J.Malucelli faz dever de casa e vence Cianorte de virada


Na tarde deste domingo (05) o Jotinha recebeu o Cianorte pela terceira rodada do Paranaense 2017. Mesmo jogando fora de casa, o Leão do Vale deu trabalho ao Caçula da Capital. Mas Luciano Gusso mexeu bem no intervalo e contou com a estrela de Rafael Santiago para fazer 2 a 1 e assumir a liderança do campeonato com a derrota do Paraná no clássico.

#PARANAENSE17

Por Leonardo Dulcio

Mesmo longe do Vale do Ivaí, a equipe do Cianorte assustou os donos da casa no primeiro  tempo. Logo as 3’, em boa trama pelo lado esquerdo, tabela entre Vinicius e David Luis, que cruzou para área onde Max resvalou na bola e ela tocou caprichosamente na trave direita. Aos 15’ mais uma boa jogada dos visitantes, com um belo chute de Max que passou perto da meta do Jotinha.

Depois dos 20’ o J.Malucelli adiantou suas linhas e passou a agredir mais a equipe do interior, principalmente pela direita. Aos 23’ o meia Tomas deu um belo chute da entrada da área, a bola ainda quicou na frente do goleiro João Gabriel que fez um bonita defesa , no rebote Getterson finalizou mal e a defesa cortou.  Aos 30’ Getterson invadiu a área, mas finalizou por cima da meta do Leão do Vale.

Quando parecia que o primeiro tempo terminaria em igualdade, aos 46’ do primeiro tempo, o Cianorte roubou a bola na meiuca e o lançamento foi para Eduardinho; o meia parou em Fabrício na primeira, mas no rebote abriu o placar para o Leão do Vale no Janguito.


SEGUNDO TEMPO - Na volta do intervalo, o técnico Luciano Gusso fez uma substituição, colocou o atacante Rafael Santiago no lugar do lateral Héracles, recuando Eltinho e deslocando Jenison para a ponta esquerda. Com a mudança, o time da casa começou abafou o time do Cianorte. Logo aos 3’ do segundo tempo o meia Eltinho acertou um bonito chute no travessão. Aos 8’ saiu o primeiro gol do Jotinha: boa jogada de Eltinho pelo lado esquerdo que fez o cruzamento com perfeição para o atacante Getterson que cutucou bonito de cabeça para o fundo da meta de João Gabriel.

Aos 14’ o Cianorte tentou ampliar o placar com o latera direito Gabriel que soltou uma bomba de fora da área e passou perto do gol de Fabricio. Mas o jogo estava para o Jota. Aos 21’ uma bela jogada do atacante Jenison que dominou com classe um cruzamento de Cristovam e finalizou, mas o goleiro João Gabriel salvou. Na sequência do lance, uma boa cobrança de escanteio de Tomas, na cabeça do zagueiro Tiago que cabeceou para fora. 


Aos 29’ enfim, a virada do time da casa, após falha no sistema defensivo do Cianorte pelo lado esquerdo, o atacante oportunista Rafael Santiago aproveitou o vacilo e se esticou no carrinho para botar lá dentro. Após a virada o jogo esfriou, o Leão tentava chegar ao ataque mas chutava pouco. Nada que mexesse no placar final do Eco Estádio: J Malucelli 2, Cianorte 1. 


OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
J MALUCELLI: 1- Fabricio; 2- Cristovam; 3- Alex Fraga; 4- Tiago; 6- Héracles (19- Rafael Santiago); 5- Neto (15- Marcelo); 8- Paulinho; 10- Tomas; 11- Eltinho; 7- Getterson (18- Guilherme); 9- Jenison. Técnico: Luciano Gusso.

CIANORTE: 12- João Gabriel; 2- Gabriel; 3- Marcelo Felber; 4- Mauricio; 6- David Luís; 5- Jovany; 8- Sidnei; 10- Max (17- Xavier); 7- Eduardinho (18- Dan Dan); 11- Rodrigo; 9- Vinicius (19- Valdo). Técnico: Marcelo Caranhato.

CARTÕES AMARELOS: Cristovam, Neto e Paulinho (J.Malucelli). David Luis e Jovany (Cianorte)

GOLS: Eduardinho aos 45’ do primeiro tempo (Cianorte). Getterson aos 8’ do segundo tempo e Rafael Santiago aos 29’ do segundo tempo (J.Malucelli).

MELHORES MOMENTOS (VÍDEO) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO