Trieste inaugura espaço que conta a história do tricolor mais italiano de Curitiba



Na última segunda-feira (24) o Trieste Futebol Clube inaugurou o espaço “O Campeoníssimo”, que reúne itens históricos dos quase oitenta anos de existência do clube. Localizada a poucos metros da entrada principal do estádio Francisco Muraro, a sala proporciona um mergulho nas origens e conquistas de uma das agremiações mais tradicionais do futebol amador curitibano.

#SUBURBANA
Por Dudu Nobre

Essa história começou lá na década de 1930 em Santa Felicidade, bairro da zona norte da capital paranaense. Naquela época não existiam os famosos restaurantes italianos, mas os imigrantes já haviam fincado raiz na região e em 8 de junho de 1937 fundaram o Trieste Futebol clube, uma homenagem à terra natal – município italiano de 84 km² (um pouco menor que a área urbana de Duque de Caxias) localizado às margens do Mar Adriático. A terra da bota também influenciou as cores do time: vermelha, verde e branca.

Até os anos 1950 a equipe só jogava amistosos, apenas em 1956 disputou sua primeira Suburbana. Entre as décadas de 1960 e 1970 engatou uma sequência de títulos invejável: sete Suburbanas e cinco Taças Paraná entre 1964 e 1976.  O ex-jogador Sérgio Caporasso compara a era de ouro do Tricolor da Colônia com o cenário atual do futebol amador.


Nos anos 1980 o Trieste consolidou a hegemonia no futebol amador estadual e, mesmo com um jejum de 15 anos sem campeonatos de expressão entre 1991 e 2006, mantém o posto de maior vencedor da Suburbana (12 canecos) e da Taça Paraná (10 títulos). Parte do resgate do espírito vencedor triestino veio pelas mãos de Ivo Petry, atual treinador do clube, que relembra dois momentos mágicos que viveu pelo tricolor.


Essas e outras histórias agora estão reunidas em um só local. O espaço “O Campeoníssimo” abriga troféus, camisas, faixas, medalhas, atas, documentos, carteirinhas antigas de sócios, fotos e uma parede com todos os presidentes que já comandaram o clube.

Lauro Ferro é um deles. Identificado com a agremiação, Lauro teve três passagens pela presidência. Ele valoriza a atitude da diretoria triestina em preservar a memória do clube.


Após tantos nomes que construíram essa tradição, cabe ao atual presidente Marcos Anzolin dar continuidade a esse legado. Em seu discurso, agradeceu a todos que deram um pouco de si pelo Trieste.


E aí, ficou curioso para conhecer o espaço “O Campeoníssimo”? A sala será aberta ao público aos sábados, das 10h às 16h, e aos domingos, das 9h às 11h30. Para mais informações, o telefone é o (41) 3272-0290. O estádio Francisco Muraro fica na Rua Professor Francisco Zardo, 790, Santa Felicidade.

Mas como nos canais Do Rico ao Pobre você não perde nenhum lance... Aí vai um aperitivo do que você poderá encontrar por lá, com direito a fala de um dos ícones da crônica esportiva paranaense.


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO