Perdido em campo, Atlético-PR é derrotado em casa pelo Cruzeiro

Lucas Romero (ao centro) foi o primeiro a balançar a rede atleticana (Foto: Gil Pereira)

Em jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão, o furacão recebeu o Cruzeiro nesta quarta-feira (12) na Arena da Baixada. Com uma semana conturbada, com pedido de saída de jogadores, demissão do técnico Eduardo Baptista e um departamento médico superlotado, o Atlético esteve perdido em campo. O time de Minas se aproveitou a instabilidade do adversário, fez 2 a 0 e ganhou  a primeira fora de casa nesse campeonato, para a fúria da torcida rubro-negra.

#SÉRIE A 2017
Por @jheni__

PRÉ JOGO - Vindo de quatro jogos sem ganhar entre Libertadores, Brasileirão e Copa do Brasil o Atlético Paranaense esperava nesta quarta feira (12), na Arena voltar a sentir o gostinho da vitória diante da sua torcida, e somar mais 3 pontos no campeonato. No entanto, a tarefa já ficou difícil quando no inicio da semana o clube anunciou  a saída do técnico Eduardo Baptista e o pedido de demissão dos jogadores Carlos Alberto e Grafite. Com as questões extracampo batendo na porta e sem poder estrear o novo e desconhecido técnico Fabiano Soares, o furacão entrou em campo e não conseguiu ser efetivo.

PRIMEIRO TEMPO - O time da baixada até parecia que ia dar trabalho para a equipe celeste quando aos 5' chegou perto do gol adversário, mas viu  a zaga afastar sem perigo. Após o primeiro lance de ataque, o Cruzeiro mostrou que não veio a passeio para Curitiba.  Em roubadas de bola, jogadas trabalhadas e bobeiras da zaga rubro-negra, a raposa assustou o goleiro Weverton.

Aos 13' Lucas Silva mandou uma bomba de longe a bola bateu no travessão. O Atlético tentou responder em cobrança de escanteio no minuto seguinte, mas a bola passou longe. O time da capital mineira construa as melhores jogadas e chegava com maior perigo a meta atleticana. Foi em um desses lances que Thiago Neves chegou na grande área e cruzou rasteiro para Lucas Romero abrir o placar, aos 28' da etapa inicial.

A equipe paranaense errava muito nas tentativas de chegar ao gol do visitante, cruzando a maioria das bolas na mão do goleiro Fábio, que pegava sem dificuldades. O Atlético perdeu aos 36' a grande chance de igualar o placar quando Sidcley recebeu na pequena área, e ao tentar fazer de letra, jogou a bola pra fora. Após 3' de acréscimo, o árbitro encerrou a primeira etapa.

A defesa rubro-negra teve dificuldades com Thiago Neves, principal articulador do time celeste (Foto: Gil Pereira)
                
SEGUNDO TEMPO - Na volta do intervalo o rubro-negro iniciou assustando. Aos 5' o garoto Matheus Anjos, que tinha acabado de entrar, chutou no gol adversário mas viu o goleiro fazer a defesa.

Aos 7', a ainda atrapalhada zaga dos donos da casa recuou para o goleiro Weverton, que na fogueira saiu da meta; o atacante cruzeirense recuperou a bola e tentou marcar por cobertura, mas para o alívio da torcida a redonda passou à esquerda do gol. Aos 18' o goleiro rubro-negro defendeu o chute do camisa 11 Alisson, que estava na pequena área. Diante da torcida  e precisando do empate, o furacão só chegou novamente aos 30' quando Nikão, sozinho na entrada da grande área, chutou na mão de Fábio, que espalmou pela linha de fundo.

Com a saída de Grafite, Eduardo da Silva terá a missão de ser o goleador do furacão (Foto: Gil Pereira)


O sonho da torcida curitibana em ver o time empatar acabou 
aos 40', quando Thiago Neves criou boa jogada e chutou cruzado para Weverton fazer grande defesa; no rebote o camisa 15 Rafael Marques decretou a vitória celeste.

Com o placar de 2 a 0 a torcida do furacão começou a deixar o estádio e entoar protestos dirigidos aos jogadores, comissão técnica e a presidência do clube. Aos 49' o juiz apitou o fim da etapa complementar, o que formalizou a sexta derrota do Atlético no Brasileirão.         

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATLÉTICO-PR: 12 Weverton; 2 Jonathan (10 Yago), 25 Wanderson, 44  Thiago Heleno e 97 Nicolas (47 Cascardo); 7 Otávio,  6 Eduardo Henrique,  8 Sidcley, 11 Nikão; 22 Eduardo da Silva e 91 Ederson (55 Matheus Anjos). 
TÉCNICO: Kelly.

CRUZEIRO:  1 Fábio; 29 Lucas Romero, 3 Léo e 35 Murilo; 6 Diogo Barbosa, 8 Henrique, 16 Lucas Silva (34 Nonoca) e 30 Thiago Neves; 23 Elber (15 Rafael Marques),  11 Alisson e  7 Rafael Sóbis (99 Sassá).
TÉCNICO:  Mano Menezes.

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO PARANAENSE 0 X 2 CRUZEIRO XXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Lucas Romero aos 27' do 1ºT e Rafael Marques aos 40' do 2ºT (Cruzeiro).

AMARELOS: Henrique (Cruzeiro); Otávio, Matheus Anjos e Thiago Heleno (Atlético-PR).


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO