[SUB 20] Coritiba sofre virada do Botafogo, mas está nas semifinais do Campeonato Brasileiro


Na tarde desta quarta-feira (20), o Coritiba recebeu o Botafogo no Couto Pereira para a partida de encerramento da segunda fase do Campeonato Brasileiro Sub-20. O Alviverde abriu o placar logo nos primeiros minutos, mas sofreu a virada. Apesar da derrota, o Coritiba ficou na segunda posição do grupo E e está classificado para as semifinais.

#BRSUB20
Por Yuri Casari


PRÉ-JOGO - Liderando o grupo E com o mesmo número de pontos do rival Atlético, bastava um empate para o Coritiba garantir a classificação. Nem mesmo uma derrota simples tiraria o Coxa da competição, já que a equipe possui um bom saldo e o melhor ataque, com 17 gols - 8 deles do atacante Mosquito. 

O EMBATE - Sem demora, o Coritiba já iniciou a partida no campo adversário, algo esperado do melhor ataque do torneio. E com apenas cinco minutos o Verdão abriu o placar. O artilheiro Mosquito fez ótima jogada pelo lado esquerdou e cruzou na medida para Lalau mandar pra rede de cabeça, deslocando o goleiro botafoguense.

O gol que garantia de vez a classificação alviverde parece ter feito a equipe relaxar, e o Botafogo rapidamente passou a dominar a partida, e o empate não tardou a acontecer. Aos 14 minutos, Lucas Campos bateu de canhota da ponta da área e venceu o bloqueio coxa-branca. Após conquistar o empate, o Botafogo seguiu pressionando e ia dando trabalho para o goleiro Arthur, que realizava uma segura partida. Porém, aos 34, não teve jeito. Em cruzamento de Lindenberg, Wenderson subiu mais alto que todo mundo e cabeceou para o gol virando o placar.

Na segunda etapa, o Coritiba caiu ainda mais de produção, mas teve boa chance de empatar o jogo em chute de Léo Andrade, defendido por Victor Hugo. No restante da partida, o Botafogo teve o domínio, mas não criava com tanta frequência, e quando o chute não ia para fora, Arthur aparecia muito bem, mostrando ótimo senso de colocação e reflexo. 

Como só a vitória não era suficiente, o Botafogo tentou ensaiar uma pressão no fim de jogo, mas sem organização, a bola não chegava no ataque com qualidade. Tranquilo na tabela, o Coritiba só via o tempo passar e degustava a eliminação do time carioca, que na edição do ano passado havia eliminado justamente o Coritiba, nas semifinais.


CORITIBA - Apesar de ser um time muito ofensivo, nesta partida contra o Botafogo a equipe deixou um pouco a desejar, ficando muito atrás, se mostrando uma equipe reativa. O bom início de jogo não foi continuado, e o Coritiba pouco assustou, principalmente no segundo tempo, quando assistiu o Botafogo dominar a partida. 

FIQUE DE OLHO (Matheus Bueno) - Mesmo em uma partida abaixo da média do Coritiba, o camisa 10 coxa-branca mostrou muita qualidade com a bola nos pés, tentando buscar passes mais ousados. O jogador, com passagem pela Suburbana, era quem tinha a capacidade de girar o jogo quando preciso.

BOTAFOGO - Embora o time carioca tenha tido a bola na maior parte do tempo, o Botafogo não conseguiu criar pressão sobre o Coritiba. Precisando marcar muitos gols, finalizou pouco e sem grande perigo. Em compensação, também não correu riscos, dominando o ritmo da partida. Os jogadores da Estrela Solitária mostraram poder de reação, mas também se apresentaram de maneira precipitada, errando muitos passes, cruzamentos e finalizações.

FIQUE DE OLHO (Rickson) - Velocidade e disposição são as características que marcam o estilo de jogo do camisa 10 botafoguense. O franzino jogador também mostra habilidade, e não se limita a ficar no meio de campo, caindo pelos lados, especialmente pelo esquerdo. 


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CORITIBA: 1. Arthur; 2. Moser, 3. Fernando Dinis, 4. Romércio e 6. Léo Andrade; 5. Vitor Carvalho, 8. Julio Rusch; 10. Bueno (17. Luizinho), 7. Lalau (18. Fernandinho) e 11. Mosquito; 9. Índio(19. Yuri)Técnico: Tiago Nunes.

BOTAFOGO: 1. Victor Hugo; 2. Fernando, 3. Kanu, 4. Helerson e 6. Lindenberg (14. Jonathan); 5. Wenderson, 7. Lucas Campos, 10. Rickson, 8. Alison (15. Caio) e 11. Mateus Jorge (18. Luan); 9. EzequielTécnico: Eduardo Barroca.

FICHA TÉCNICA - CORITIBA  1 X 2 BOTAFOGO XXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ÁRBITRO: Lucas Paulo Torezin
ASSISTENTES: Jefferson Cleiton Piva da Silva (1) e João Fabio Machado Brischiliari (2)
GOLS: Lalau, aos 5 minutos (Coritiba), Lucas Campos, aos 14 e Wenderson, aos 34 do 1º tempo (Botafogo).
AMARELOS:  Léo Andrade, Julio Rusch (Coritiba); Kanu, Matheus Jorge, Lindenberg, Wenderson, Rickson e  Helerson (Botafogo)