Coritiba é derrotado pelo Botafogo por 3 a 2 e segue na zona de rebaixamento do Brasileirão


Em um jogo de cinco gols, o Coritiba perdeu a chance de sair da zona de rebaixamento ao perder para o Botafogo no Couto Pereira, na tarde deste domingo (24). Esta é a sexta partida consecutiva sem vitória do Alviverde, que possui um aproveitamento de apenas 29% sob o comando de Marcelo Oliveira.

#Brasileirão
Por Yuri Casari

Primeiro tempo: O início de partida no couto Pereira deu esperanças ao torcedor coxa-branca. O Coritiba começou com muita disposição, ganhando a maioria das divididas e tocando bem a bola, algo raro nas últimas apresentações. Aos 16 minutos, a primeira boa chance do Coxa. Rildo cruzou pela direta e Tiago Real adentrou a área em velocidade e cabeceou para fora. O Coxa vinha melhor, mas tomou um grande susto. Aos 18, a bola sobrou para Galdezani na entrada da área após sobra de cobrança de falta. O volante vacilou e armou um contra-ataque para o Botafogo, que mesmo estando em três contra um, desperdiçou a oportunidade em chute para fora de Roger.

Aos 32, o Coritiba foi premiado. Rildo tentou o cruzamento e Rodrigo Lindoso cortou com a mão dentro da área. Pênalti assinalado. A torcida pediu que o goleiro Wilson fizesse a cobrança, mas quem foi para a marca da cal foi o lateral Thiago Carleto. O jogador partiu para a cobrança e bateu de chapa no canto direito de Gatito Fernandéz, que pulou firme e fez a defesa. Foi o quarto pênalti desperdiçado de oito cobranças do Coritiba no Campeonato Brasileiro. Ao menos não houve tempo para lamentação. Aos 36, Thiago Carleto cobrou falta na área, Werley desviou de cabeça e mandou para as redes. 

O Coritiba ainda chegou com perigo ao ataque duas vezes com Henrique Almeida. Na primeira, aos 42, o atacante desviou cruzamento rasteiro de Carleto, e Gatito defendeu. No segundo lance, aos 45, Henrique Almeida fez jogada individual e arriscou de longe, mas a bola passou ao lado da trave. No último lance da etapa inicial o goleiro Wilson também apareceu com destaque impedindo o gol botafoguense em uma sequência de duas boas defesas.


Segundo tempo: Após o intervalo o Coritiba parece ter deixado tudo de bom que foi feito no primeiro tempo dentro do vestiário. Sem a mesma força, o Coxa sofreu a virada no placar sem que o Botafogo precisasse forçar. Aos 11, João Paulo cobrou falta na área e Roger subiu sozinho para cabecear e empatar a partida. Aos 18, Roger tocou em profundidade para Bruno Silva, que tocou rasteiro com precisão para Guilherme empurrar para o gol e marcar em seu primeiro toque na bola na partida. 

O Botafogo quase ampliou aos 25 minutos, mas Wilson mostrou o porquê é o único jogador sendo exaltado pela torcida na péssima fase da equipe. Primeiramente, mandou para escanteio um chute forte de Bruno Silva. E na jogada de corner, Joel Carli subiu sem marcação e Wilson fez nova intervenção brilhante. 

A torcida coxa-branca já protestava quando aos 37, em cobrança de falta espetacular, Thiago Carleto voltou a deixar o placar empatado. A comemoração, porém, durou pouco. No minuto seguinte, Victor Luis tocou a bola na área, que rebateu e sobrou para João Paulo, totalmente livre, dominar no peito e chutar ao gol para decretar a vitória botafoguense, que mantém o Coritiba na zona de rebaixamento, na 18ª posição. O jogo também marcou o retorno de Keirrison, que disputou poucos minutos na segunda etapa. O jogador não atuava desde o dia 21 de maio, quando vestia a camisa do Estoril de Portugal.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Coritiba: Wilson, Léo, Wallison Maia, Werley e Thiago Carleto; Jonas, Matheus Galdezani, Anderson (Rafael Longuine) e Tiago Real (Iago Dias); Rildo e Henrique Almeida (Keirrison). Técnico: Marcelo Oliveira.

Botafogo: Gatito, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Matheus Fernandes (Marcos Vinicius), Rodrigo Lindoso, Bruno Silva (Dudu Cearense) e João Paulo; Gilson (Guilherme) e Roger Rodrigues. Técnico: Jair Ventura

FICHA TÉCNICA – CORITIBA 2x3 BOTAFOGO XXXXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Werley, aos 36 do 1º tempo; Roger, aos 11, Guilherme, aos 18, Thiago Carleto, aos 37 e João Paulo, aos 38 do 2º tempo.
CA: Léo e Jonas (Coritiba); Arnaldo, Carli e Roger (Botafogo).
ÁRBITRO:  Bráulio da Silva Machado.
ASSISTENTES: Kleber Lucio Gil e Henrique Neu Ribeiro.