[JUVENIL] Nacional vence Grêmio Ipiranga por 3 a 0 no fechamento da primeira fase da Série B

Eli comemora com os companheiros o primeiro gol da vitória do Nacional (Foto: Arthur Henrique).
Já classificado, o Nacional recebeu o lanterna Grêmio Ipiranga no estádio XV de Agosto, pela última rodada da primeira fase da série B. Com autoridade, o time da casa faturou a vitória por 3 a 0 e subiu para a terceira colocação na tábua de classificação.

#JUVENIL
Por Yuri Casari

Pré-jogo: O grupo B da segunda divisão chegou na última rodada com os classificados já definidos. A única coisa que poderia mudar era a ordem de classificação. O Nacional já estava entre os quatro classificados, enquanto o Grêmio Ipiranga era apenas o lanterna e buscava sua segunda vitória na competição.

Primeiro tempo: O Nacional iniciou a partida sem cerimônias, já no comando do ataque e pressionando o adversário. Demorou um pouco para que a equipe finalizasse em gol, mas quando o fez, não deixou por menos. Aos 16 minutos Eli completou cruzamento da direita e abriu o placar para os anfitriões. Após o gol, o Nacional seguiu um pouco melhor e chegou em chute de longe de Felipe Augusto e em bela jogada individual de Lucas Ruas. 

A partir dos 26, o Grêmio Ipiranga reagiu e construiu os lances de maior perigo. Mateus apareceu de frente para o gol e fez o arremate certo, mas Wagner praticou grande defesa, impedindo o empate. Cinco minutos depois Mateus tem nova chance cara a cara com Wagner, e novamente o goleiro se agiganta e salva. No lance seguinte, Tiago arriscou de longe e Wagner fez defesa segura. Apesar do ótimo início do Nacional, o Ipiranga mostrou no fim da primeira etapa que poderia ter saído com o empate para o intervalo.

Primeiro tempo da partida teve bastante equilíbrio, mas o Nacional soube aproveitar melhor as chances que teve (Foto: Arthur Henrique).
Segundo tempo: Depois da disputa dos 40 minutos iniciais, a segunda etapa começou sem emoções. Com exceção de um gol anulado do Nacional, aos 3 minutos, os goleiros pouco trabalhavam. Apenas aos 25, que Gabriel, do Grêmio Ipiranga, aproveitou falha da defesa, invadiu a área mas se desequilibrou na hora do chute e mandou pra fora. Torcedores pediram pênalti no lance. 

O Nacional, enfim, resolveu atacar e apareceu em chutes de Ortiz e Eli. Mas quem conseguiu balançar as redes não foi nenhum atacante. Aos 32, Felipe Souza entrou no lugar de Tiago, e em seu primeiro toque na bola, em cruzamento de Eli, o jogador mandou para a rede. O detalhe é que Felipe é goleiro, e foi improvisado pelo técnico Alemão no comando do ataque. O time mandante ainda marcou mais um gol, aos 35, em chutaço de Guilherme Mato Grosso da entrada da área, fechando a vitória do time do Boqueirão.

Momento incomum na rotina de Felipe Souza. Goleiro, o atleta atuou improvisado no ataque e balançou a rede em seu primeiro toque na bola (Foto: Arthur Henrique).
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Nacional: 1. Wagner, 2. Pedro Henrique (13. Gabriel), 3. Leonardo Carneiro, 4. Felipe Augusto e 6. Lucas Lima; 5. Matheus Kruger, 15. Lucas Ruas e 11. Ortiz (14. Samuel); 9. Guilherme Mato Grosso, 7. Eli e 8. Tiago (18. Felipe Souza). Técnico: Alexandre Bach "Alemão"

Grêmio Ipiranga: 12. Pedro (1. Carlos), 6. Gabriel, 3. Peterson, 4. Bahia e 2. Luan; 5. Luis (13. Felipe), 8. Rafa, 11. Lucas e 7. Thiago; 9. Mateus (18. João Guilherme) e 17. Rian. Técnico: Cristiano Rogério Silva.

FICHA TÉCNICA – NACIONAL 3x0 GRÊMIO IPIRANGA XXXXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Eli, aos 16 do 1º tempo; Felipe Souza aos 33 e Guilherme Mato Grosso aos 35 do 2º tempo.
CA: Ortiz (Nacional).
ÁRBITRO:  Yago Schonarth
ASSISTENTES: Heitor Alex Eurich e Marco Antônio dos Santos Pepe.
DELEGADO: Osmar dos Santos Machado.