Felipe, o destaque da final da série B da Suburbana


O campeão da série B da Suburbana, o Vila Sandra, se destacou pelo poderoso ataque. Mas na partida decisiva contra o Grêmio Palmeirinha, o setor ofensivo do time alvinegro ficou devendo. Momento perfeito para que o goleiro Felipe pudesse brilhar e garantir o resultado necessário para o título. Confira a figurinha número 60 do álbum DRAP de 2016.

#FIGURINHA DO JOGO
Por Yuri Casari

A campanha quase perfeita do Vila Sandra, com apenas uma derrota em toda a competição, se deve muito ao forte ataque formado por Zé Ricardo e Adriano. Juntos, a dupla de ataque marcou incríveis 40 gols, o que representa 66% dos gols da equipe, que terminou o campeonato com 61 tentos marcados. Mas como sabemos, uma equipe campeã precisa de equilíbrio para alcançar os resultados. E a defesa também se mostrou forte, sendo a quarta equipe menos vazada da série B, com 20 gols sofridos em 20 jogos disputados.

E quem tem uma parcela significativa de responsabilidade nesse desempenho é o goleiro Felipe, que inclusive foi premiado pela Federação Paranaense de Futebol como melhor goleiro do campeonato, e também apareceu na Seleção definida pela equipe do site Do Rico ao Pobre.

Na decisão, diante do Palmeirinha, Felipe se agigantou ainda mais. Depois de o Vila Sandra vencer a primeira partida por 5 a 1, bastava um empate para que o alvinegro ficasse com a taça. O Palmeirinha bem que tentou vencer a partida e levar a disputa para um terceiro jogo, mas esbarrou na excelente atuação do arqueiro.

O Palmeirinha soube neutralizar bem o meio de campo do Vila Sandra, e com isso criou as melhores chances, ficando muito próximo de marca. Mas Felipe praticou seguras e preciosas defesas, como no chute de Hantson, ainda no início da segunda etapa. Em um jogo de placar zerado, e com boa atuação dos dois goleiros – vale citar também a boa partida      de Anderson, do Palmeirinha – fica difícil não escolher Felipe, o goleiro campeão, como o figurinha da finalíssima da série B da Suburbana.


__________________________________________

DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO