Grêmio Ipiranga vence Palmeirinha em partida de duas viradas


Na noite da última quarta-feira (31), a chuva quase estragou o espetáculo que estava marcado no Estádio Elba de Pádua Lima. Mesmo com todos os problemas no gramado, quem acompanhou Palmeirinha e Grêmio Ipiranga não se arrependeu e viu o time da casa vencer por 3 a 2 - após sair na frente, tomar a virada e virar o jogo. Foi o primeiro triunfo de uma equipe da segunda divisão sobre uma da primeira na atual edição da Copinha.

#COPINHA 2017
Por Gabriel Sawaf

PRÉ JOGO - Para quem é mais chegado ao futebol profissional, não seria noite de ir ao estádio. Mas para o futebol amador era, não nas melhores condições, porém um desafio a mais para os jogadores de Palmeirinha e Grêmio Ipiranga enfrentarem na noite da última quarta. Além da chuva e de todo lamaçal que se formou no Estádio Elba de Pádua Lima, os times também teriam que encarar um gramado já castigado pela partida entre Nacional e Shabureya. Na prancheta, o horário do jogo pesou e, como vários jogadores trabalham e tem compromissos no dia de semana, ambas as equipes foram com apenas quatro jogadores no banco de reservas. A singularidade da data do jogo provocou um fato curioso no Ipiranga: como o time havia jogado no final de semana em várias categorias, nenhum dos conjuntos de uniformes secou, e os jogadores tiveram que utilizar um uniforme antigo da equipe. Na bola, os donos da casa queriam somar a primeira vitória na competição. Já o Alviverde tentava colar na liderança. Os três pontos colocariam o time do Tatuquara na segunda colocação, atrás apenas do Capão Raso.


PRIMEIRO TEMPO - O início do jogo já dava sinais de como seria o decorrer da partida: intenso. Logo na primeira volta do relógio Carlinhos bateu falta e Anderson defendeu com segurança. No minuto seguinte a rede já balançou: Mateus lançou bem Juliano, que saiu na cara do goleiro e chutou forte para que a bola não parasse na lama, abrindo o marcador.

A resposta do Palmeirinha veio aos 6’. Rafael cobrou falta de muito longe e a bola passou raspando o travessão. No minuto seguinte foi a vez da equipe verde e amarela assustar, com cruzamento de Giovanni e cabeçada para fora de Juliano. O inquilino mostrou que o gramado pesado não impediria suas chegadas. Aos 15 minutos Cesinha deu um chute forte cruzado, que parou em boa defesa de Rafael. Na chegada seguinte, não teve jeito. Rafael cobrou falta do meio de campo com força, a zaga foi tentar corta e matou o goleiro, fazendo a rede balançar, era o gol do empate alviverde.

O Palmeirinha mostrava que sua jogada mais forte seria com os chutes de longe do seu lateral direito, além do trabalho com bolas rápidas. Aos 21’, Rafael cobrou falta próxima a sua área defensiva, a bola viajou o campo inteiro e só não chegou à cabeça de Marquinho porque Gustavo cortou, triscando a trave. O Ipiranga mostrava um poder de reação muito rápido. Aos 22’ Davi fez boa jogada e finalizou para boa defesa de Anderson. Aos 30’ foi a vez de Mateus trabalhar com a bola e quase marcar um golaço. No minuto seguinte, Juliano inverteu boa bola para Mateus, que ajeitou e chutou novamente para fora.

Mesmo com o gramado pesado dificultando a construção de jogadas, as chances não pararam por aí. Aos 33’ Cesinha chutou de longe e obrigou Rafael a fazer boa defesa. Aos 35’ Rafael cobrou outra boa falta do seu campo de defesa, Marquinho deu uma casquinha de cabeça e Cesinha invadiu a área, mas a finalização parou na trave. Após a boa sequência de finalizações do Alviverde, foi a vez do Ipiranga criar sua chance, aos 37’, quando Morais aproveitou sobra de escanteio e finalizou para fora. Com os uniformes sujos de lama, o primeiro tempo se encerrou com alternativas para as duas equipes.


SEGUNDO TEMPO - A segunda etapa não começou de forma tão intensa quanto a primeira. Os treinadores tiraram os seus jogadores amarelados para darem lugar a atletas renovados. No lado do Palmeirinha saiu Valdecir para entrar Célio, dando mais consistência a marcação. Já no Ipiranga saiu o meia Davi para a entrada do atacante Lucas, procurando ter mais poder ofensivo. As jogadas de ataque não foram tão presentes por conta do gramado, que estava mais castigado após 135 minutos de futebol jogados em menos de três horas, fazendo com que a bola travasse muito no meio e tirando a velocidade das equipes. Porém, quando as chances apareciam, assustavam muito.

Aos três minutos Mateus cortou a marcação e chutou para fora. Aos 10’ Dolinha observou bem o jogo e deu bom passe para a chegada de Cesinha, que finalizou para fora. Aos 13’ Lucas aproveitou sobra de escanteio e balançou a rede, pelo lado de fora. O atacante do time da casa ainda teve boa chance aos 15’, quando fez boa jogada e chutou no travessão.  O treinador Wágner Primo queria dar mais velocidade a sua equipe e promoveu a entrada de Léo Arão e Cafu, no lugar de Celo e Marquinho, respectivamente. A ação deu certo, mesmo que o time do Tatuquara chegasse apenas nas bolas paradas. Aos 22’ Nico cobrou falta e a bola passou com perigo sobre o gol de Rafael. Aos 27’ o lateral direito cobrou escanteio, a bola cruzou a área e encontrou Mocilon livre, na entrada da pequena área, mas o zagueiro não conseguiu ajeitar o corpo e finalizou para fora. Porém, aos 29 minutos, as chances se concretizaram em gol. Rafael chutou de muito longe, a bola fez uma curva e enganou seu xará, virando o jogo para os visitantes.

O Grêmio Ipiranga temia novamente fazer um bom jogo e sair com a derrota. O treinador Márcio Victor foi obrigado a tirar o volante Carlinhos, que havia se machucado já no primeiro tempo, para colocar Laguna. O time da casa voltou a assustar um minuto após sofrer a virada. Lucas fez boa jogada pela esquerda e tocou para Morais, o atacante finalizou, mas a zaga cortou. Aos 35’ Igor foi derrubado na lateral da área. Os jogadores do Grêmio reclamaram bastante alegando que a jogada foi dentro da área. No lance, Alex 21 recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Na cobrança, Mateus bateu na segunda trave, Lucas escorou para o meio da área e Morais completou para o gol, empatando o confronto e espantando o azar, já que o artilheiro da Suburbana Juvenil Série B do ano passado havia marcado apenas duas vezes na Copinha anteriormente, ambas de pênalti.

Com o gol e um jogador a mais o Ipiranga se animou para ir a busca de uma virada. Mas teve seus planos dificultados por conta da arbitragem. Laguna fez falta em Cesinha e recebeu amarelo, o árbitro alegou que era o segundo do meia e expulsou o jogador. Imediatamente os jogadores e a comissão técnica do Grêmio protestaram, pois o jogador não havia recebido o cartão anteriormente. Foram checadas as anotações do mesário e do auxiliar, que também não constavam a advertência. Porém o árbitro bancou a expulsão do atleta, alegando que o jogador tinha tomado o cartão aos 26 minutos dos segundo tempo. Nas anotações da Equipe DRAP, o árbitro deu um amarelo nesse tempo de jogo, para o 19 do Palmeirinha, Cafu (mesmo número de Laguna), na mesma região em que o árbitro alegou ter advertido o atleta.


Passada toda confusão, Rafael, sempre ele, cobrou a falta, e a bola passou por cima do gol. Mesmo com as dificuldades, o time da casa foi para cima buscando a virada. E conseguiu. Aos 43 minutos, Lucas aproveitou sobra de bola na entrada da área e chutou firme no canto direito de Anderson, virando o marcador. Dali em diante foi só chutão afastando a bola da defesa verde amarela até que o árbitro encerrasse o jogo e confirmasse a primeira vitória do time do Capão Raso na Copinha.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PALMEIRINHA: 12 Anderson; 2 Rafael, 3 Mocilon, 4 Thiago e 13 Valdecir (5 Célio); 15 Celo (16 Léo Arão), 8 Alex 21, 11 Cesinha e 10 Nico; 7 Dolinha e 9 Marquinho (19 Cafu). Técnico: Wágner Primo.

GRÊMIO IPIRANGA: 1 Rafael;  2 Giovanni, 3 Maranhão, 4 Gustavo e 6 Moura; 5 Marcelo, 7 Carlinhos (19 Laguna), 8 Davi (13 Lucas) e 10 Mateus; 9 Morais e 11 Juliano. Técnico: Márcio Victor.

FICHA TÉCNICA - PALMEIRINHA 2 X 3 GRÊMIO IPIRANGA XXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Rafael, aos 18’ do 1°T e 27’ do 2°T, para o Palmeirinha ; Juliano, aos 2’ do 1ºT, Morais, aos 37’ do 2ºT, e Lucas, aos 43’ do 2°T, para o Grêmio Ipiranga.

AMARELOS: Valdecir e Cafu (Palmeirinha); Moura, Carlinhos, Davi e Mateus (Grêmio Ipiranga).

VERMELHOS: Alex 21 (Palmeirinha) e Laguna (Grêmio Ipiranga). 

ÁLBUM DE FOTOS DA PARTIDA XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

COPINHA 2017 (5° RODADA) - PALMEIRINHA 2 X 3 GRÊMIO IPIRANGA

__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO