Em partida tensa, Nacional empata em casa com o União Ahú


Em partida tensa realizada nesse sábado (13) no estádio XV de Agosto, pela 4° rodada da Copinha, Nacional e União Ahú se enfrentaram em busca do resultado positivo, após um começo fraco das duas equipes somente a vitória importava. O Nacional saiu na frente, tomou a virada, mas conseguiu empatar, mesmo com três jogadores expulsos.

#COPINHA 2017
Por Arthur Henrique


O jogo mal tinha começado e o zagueiro Fred do Ahú se lesionou feio, com uma entrada dura ele teve que ser substituído por Fábio. Após o baque inicial no Ahú, logo aos 15’ em um belo chute de fora da área, Nicolas abriu o placar para o Nacional, que mantinha o controle e pressionava o adversário.

A resposta veio na bola parada aos 19’, em falta no meio campo, chuveirinho na área pelos pés de Son, o camisa 10 do Ahú, que colocou com maestria para Dadinho, que deslocou a bola de cabeça, sem chances para o goleiro Ricardo.

O jogo era movimentado, as poucas chances de ataque sempre eram perigosas. A virada veio aos 23’, dos pés de Son, que meteu um chapéu e soltou uma patada do meio da rua, forte e com precisão, batendo no travessão, com requinte de crueldade, morrendo no fundo da rede.



O Nacional partiu para cima, se tornou mais ofensivo, obrigando a equipe do União a se manter na defesa e segurar o jogo. Aos 31’, em bola rolada na pequena área, o zagueiro Pedro, do Ahú, tirou em cima da linha, a bola subiu por cima da meta, batendo na árvore e salvando o que seria o empate do clube do Boqueirão.

Com mais pressão o Nacional criava mais, mas não conseguia concretizar em chances diretas à gol. Entre muitos lances de avanço ao ataque, o que se podia notar era que o time pecava em não finalizar.


SEGUNDO TEMPO - Aos 2’ Luiz Matheus avançou, fintou e entrou na área, só parou com a falta que sofreu, como já adentrava a grande área, pênalti marcado. Na cobrança Guilherme bateu e deslocou o goleiro, conseguindo o empate.

Em lance perigoso, aos 14’ uma falta fora do lance em Baraka, gerou cenas lamentáveis no banco do Ahú, uma briga generalizada que resultou na expulsão de Guilherme pelo Nacional e Fábio pelo União Ahú. O jogo ficou tenso, na sequencia dos lances muitas faltas violentas e poucas chances de gol.

O meio ficou mais congestionado, com muita marcação do Ahú, que apesar de ter um número muito abaixo de posse de bola não sofria com chances claras de gol. No primeiro lance de Stanley em campo, ele recebeu as boas vindas com um chute na cara, desferido por Luciano, que foi justamente expulso e nem teve o direito de reclamar.

Com um a mais o Ahú começou a igualar a pressão e passou a ter mais lances no campo de ataque. Diversos cartões amarelos foram distribuídos, Romildo e Pedro do União e dois para Baraka, totalizando impressionantes três expulsões no Nacional.



Mesmo com a vantagem numérica, os visitantes não conseguiram a vitória. Preocupado em garantir o ponto, o time da casa manteve o placar em Nacional 2 Ahú 2.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

NACIONAL: 1 Ricardo; 2 Bruninho; 3 Barney (16 Gustavo;18Eric); 4 Luciano; 6 Evandro; 5 Baraka; 8 Douglas (15Jeferson); 7 Guilherme; 10 Fernandinho; 11 Luiz Matheus (17 Luquinhas); 9 Nicolas. Técnico: Alemão.

UNIÃO AHÚ: 1 Maurício; 18 Pedro; 4 Fred (13 Fábio); 14 Beto; 27 Vivi (20 Romildo); 5 Thiago; 19 Luciano; 10 Son; 17 Guilherme (16 Stanley); 28 Dadinho; 21 Clé (26 Matheus). Técnico: Marcelo Leôncio.

GOLS: Nicolas aos 15’ do 1° e Guilherme  aos 3’ do 2°T (Nacional); Dadinho aos 19’ e Son aos 23’ do 1°T (Ahú).

MELHORES MOMENTOS (VÍDEO) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx




__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO