[JUVENIL] Bangú saiu na frente, mas Fortaleza se recuperou e buscou o empate

Nathan pula para cabecear a bola. O lateral-direito foi um dos destaques da recuperação do Fortaleza, que buscou o empate com o Bangu até o último minuto. (Foto: Adson Lima).
Em jogo aberto, Fortaleza e Bangu se enfrentaram neste sábado (26) em busca da primeira vitória na série B do Juvenil. O time visitante saiu na frente no fim da primeira etapa e ampliou no segundo tempo. Mas nos dez minutos finais da partida, o Fortaleza se recuperou e buscou o empate com dois gols do atacante André.


#JUVENIL
Por Adson Lima e Yuri Casari

Pré-Jogo: As duas equipes chegaram ao Antônio Monteiro Sobrinho em situações parecidas. Fortaleza e Bangu não tiveram um bom início de competição e estavam em busca da primeira vitória no grupo A da série B da Suburbana juvenil.

Primeiro tempo:  A partida começou muito intensa e movimentada, com várias chances de gol, principalmente da equipe visitante. Nos primeiros minutos foram quatro finalizações no gol adversário. A primeira, logo aos três minutos, com Antônio Augusto, que recebeu na intermediária, avançou pelo meio e finalizou de canhota no canto, dando trabalho ao goleiro João, que mandou para escanteio. 

Aos 9, Antônio Augusto recebe pela esquerda e bate forte, obrigando João a fazer outra boa defesa. O camisa 9 banguense estava inspirado e deu bom passe para Eduardo, que chegou chutando e a bola passou perto. O duelo entre Antônio Augusto e João teve novo episódio quando o arqueiro cobrou o tiro de meta nos pés do atacante, que avançou e chutou, mas João se redimiu da jogada e fez uma ótima defesa impedindo a abertura do placar. 

Após levar pressão, o Fortaleza começou a se encontrar em campo e a sair mais para o jogo, mas não conseguia neutralizar as subidas do ataque do Bangu, que chegava com perigo em escanteios e jogadas em velocidade. Quem mais se destacava na equipe do Tricolor do Gabineto, além do goleiro João, era o pequenino Nathan, lateral-direito que não se intimidava com o tamanho dos adversários e bagunçava com a bola quando subia para o apoio. Quando o primeiro tempo se encaminhava para o empate sem gols, o camisa 5 Matheos chutou forte da entrada da área e venceu o goleiro João, abrindo o placar para o Bangu no último lance dos 40 minutos iniciais. 

Matheos comemora a abertura do placar para o Bangu. Time do Santo Inácio teve o controle da partida na maior parte do tempo, mas acabou cedendo o empate no fim da segunda etapa
(Foto: Yuri Casari).
Segundo tempo: Na segunda etapa, o técnico Paulo Borges, do Fortaleza, colocou em campo o lateral-direito Carlinhos e subiu Nathan para o ataque. Inicialmente, a decisão se mostrou acertada e o Forta começou melhor. Mas foi o Bangu quem acabou balançando as redes. Aos 14 minutos, enfim, Antônio Augusto conseguiu passar por João. O atacante invadiu a área, driblou o goleiro e marcou o segundo do Bangu. 

A vitória dos visitantes estava praticamente decretada, mas a partir dos 20 minutos, o Fortaleza melhorou muito no jogo e o Bangu se desorganizou taticamente,não conseguindo mais atacar com a mesma efetividade. Primeiramente, o Fortaleza chegou na bola parada, em cobranças de falta de André e Paulinho. Aos 31, o camisa 11 André recebeu em posição legal na área e finalizou sem dificuldades para diminuir o placar.

A pressão continuou, mas ninguém esperava o que viria a seguir. O relógio já marcava 39 minutos de partida e os ataques do Fortaleza não assustavam. Até que André invadiu a área e foi derrubado. Pênalti marcado e o próprio André decidiu a parada cobrando a penalidade com extrema categoria no ângulo direito do goleiro Vinícius e dando números finais ao confronto. No final da partida, o lateral-direito e capitão do Bangu, Eduardo, foi expulso por insultar o árbitro. O empate em 2 a 2 acabou não sendo bom para nenhum lado. O Fortaleza fez seu primeiro ponto e é o sétimo colocado, enquanto o Bangu, com dois pontos, está na quinta posição, quatro pontos atrás do primeiro dentro da zona de classificação, o Caxias, com seis pontos. 

O atacante André, no momento da cobrança de pênalti que empatou a partida. O jogador já havia marcado o primeiro do Fortaleza e ainda sofreu a penalidade máxima que ele mesmo converteu
(Foto: Adson Lima).
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

FORTALEZA: 1. João, 2. Nathan, 3. Renan Flávio, 4. Higor (14. Junior) e 6. Wendryl; 5. Erik (13. Carlinhos), 8. João Carlos, 7. Paulinho e 10. Markus; 9. Lucas e 11. André. T: Paulo Borges.

BANGU: 1. Vinícius, 2. Eduardo, 3. Gabriel Ribas, 4. Gabriel Rodrigues e 16. Natan (20. Guilherme); 5. Matheos, 8. Matheus Fagundes (17. Enzo), 7. Eduardo e 10. Leonardo; 11. Paulo (19. Thiago) e 9. Antônio Augusto. T: João Guilherme. 

FICHA TÉCNICA – FORTALEZA 2x2 BANGU XXXXXXXXXXXX

ÁRBITRO: Cleberton Ponce da Silva.
ASSISTENTES: Alexsandro Euzébio da Silva (1) e Mauricio Costanaro Gonçalves (2).
GOLS: Matheos (BAN), aos 40 do 1º tempo; Antônio Augusto (BAN), aos 14, e André (FOR), aos 31 e 40 do 2º tempo.
CARTÕES AMARELOS: Natan e Leonardo (Bangu).
CARTÕES VERMELHOS: Eduardo (Bangu).


__________________________________________

DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO