NÚMEROS: Visitantes surpreendem na primeira rodada da Suburbana


Depois de tanta espera, no último sábado (5), a 77ª edição da Divisão Especial da Suburbana de 2017 teve o seu início. Com seis embates espalhados pela capital paranaense, o destaque ficou para os escretes visitantes, pois somente o Operário Pilarzinho venceu o seu duelo em casa. Mesmo com dois empates de 0 a 0, a primeira rodada registrou 16 gols.

#NÚMEROS
Por @rafaelbuiar

Em seis jogos disputados na estreia, dois visitantes conseguiram o triunfo. Uberlândia ao vencer o seu rival, Novo Mundo, e o Palmeirinha, em seu primeiro confronto na elite do futebol amador, diante o Nova Orleans. No primeiro confronto, a equipe do Uberlândia venceu por 2 a 1, com os gols dos atacantes Dinda e Quintino. Caíque, em sua estreia pelo Novo Mundo, descontou.

No confronto entre Nova Orleans e Palmeirinha, o placar também foi de 2 a 1, no Estádio José Drulla Sobrinho. Triunfo que não surpreende a equipe comandada por Wagner Primo. “A equipe do Palmeirinha vem treinando muito e tem um modelo de jogo definido. Para muitos é surpresa o resultado, para nós é consequência de um trabalho em evolução. ”, esclarece o treinador alviverde.


O outro time que ganhou na rodada foi o Operário Pilarzinho, que venceu por 3 a 1 o escrete vice-campeão de 2016, o Santa Quitéria. Willian Maluco, Vinicius e João Madureira anotaram para o time do Pilarzinho. Djonatan diminuiu para o Santa Quitéria. Na análise do treinador Peterson Freitas do Operário Pilarzinho, alguns pontos foram importantes para a conquista dos primeiros pontos na competição. “O fator casa, diante de uma das melhores equipes do futebol amador, nos favoreceu. Mesmo assim, colocar os pés no chão e acalmar os mais novos, deixar a euforia de lado e focar que é um outro jogo diante o Nova Orleans. ”, analisa Peterson. 

O duelo que teve mais gols anotados foi entre Capão Raso e Vila Sandra, o tricolor Aço saiu na frente com 3 a 0 – gols de Roney (2) e Marcelinho, mas o escrete estreante na competição, Vila Sandra, conseguiu a reação nos minutos finais e empatou o duelo, com gols de Zé Ricardo, Juninho e Nathan. Mesmo com o empate de sabor de derrota, Junior Saurim tira pontos positivos e serve como lição para os próximos confrontos. “O que fica de lição neste empate é quando o juiz não apitar o final, não podemos nos desligar nem um minuto. Porque futebol é cheio de surpresa e por isso, temos que acreditar. ”, acrescenta o treinador do Capão Raso.

Os outros dois confrontos ficaram no 0 a 0, Trieste x Vila Fanny, no Estádio Francisco Muraro e Iguaçu x Imperial, no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli.

Em comparação com a estreia de 2016, este ano teve um número menor em relação aos gols. Sendo que em 2017 tivemos 16 e no ano passado 18. Outro ponto foi que apenas um time visitante venceu o seu confronto e, 2016, o Trieste por 1 a 0, diante o Nacional. Além de ter também um empate – Nova Orleans e Renovicente (2x2), diferente deste ano em que tivemos três. 

- Confiram a segunda rodada da Divisão Especial de 2017:







_____________________________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO