Palmeirinha vence nos pênaltis o Bangú e conquista o acesso à Série A de 2017


No estádio Monte Bérico, Bangú e Palmeirinha realizaram o jogo de volta da fase semifinal da Divisão de Acesso da Suburbana 2016. Em um duelo equilibrado no primeiro confronto, a dose se repetiu no bairro do São Braz e o placar terminou empatado no tempo normal em 2 a 2. Mas nas penalidades, o escrete alviverde ficou na frente do Bangú e pela segunda vez na história, conseguiu o acesso à elite do futebol amador.

#SUBURBANA 2016
Por Rafael Buiar

A equipe do Palmeirinha iniciou o jogo com mais volume e aproveitou bem as jogadas no lado esquerdo com Dollynha. Em poucos minutos, a equipe do Tatuquara chegou pelo menos três vezes com perigo. Dentre elas, destaque para Thiago, que aos 12’ que teve ótima oportunidade próxima da área, após passe do meio de campo. Mas o camisa 9 preferiu dar assistência ao seu companheiro, que não chegou a tempo na bola. Lance que motivou ainda mais o artilheiro do Palmeirinha.

Minutos depois, o camisa 20 do Palmeirinha, Hantson, cobrou falta no lado esquerdo e quase surpreendeu o arqueiro Ricardo, que ainda viu Thiago desperdiçar  o rebote.  Enquanto que o time da casa assistiu os primeiros 15’ a equipe alviverde jogar, os zagueiros Paulo Sérgio e Samuca discutiam com seus companheiros.


Sabendo disso, a equipe do Palmeirinha aproveitou ainda mais. Ou seja, pressão no escrete do Bangú, que ainda viu bola na trave e Thiago assustar a vida do arqueiro Ricardo, com 23’. Quatro minutos depois, o meio de campo do Palmeirinha ganhou a disputa e a bola caiu nos pés de Thiago, que só teve o trabalho de chutar na saída do goleiro, para abrir o placar no Monte Bérico aos 27’.

Sem criação no meio de campo, o time do Bangú teve alguns lances de perigo em contra-ataque, principalmente, com Romarinho que abusou de sua velocidade e por pouco não empatou na sequência. Mas o camisa 11 foi travado pelo goleiro, junto ao zagueiro alviverde. Mas quando o escrete do Bangú estava em seu melhor momento na partida, Betinho sentiu e pediu para sair. No seu lugar entrou Zanca. De imediato, a equipe do Bangú conseguiu empatar, aos 37’, com Luizinho de falta. O camisa nove colocou a bola no cantinho do goleiro Anderson, que pouco pode fazer para evitar o empate.

Nos minutos finais, Thiago conseguiu dar mais um ar para a equipe do Palmeirinha respirar aliviado. O atacante recebeu no início da área e chutou em diagonal, sem chances para Ricardo, e colocou em vantagem o escrete alviverde aos 42’. Mesmo que o árbitro tenha dado mais três minutos de acréscimo, o embate persistiu com o placar a favor para o time visitante.

SEGUNDO TEMPO – No retorno para a segunda etapa, o treinador Jefferson Silveira fez duas alterações na sua equipe. Colocou mais gaz na lateral e trocou no meio. O resultado foi visível, pois o tricolor voltou com mais volume de jogo e no campo do Palmeirinha. Devido a isso, várias faltas aconteceram na intermediária do Palmeirinha, para desespero do arqueiro Anderson.


Não deu outra, aos 6’, em cobrança de falta o atacante Zanca antecipou os zagueiros alviverdes e acertou um cabeceio, colocando a bola no fundo da rede e empatando o placar no Monte Bérico. O gol deu ânimo para o time da casa, que ficou com mais posse de bola e com 15’ de jogo chegou mais duas vezes com perigo.

Destaque para Dudu, que mudou o jogo no lado direito e quase que marcou de falta, aos 31’. Ainda que seus companheiros arriscaram com chutes de longa distância. Sendo que em alguns casos, poderiam até ter tocado para chegar com mais facilidade a meta do goleiro Alexandre. Fato que gerou bastante discussão entre os jogadores do escrete Tricolor, pois alegavam em situação melhor para concluir a jogada.

Nos minutos finais, a equipe do Bangú continuou com mais volume de jogo, enquanto que o Palmeirinha cansou e pouco chegou ao gol do Ricardo. Por isso, o embate terminou com o placar de 2 a 2 no tempo normal. Resultado que levou à decisão de pênaltis no Monte Bérico.

PÊNALTIS xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

A equipe do Palmeirinha iniciou cobrando com Thiagão (converteu), Polaco (errou), Mazinho (converteu), Rafael (converteu) e Nico (Converteu). Do outro lado, Luizinho (errou), Dudu (errou), Samuca (converteu) e Marco Aurélio (converteu). No total, o placar nas penalidades ficou em 4 a 2 para o Palmeirinha.


OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Bangú: 1 Ricardo; 2 Elton (Dudu), 3 Paulo Sérgio, 4 Samuca e 6 Marco Aurélio; 5 Gleyson (5 Clé), 8 Lindomar (Diego), 7 Valdir e 10 Betinho (17 Zanca); 11 Romarinho (18 Fumaça) e 9 Luizinho. Técnico: Jefferson Silveira.

Palmeirinha: 12 Anderson (1 Alexandre); 2 Rafael, 3 Mossilon, 4 Thiagão, 15 Cielo (16 Mazinho) e 6 Polaco; 5 Carlos, 20 Hantson (11 Cesar), 7 Dollynha (Marquinho) e 10 Nico; 9 Thiago. Técnico: Daniel Jorge.

Gols: Thiago aos 27’ e 42’ do 1º tempo (Palmeirinha) e Luizinho aos 37’ do 2º tempo e Zanca aos 6’ do 2º tempo.

PENALIDADES (VÍDEO)  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO