Fortaleza e Bangú fazem grande partida e empatam em 1 a 1

Fortaleza e Bangu lutaram os 90 minutos em busca da vitória, mas o placar terminou no empate 
(Foto: Yuri Casari)
No confronto entre líder e vice-líder do grupo A da série B, Fortaleza e Bangu duelaram de igual para igual no Estádio Antônio Monteiro Sobrinho. Os visitantes, favoritos da competição, saíram na frente do placar logo no início da partida. Mas o anfitrião mostrou ótimo futebol e buscou o empate na segunda etapa. O placar de 1 a 1 também se repetiu nas expulsões, com um jogador de cada lado indo para o chuveiro mais cedo.

#SUBURBANA2017 - SÉRIE B
Por Yuri Casari

Pré-Jogo: Líder do grupo A com duas vitórias em dois jogos, o Bangu visitou o Jardim Gabineto com o objetivo de manter a liderança e a invencibilidade contra a equipe do Fortaleza, que na vice-liderança, com 4 pontos, poderia roubar a primeira colocação caso conquistasse a vitoria.

Primeiro tempo: Como todo início de jogo na Suburbana, os primeiros minutos foram de muita disposição, demonstrada pelas duas equipes. Mas não deu nem tempo dos times assumirem suas formas de jogar,  pois bastou pouco tempo para o Bangu assumir a dianteira no placar nesta tarde de sábado. Aos 9 minutos, Joãozinho cobrou escanteio e o zagueiro Paulo Sergio cabeceou para o gol sem chances de defesa para Lê. 

O gol precoce do adversário poderia desestabilizar o Fortaleza, mas teve o efeito exatamente contrário. Após o tento sofrido, o Tricolor passou a dominar a partida e criou as melhores oportunidades, especialmente nas subidas do lateral Piwi. Aos 17, o camisa 2 recebeu pela direita e chutou rasteiro, assustando o goleiro Ricardo. Aos 27 foi a vez de Geovani arrematar a gol, e Ricardo mandou para escanteio. Entretanto, o Bangu não deixou por menos, e aos 29 só não ampliou o marcador graças a Lê. No contra-ataque, Luizinho invadiu a área e encheu o pé, Lê deu o rebote no meio da área nos pés de Thiago, que chutou, mas o goleiro do Forta se recuperou e praticou um verdadeiro milagre. 

Aos 31, Piwi invade de novo a área pela direita e bate de três dedos, mas a bola acerta a trave, deixando engasgado o grito de gol que seria o empate. A trave também impediu um gol pelos lados do Bangu. Aos 41, após cobrança de escanteio, o matador Luizinho pulou alto e soltou a cabeçada na forquilha. 

Enquanto a defesa do Forta lamenta, Paulo Sérgio corre para comemorar o gol que abriu o placar 
(Foto: Yuri Casari)
Segundo tempo: Na segunda etapa, o início também foi um pouco mais amarrado, com o Fortaleza se soltando mais em busca da igualdade. Insatisfeito com o ataque, o técnico do Fortaleza, Vilmar Assunção, preparava a entrada de Pedro no lugar de Maicon, na casa dos 10 minutos. Pedro já estava na lateral aguardando a bola sair, quando Maicon ficou com a bola e chutou forte de pé esquerdo da entrada da área. A bola quicou no chão e enganou o goleiro Ricardo. Era o empate do Fortaleza! Na mesma hora, Vilmar mudou a substituição, e Pedro entrou no lugar de outro atacante, Alison. 

O que Vilmar não esperava era que Pedro ficaria apenas doze minutos em campo. Em lance na lateral, o camisa 16 discordou de uma decisão do árbitro e proferiu um xingamento, e tomou o cartão vermelho, justo em um momento que o Fortaleza vinha melhor na partida. Mesmo com um a menos, o Fortaleza não se intimidou e se manteve no controle da partida. Aos 40 minutos, tudo voltou a ficar igual após Valdir tomar o segundo amarelo e o consequente vermelho, em falta cometida sobre o atacante Maicon. 

E na cobrança dessa falta quase saiu o gol da vitória. Piwi fez a cobrança, a bola passou por todo mundo, e correu pela linha de fundo. Piwi voltou a ter uma outra oportunidade em rápida jogada. O lateral recebeu lançamento de Maicon, mas na hora da finalização foi travado. O Bangu ainda mostrou reação nos acréscimos, mas o empate estava de bom tamanho para o futebol apresentado pelos dois times. Com o resultado, o Bangu segue na liderança do grupo A da série B da Suburbana com 7 pontos e seis gols de saldo. Já o Fortaleza chega aos cinco pontos, mas perdeu uma colocação, ficando na terceira posição, atrás do Vila Hauer, que venceu o Shabureya fora de casa por 3 a 0.

O atacante Maicon não vinha bem na partida, mas bastou uma bola para balançar a rede e deixar tudo igual no Jardim Gabineto (Foto: Adson Lima)
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

FORTALEZA: 1. Lê, 2. Piwi, 3. Seco, 4. Marcão e 5. Willian Negron; 6. Manfra (21. Aka), 8. Geovani, 7. Thiaguinho e 10. Roberto; 9. Maicon e 11. Alison (16. Pedro). T: Vilmar Assunção.

BANGU: 1. Ricardo, 2. Ronan (, 3. Paulo Sérgio, 4. Luciano e 6. Chuchu (16. Diogo); 5. Valdir, 8. Juninho (14. Samuca), 7. Edmar (18. Zanca) e 10. Joãozinho; 9. Luizinho e 11. Thiago (17. Romarinho). T: Jeferson de Silveira Souza.

FICHA TÉCNICA – FORTALEZA 1x1 BANGU XXXXXXXXXXXX

ÁRBITRO: Leandro José Mendes.
ASSISTENTES: Alexsandro Euzébio da Silva (1) e Mauricio Costanaro Gonçalves (2).
GOLS: Paulo Sérgio (BAN) aos 9', do 1º tempo. Maicon (FOR) aos 10', do 2º tempo.
CARTÕES AMARELOS: Seco, Aka e Eduardo (Fortaleza); Valdir, Edmar e Joãozinho (Bangu).
CARTÕES VERMELHOS: Pedro (Fortaleza) e Valdir (Bangu).

MELHORES MOMENTOS (VÍDEO) XXXXXXXXXXXX





__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO