Com dois gols de Dinda, Uberlândia vence o Ipiranga e fica com o vice-campeonato da Copinha


Diante de um aguerrido Grêmio Ipiranga, o Uberlândia fez sua parte, venceu por 2 a 0 com dois gols de Dinda, que aproveitou falhas da defesa, mas não conseguiu levar o título da Copinha. Com a vitória do Bangú sobre o Nova Orleans, a equipe da Vila Formosa termina a competição como segundo colocado pelo segundo ano consecutivo.
#COPINHA17
Por @YuriCasari

PRIMEIRO TEMPO - Ter que depender dos outros no futebol, nunca é bom negócio. E o Uberlândia sabia que a missão pra levar o título da Copinha não seria fácil. O Uber precisava torcer por pelo menos um empate do Bangu, que teria o Nova Orleans pela frente. Mas antes, precisava vencer o Grêmio Ipiranga no Elba de Pádua Lima. Com isso, a equipe de Joãozinho Ribeiro partiu pra cima nos primeiros minutos promovendo uma pequena pressão ofensiva. Aos cinco minutos, Mineiro teve a primeira chance, mas o goleiro Osni saiu bem no lance e impediu o gol precoce. Aos 8, Osni voltou a brilhar com boa defesa em cobrança de falta de Juliano. E no escanteio gerado na jogada, Alex Paiva quase abriu o placar em forte cabeceio.

Aos 13, o Ipiranga acordou para o jogo e balançou a rede com Juliano, que recebeu cruzamento em posição duvidosa e cabeceou a bola encobrindo o goleiro Giraia, mas a auxiliar já havia assinalado o impedimento. O jogo que havia começado quente, teve uma pequena queda de qualidade, com ambos os times exagerando nos chutões. Com isso, o Uber foi tentando chegar ao ataque na bola parada. Aos 19, Juliano levantou na área e Alex Paiva perdeu nova chance pelo alto. Aos 32, Juliano bateu colocado e Osni fez grande defesa. 



Mesmo criando chance, o jogo não era fácil para o Uberlândia, mas o Ipiranga resolveu dar uma mãozinha. Aos 34, Gamarra saiu jogando errado, Dinda fez o desarme e bateu na saída de Osni, que dessa vez nada pôde fazer. Neste momento, Orleans e Bangu empatavam em zero a zero, o que dava o título para o time auriazul. Aos 39, o lateral Moura quase marcou um golaço de bate pronto para o Ipiranga, fechando as emoções da primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO - Na volta para o intervalo, o Ipiranga voltou muito melhor, apresentando uma envolvente troca de passes, dificultando muito a vida do Uberlândia. Mas faltou um pouco de efetividade, afinal, o time da casa finalizou muito pouco na partida. O meia Mateus foi quem mais participou, com dois bons chutes a gol. E o zagueiro Gamarra também quase marcou de cabeça. Porém, mesmo não fazendo um segundo tempo do mesmo nível do primeiro, conseguiu chegar ao segundo gol. Aos 35, a bola foi recuada para Osni, que demorou a soltar a bola e Paulinho, que entrou muito bem na partida, deu um chega pra lá no goleirão. Na sobra de bola, Dinda bateu por cima fazendo o gol que poderia ser o do título, mas neste momento, no Mauricio Fruet, Luisinho do Bangu também já havia balançado a rede por duas vezes, encerrando as chances de título do Uber.


Apesar de não ter ficado com o título de campeão, o Uber fechou sua participação na Copinha com esperanças para o segundo semestre, mostrando que mais uma vez pode ser uma surpresa da série A da Suburbana. O mesmo vale para o Grêmio Ipiranga, que apesar do mal início de competição, demonstrou nas partidas finais que tem potencial para bater de frente com equipes mais fortes e pode fazer uma boa campanha na série B do Amador de Curitiba.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

GRÊMIO IPIRANGA: Osni, Giovani (Lucas), Maranhão, Gamarra e Moura; Marcelo, Gustavo, Carlinhos (Davi) e Mateus; Juliano e Moraes (Laguna). T: Márcio Victor.

UBERLÂNDIA: Giraia, Luizinho, Luan Santos, Alex Paiva e Alan; Nepo, Denis (Matheus), Mineiro (Paulinho), Juliano e Kiki; Dinda (Baiano). T: Joãozinho Ribeiro.

GOLS: Dinda, aos 34' do 1º e aos 35' do 2ºT (Uberlândia).

CARTÕES AMARELOS: Gamarra, Moraes e Juliano (Ipiranga); Denis e Dinda (Uberlândia).


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO