forte de primeira e abriu o placar. 1 a 0 para o Atlético.  

Aos 22’, Rogério, que havia entrado no jogo, recebeu na grande área, e quando tentaria um cruzamento, foi derrubado por Zé Ivaldo. O árbitro Thiago Duarte Peixoto assinalou pênalti. Diego Souza bateu a cobrança à meia altura, e balançou as redes empatando a partida. O relógio marcava 24 minutos da segunda etapa. 

Diego Souza foi para a marca da cal e empatou a partida para o Sport
(Foto: João Guilherme Castro).
O jogo ficou em aberto. As chances foram criadas para os dois lados. O Sport chegava com perigo. Rogério recebeu na direita de ataque aos 37 e bateu firme. A bola passou por toda a área e muito próximo à trave atleticana. O Atlético respondeu aos 37. Felipe Gedoz cobrou um escanteio e Thiago Heleno cabeceou por cima do gol. Aos 40, Sidcley realizou um passe para Gedoz, que foi derrubado na área. O juiz marcou pênalti. Felipe Gedoz foi para a cobrança e chutou firme para fazer o segundo gol do Furacão aos 42 minutos.

Aos 45, o time da casa teve uma última oportunidade de ampliar a vantagem atleticana. Ribamar recebeu em condições na entrada da área e bateu, Magrão fez excelente defesa evitando o terceiro gol atleticano. Esta foi a segunda vitória consecutiva do Atlético Paranaense, que ainda tem chances de uma vaga na Libertadores, permanecendo em 9º lugar com 41 pontos. O Sport continua próximo da zona de rebaixamento para a série B, ficando com a 15ª colocação.

O segundo tempo da partida foi bastante aberto, e o Atlético soube tirar proveito e conquistou a vitória sobre o Sport (Foto: João Guilherme Castro).
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATLÉTICO PARANAENSE: 12 Weverton; 27 Zé Ivaldo, 25 Wanderson; 44 Thiago Heleno e 87 Fabrício; 21 Pavéz; 3 Lucho González (20 Rosseto), 17 Guilherme, 11 Nikão (8 Sidcley) e 77 Douglas Coutinho (10 Felipe Gedoz); 9 Ribamar. Técnico: Fabiano Soares

SPORT RECIFE: 1-Magrão; 27-Samuel Xavier; 4 Durval, 2 Henriquez; e 6 Mena; 8 Anselmo (17 Rogério), 21 Rithely, 39 Patrick; 90-André (5 Rodrigo) 87-Diego Souza 10 Osvaldo (37 Juninho) Técnico: Wanderley Luxemburgo


FICHA TÉCNICA ATLÉTICO 2x1 SPORT XXXXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Lucho aos 15”, Felipe Gedoz aos 42” (PN) do 2º tempo (CAP); Diego Souza aos 24” do 2º tempo (PN).    
CA: (CAP) 27-Samuel Xavier e 2 Henriquez (SPO)  
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistente 1: Rogério Pablos Zanardo
Assistente 2: Daniel Paulo Ziolli
4º Arbitro: Vitor Carmona Mestaine
Quarto Árbitro: Regis Eduardo da Silveira
Público Pagante: 10.407 pessoas.


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO