Jhony Siqueira, artilheiro do Juvenil 2016: uma joia sendo lapidada nos campos da Suburbana


Autor de incríveis 16 gols durante os 13 jogos da campanha do Nova Orleans no juvenil do ano passado, Jhony Siqueira foi um dos grandes nomes da competição. Porém, a eliminação precoce da equipe fez com que o reconhecimento individual não tenha vindo da maneira esperada. Nada que tire a vontade de Jhony de seguir marcando seu nome no futebol local.

#ENTREVISTA
Por Yuri Casari

No ano de 2016, o juvenil do Nova Orleans, formado por jogadores do Desportivo Paranaense, realizou uma primeira fase irrepreensível. Em 11 partidas, foram 9 vitórias e dois empates, média de 3 gols por partida e apenas oito gols sofridos. Entretanto, por uma questão logística, a fase de mata-mata é definida não pela classificação, mas de acordo com a classificação do adulto. Dessa maneira, a tabela colocou frente a frente já nas quartas de final as duas melhores equipes do campeonato: Nova Orleans e Novo Mundo. E o equilíbrio nos dois jogos reafirmou isso. empate em 2 a 2 na ida, e vitória do Novo Mundo por 2 a 1 na volta. 

A decepção da derrota não apagou o bom desempenho individual de Jhony Siqueira, artilheiro absoluto do juvenil com 16 gols, cinco gols a frente de Matheus, do Novo Mundo. "Meu desempenho individual foi bom. Claro que meus companheiros que me ajudaram a ser o artilheiro. Mas seria melhor se nós fossemos os campeões", analisa um resignado atacante. Para o atleta de 17 anos (99), o que faltou para o UNO ficar com o título foi uma maior entrega no momento decisivo. "Nosso time estava muito unido, focado na Suburbana, porque era a principal competição que nossa equipe estava disputando. Acho que faltou um pouco mais de vontade de querer ser campeão", conta. 


O atacante, que se define como um jogador de velocidade, força e que tem a boa finalização como principal característica, afirma que segue no Desportivo, e espera atuar na Suburbana já na categoria principal. "Nossa equipe está bem forte novamente. A maioria do sub-17 subiu para o sub-20. Continuo no Desportivo. Se tudo der certo, iremos disputar a segunda divisão da Suburbana 2017 pelo adulto", disse Jhony, em referência às parcerias que o Desportivo realiza com algumas equipes da Suburbana. 

Apesar de já estar projetando o ano de 2017 no futebol amador de Curitiba, o sonho de Jhony é mesmo seguir o caminho profissional. "Meu sonho é conseguir ser um jogador profissional. Quero ajudar minha família. Batalho muito para que um dia eu alcance meu objetivo". E para seguir nesse sonho, Jhony também tirou importante lições da temporada 2016. "A principal lição é que nem sempre a melhor equipe acaba sendo campeã de um campeonato, e que a derrota de hoje é a vitória de amanhã", encerra um esperançoso artilheiro. 





__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO