[JUVENIL] Em estreia equilibrada, Imperial vence Iguaçu por 2 a 1


Na preliminar da abertura da Suburbana, Iguaçu e Imperial abriram os trabalhos para a disputa juvenil. Em um jogo muito disputado, o Tricolor saiu na frente na primeira etapa, sofreu o empate aos 20 do segundo tempo, mas mostrou mais disposição física e técnica, e conseguiu sair com importantes três pontos fora de casa.

#JUVENIL
Por Adson Lima

PRÉ-JOGO: Iguaçu e Imperial não fizeram um bom papel na categoria juvenil em 2016. Enquanto o Iguaçu pegou a última vaga para as quartas de final e caiu logo na primeira eliminatória diante do Renovicente, o Imperial fez ainda pior, conquistando apenas dois pontos em onze partidas. Agora, os dois times entram para melhorar o desempenho do elenco anterior.

PRIMEIRO TEMPO: Desde o começo do embate, vontade não faltou para as duas equipes, mas com os dois times bem postados, as chances não apareciam tão facilmente. Mas logo em sua primeira chegada com perigo ao ataque, aos 6 minutos, o Imperial não perdoou. Gustavo Chaves recebeu boa bola da esquerda, cortou para o meio, e bateu no canto do arqueiro Rodrigo.

Após o gol sofrido, a equipe da casa obrigou-se a sair mais, e aos 8 minutos, Marlon invadiu a área pela esquerda e bateu forte, e a bola tocou a rede pelo lado de fora. Prevendo uma pressão, a equipe visitante se posicionou atras esperando uma oportunidade de contra-ataque, já que o Iguaçu tinha a bola, mas não tinha efetividade, chegando novamente ao ataque apenas aos 30 minutos. Em escanteio, Cézar subiu mais alto que todos, mas cabeceou para fora. 


Com o final da primeira etapa se aproximando, o Iguaçu deu a sua última cartada, com Marlon, aos 37 minutos,  que fez boa jogada individual pelo meio, mas finalizou por cima do gol. No Imperial, que tocava com mais precisão, a maioria das jogadas saia dos pés do arisco Paulinho. 

SEGUNDO TEMPO: O estilo de jogo das duas equipes não mudou após o intervalo. Mesmo sem a posse de bola, o Imperial criou as melhores chances. Em uma bola recuada para o goleiro Rodrigo, Paulinho partiu pra cima e quase roubou a bola do arqueiro. Depois, aos 15, foi a vez de Anderson chutar uma bola no travessão após uma breve pressão tricolor. Em resposta, o Iguaçu alçou a bola na área, aos 20 minutos, e em lance confuso, o árbitro viu um puxão dentro da área e marcou pênalti para a equipe alvinegra. O capitão Cezar bateu com categoria no ângulo e empatou a partida. 

O gol fez o Imperial sair da defesa, e aos 27 minutos, em jogada individual, Eduardo entra na área e é derrubado. Pênalti marcado, e convertido pelo capitão João Moro, deixando o Imperial novamente à frente do placar. A partir do gol, o jogo mudou. O Imperial passou a ter mais a bola e o Iguaçu não assustava mais. O Tricolor ainda teve mais alumas oportunidades, mas a vitória já estava consolidada.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Iguaçu: 1. Rodrigo, 2. Leonardo (13. Diego), 3. João, 4. Nicolas e 6. cezar; 5. Mateus Biscaia, 8. Junior, 7. Mateus Gabriel e 10. Marlon; 9. Yan e 11. Renan. Tec. Everton Glonek.

Imperial: 1. Leandro, 2. Bomba (13. Mario), 3. Gustavo, 4. Lucas e 6. Sergio; 5. Hernani, 8. João Moro, 10. Kairo (14. Vander) e 7. Anderson (15. Eder); 11. Paulinho (17. Artur) e 9. Gustavo Chaves (18. Eduardo). Tec. Leonardo Ducci

FICHA TÉCNICA – IGUAÇU 1x2 IMPERIAL XXXXXXX

GOLS: Gustavo Chaves, aos 6 do 1º tempo para o Imperial; Cézar, aos 20 do 2º tempo para o Iguaçu; João Moro, aos 27 do 2º tempo para o Imperial.

CA: João e Mateus Gabriel (Iguaçu).


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO