Atlético-PR goleia o Vitória e se reabilita no Brasileirão



Em jogo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético recebeu o Vitória ontem (25) na Arena da Baixada. O furacão teve problemas apenas no começo de partida, saindo atrás no placar, para depois deslanchar, virar o placar e fechar o jogo com uma goleada por 4 a 1 e chegando a sua quarta vitória seguida no certame.



#SÉRIE A
Por @joaoheim 

A partida iniciou com o Vitória tendo mais posse e o Furacão jogando nos contra golpes. Mas, a primeira chance perigosa foi do escrete baiano, com Gabriel recebendo na diagonal e chutando para quase marcar aos 4' da etapa inicial. Com essa oportunidade, o Vitória adiantou a marcação e fez com que o Atlético jogasse na base dos passes longos para sair da defesa. Devido a isso, aos 7', Yago fez jogada para Kieza, que apareceu na área chutando para boa defesa de Weverton. Após os sustos, o rubro negro ficou com maior posse de bola e procuou espaços na defesa baiana. 

A primeira chance do time da casa aconteceu com Douglas Coutinho, que chutou para boa intervenção de Fernando MIguel aos 11'. Minutos depois, falta perigosa para o Vitória após bom período atleticano no ataque. Fred cobrou a falta com categoria e a bola bateu no travessão e entrou no gol de Weverton, aos 16'.  Mesmo com o gol sofrido, os donos da casa seguiram com a posse de bola e tentando pressionar mais o adversário, enquanto o time baiano recuou e passou a jogat nos contra ataques.

No lado rubro-negro, faltou eficiência ao Atlético, que manteve a bola no ataque. Porém, errou nos passes decisivos. Mas do outro lado, o escrete do Vitória foi ficando nervoso em campo, com dois cartões amarelos em dois minutos, Geferson e Patrick, respectivamente. O segundo cartão foi em uma falta perto da área para o Furacão aos 40'. Matheus Anjos cobrou a bola passou perto do gol de Fernando Miguel. Dois minutos depois, Nikão recebeu na área, limpou a marcação e chutou para Fernando Miguel fazer grande defesa. Pressão atleticana no time baiano. Não deu outra, no lance seguinte, escanteio cobrado e Wanderson subiu mais alto para marcar o gol de empate.  Embalado pelo gol, o Furacão continuou com a pressão no final da primeira etapa, mas não chegou a marcar novamente.


SEGUNDO TEMPONa segunda etapa o ritmo permaneceu, com o Atlético no comando e o Vitória tentando jogar na velocidade para pegar a defesa adversária desprevenida. Com isso, aos 7', virada de bola para Nikão chegar e chutar com perigo e obrigando o goleiro do Vitória a boa intervenção. No minuto seguinte, nova oportunidade para Nikão, que arriscou de longe e o chute rasteiro passou por Fernando Miguel para entrar na rede, 2 a 1. 

Aos 11', lançamento para Coutinho na esquerda, o atacante passou da marcação e cruzou rasteiro para Ederson se esticar e marcar o terceiro e proporcionar festa da torcida atleticana. Mesmo assim, o rubro negro seguiu apertando e buscando o gol, enquanto o Vitória sentiu o gol e já não tinha o mesmo ritmo em campo.  Os baianos voltaram a adiantar a marcação e ir mais ao ataque, procurando jogar no erro atleticano. Em grande jogada do ataque do Atlético, Ederson recebeu livre na direita e chutou cruzado para Fernando Miguel defender e a bola bater na trave caprichosamente, passando na frente do gol e não entrando. 

Mas a equipe da casa tirou o pé na metade do segundo tempo e em uma desatenção da defesa atleticana, o escrete adversário quase diminuiu. Tabelinha do ataque do Vitória e Kieza chegou chutando da entrada da área aos 29', passando perto do gol de Weverton. Aos 35', contra golpe atleticano e Rossetto arriscou da intermediária e marcou um golaço e sacramentou a goleada atleticana em 4 a 1.  

Ainda embalado nos minutos finais pela a sua torcida, o Atlético quase marcou com Nikão, que recebeu de frente para o gol, mas não conseguiu dominar e finalizar. Grafite teve outra oportunidade no ataque, mas também faltou domínio. Sem mais emoções o jogo terminou 4 a 1, grande triunfo para o Atlético, que se distancia mais da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


Atlético-PR: 12 Weverton, 47 Cascardo, 44 Thiago Heleno, 25 Wanderson, 8 Sidcley, 7 Otávio, 20 Rossetto, 3 Lucho (11 Nikão), 55 Matheus Anjos (5 Deivid), 77 Douglas Coutinho, 91 Ederson (23 Grafite)Técnico: Eduardo Baptista

Vitória: 1 Fernando Miguel, 29 Patric, 28 Fred (40 Ramon), 25 Kanu, 6 Geferson, 5 Willian Farias, 7  Uilian Correia, 18 Gabriel (26 Paulinho), 77 Yago, 10 Neilton (27 David), 9 Kieza. Técnico: Alexandre Gallo

Gols: Wanderson, aos 42’ do 1º tempo, Nikão, aos 8’ do 2º tempo, Ederson, aos 11’ do 2º tempo, e Matheus Rossetto, aos 35’ do 2º tempo. (Atlético-PR) e Fred, aos 16’ do 1º tempo. (Vitória)


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO