De virada, Tanguá vence o Bairro Alto e retorna ao G4 do Grupo B

Tanguá venceu de virada e se aproximou da classificação (Foto: Leonardo Dulcio)
Jogando em casa, no Estádio Francisco Thiago da Costa, o Tanguá recebeu o Bairro Alto tentando se reabilitar da derrota sofrida na última rodada, enquanto os alvinegros buscavam dar seu último suspiro na competição. Apesar de sair atrás no marcador, os rubro negros, conduzidos por Alisson, viraram o marcador, voltaram para a zona de classificação e eliminaram o adversário da competição.

#SérieB
Por Gabriel Sawaf

Pré-jogo: Os dois escretes chegaram ao palco do jogo pressionadas. O Tanguá havia sofrido seu primeiro revés na rodada anterior diante do Vasco da Gama, e precisava voltar a vencer para retornar a zona de classificação. Já o Bairro Alto só pensava na vitória. Com apenas quatro pontos na bagagem, a tradicional equipe alvinegra corria o risco de ser eliminada da competição com uma rodada de antecedência. 

Primeiro tempo: Com a bola rolando, o Tanguá controlou o jogo nos primeiros minutos e logo criou as primeiras chances. Aos dois minutos, Daimon cruzou na área para Michael, que testou sozinho para fora. Aos dez minutos foi a vez de Alisson tentar surpreender Douglas do meio de campo, que teve que defender em dois tempos. Depois foi a vez de Daimon, aos 15 minutos, soltar uma bomba e obrigar o goleiro alvinegro a fazer uma grande defesa. Além das chances, o time da casa controlava a bola e não dava muitos espaçoso aos visitantes.

Porém, como muitos dizem, o "futebol é uma caixinha de surpresas" e foi assim que o marcador abriu da maneira menos esperada aos acompanhantes do embate. Douglas lançou Edinho na ponta direita, o meia arrancou e cruzou para o meio da área, a bola encontrou Douglas, que não perdoou e cabeceou forte para colocar o Bairro Alto na frente. Mesmo atrás no marcador, o Tanguá seguiu com mais passe de bola, mas sem criar grandes oportunidades. Entretanto, quando teve, não vacilou. Alisson bateu falta na entrada da área com capricho e empatou o marcador na marca de 28 minutos.

Após os gols, o jogo ficou muito preso, as equipes não conseguiam colocar a bola no chão e criar grandes oportunidades. O Bairro Alto até chegou mais no final da etapa inicial, mas as finalizações de Iragil e de Everton saíram fracas e não deram muito trabalho ao goleiro Jansen.

O Bairro Alto abriu o marcador, mas cedeu o empate ainda na primeira etapa (Foto: Leonardo Dulcio)


Segundo tempo: A etapa complementar começou com uma mudança que ficou nítida a todos. Por solicitação da equipe de arbitragem, o Tanguá teve que trocar seu uniforme rubro negro por um inteiro branco. Já com a bola nos pés, pouca coisa se alterou. O jogo ficou mais trucado, com entradas mais violentas e poucas oportunidades de gol. A primeira foi só aos dez minutos, quando Everton fez boa jogada pela direita, invadiu a área, e chutou para boa defesa de Jansen. 



O Tanguá voltou a levar perigo aos 13 minutos, quando também voltou a aparecer a estrela de Douglas. O arqueiro fez boa defesa na chega de Matheus. Cinco minutos depois foi a vez do goleiro fazer outra grande defesa em chegada de Fernando. Aos 27 minutos veio o lance que tirou o goleiro alvinegro do jogo. Alisson lançou com precisão Matheus, que saiu cara a cara com Douglas e chutou para fora, perdendo uma grande chance de virar o marcador. No lance, o arqueiro foi atingindo na mão e teve que, infelizmente, sair do jogo por conta de uma lesão no dedo.  

Coube a Lucas ocupar o lugar embaixo das traves e segurar o empate. Aos 32 minutos se saiu bem no primeiro teste, após finalização de Felipe. Porém, dois minutos mais tarde, não teve jeito. Felipe recebeu lançamento e tocou para Joilson, que acertou um foguete de fora da área e balançou as redes, virando o marcador. Logo depois Andrei quase ampliou, mas chutou para fora. Entretanto, não demorou muito para o Tanguá marcar novamente. Aos 37 minutos Felipe foi lançado, foi driblar Lucas e foi derrubado. Pênalti que Alisson bateu bem e encerou o placar em Almirante Tamandaré.

Com a vitória, o Tanguá voltou ao grupos dos quatro primeiros colocados e só depende de si para se garantir na fase seguinte. Porém, não sera fácil. O embate da próxima rodada será contra o União Ahú, que tem chances reais de classificação. O jogo acontecerá na casa rubro negra. Já o Bairro Alto foi eliminado com uma rodada de antecedência e se despede da competição fora de casa, diante o Vasco da Gama.

Alisson foi o maestro rubro negro e comandou o Tanguá na virada (Foto: Leonardo Dulcio)


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



Tanguá: 1. Jansen; 17. Sagui (2. Joilson), 3. Michael, 4. Pezão e 6. Fabinho; 5. Sauro, 7 Diogo (13. Andrei), 8. Daimon (14. Rato) e 10. Alisson (16. Diego); 9. Felipe e 11. Taubaté (18. Matheus). Técnico: Antônio Marcos.

Bairro Alto: 12. Douglas (1. Lucas), 2. Everton, 3. Pepe, 4. Jonatas e 6. Kaue; 5. Edinho, 7. Paraíba, 8. Douglas (13. Dioni) e 10. Egeu; 9. Iragil (14. Rodrigo) e 11. Rafael (18. Zé Gulherme). Técnico: Eduardo Lazarotto.

FICHA TÉCNICA – TANGUÁ 3 x 1 BAIRRO ALTO XXXXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Douglas, aos 17' do 1ºT, para o Bairro Alto; Alisson, aos 28' do 1ºT e aos 38' do 2ºT, e Joilson, aos 34' do 2ºT, para o Tanguá.
CA: Michal e Pezão (Tanguá); Pepe (Bairro Alto).

ÁRBITRO:  Adelmo Ferreira dos Santos.
ASSISTENTES: Roberto Rivelino e Danilo Padilha.