Caíque, o destaque da partida entre Palmeirinha e Imperial


Na maioria das vezes, o Figurinha do jogo é do time vencedor. Mas dessa vez, o meia Caíque, camisa 8 do Imperial, foi escolhido o nome do jogo que decretou o fim do sonho do título para o Trem Bala Tricolor. Diante de um time muito mais organizado, Caíque foi o homem que conseguiu manter o Imperial na partida, mas não foi capaz de impedir a derrota por 2 a 1.

#FIGURINHA DO JOGO
Por @yuricasari 

Grêmio Palmeirinha e Imperial fizeram um jogo bastante pegado em busca de se manter com chances matemáticas de título. Coletivamente, o Palmeirinha do técnico Vagner Primo mostrou muito mais solidez e levou a vitória com gols de Nico e Mucilon. Mas o principal destaque individual foi o meia Caíque. Mesmo com a equipe não conseguindo desenvolver jogadas, Caíque corria muito, chamava o jogo pra si e tentava desequilibrar. 

Na virada do intervalo, após a bronca de Pastor Serafim, Caíque voltou ainda melhor, e mostrou muita personalidade, sendo o jogador mais "falante" do Imperial. Foi ele o responsável por bater o pênalti marcado aos cinco minutos. Sem titubear, o camisa 8 bateu cruzado de pé direito, dando esperança ao torcedor presente no Elba de Pádua Lima. Foi dos pés dele também que saiu uma perigosa cobrança de falta da intermediária, que passou próximo ao gol. 

O Imperial ia melhorando no jogo, mas em uma desatenção da defesa acabou sofrendo o segundo gol. A partir daí o jogo caiu de qualidade, pois o Imperial buscava o gol de maneira desorganizada frente a um Palmeirinha tranquilo e ciente do que estava fazendo. Caíque seguiu buscando o jogo, tentando triangulações com os companheiros e correndo de maneira incansável. Mas não foi capaz de mudar o placar final do jogo. Restou ao menos o reconhecimento pela boa partida que fez. 


__________________________________________

DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO