Santa Quitéria faz o dever de casa, vence Capão Raso e está na final da Suburbana


Na tarde desse sábado (5), o Capão Raso tinha que fazer algo inédito na Suburbana desse ano: derrotar o Quitéria no Maurício Fruet. Precisando apenas de um empate para se classificar para a decisão, o escrete verde e amarelo venceu o tricolor por um a zero em gol de Massai ainda na primeira etapa.

#SUBURBANA16
Por João Heim

O começo de partida foi de pressão dos donos da casa. Quem chegou primeiro finalizando foi o Capão Raso, em cobrança de falta de Roney que foi pra fora aos 5'. No minuto seguinte, o Quitéria fez jogada com Orlei, que recebeu cruzamento rasteiro e acabou errando o chute.

Os visitantes chegaram novamente com Feijão, que da entrada da área chutou pra fora. O Santa Quitéria tinha mais posse de bola e conseguia fazer rodar a bola, mas não conseguia arriscar com perigo. O Capão aparecia nas bolas paradas. Se com os pés estava difícil, as duas equipes resolveram usar a cabeça. Aos 25', Baloi cabeceou e parou no goleiro Ge, enquanto Diego cabeceou pra fora a favor d do Capão Raso.

Em um bate rebate aos 27’, o Santa Quitéria quase marcou, mas o arqueiro Ge abafou a jogada e ficou com a bola. Com o passar do tempo, o time da casa começou a chegar com mais intensidade e dava pouco espaço ao Capão no jogo. Aos 43', quando a etapa inicial parecia ficar no zero a zero, Massai recebeu passe rápido em cobrança de falta do meio, invadiu a área e tocou na saída do goleiro, 1 a 0 Quitéria. 


SEGUNDO TEMPO - Na segunda etapa, o Quitéria voltou melhor e comandando as ações do jogo. Marabá cruzou para Robson, que recebeu e mandou por cima do gol logo aos 2'. Os visitantes seguiam apostando nas bolas paradas e contra golpes, porém nada com muitas jogadas trabalhadas. Os donos da casa chegaram de novo com Marabá, que recebeu passe de Aroldo pela esquerda e chutou cruzado por cima aos 7'.

O Capão Raso fez alterações e começou a tentar de tudo para conseguir um gol, que poderia reanimar o time na briga pela vaga na final. Nada de mudanças no Quitéria, que conseguia administrar bem o jogo. Aos 15', Massai chegou em passe de Aroldo, chutou e obrigou o goleiro Ge a grande defesa.

Foram várias oportunidades para o Santa Quitéria, porém os jogadores pecavam no último passe. Massai chegou de novo, aos 19', chutando por cima e perto do travessão. Aos 24', Jonatas recebeu passe, fez grande jogada e driblou o goleiro, mas quando ia finalizar foi parado pela defesa e não conseguiu ampliar o placar. Ge precisou trabalhar novamente aos 29’, após chute de Giovani.

Após a pressão do time da casa, o Capão Raso tentava de tudo chegar para marcar, porém o nervosismo parecia atrapalhar a equipe na hora de definir as jogadas. Em jogada característica, o goleiro Jonas, do Santa Quitéria, cobrou falta e quase marcou, mandando muito próximo ao lado direito do gol aos 39'. Nada que mudasse o placar final: no Maurício Fruet,  1 a 0 Santa Quitéria, que fará pelo segundo ano seguido a decisão contra o Iguaçu. 


OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

SANTA QUITÉRIA: 1 Jonas, 2 Lito, 3 Baloi, 4 Jair, 5 Aroldo, 6 Marabá, 7 Grilo, 8 Orlei, 9 Robson, 10 Massai, 11 Jonatas. Técnico: Valmir Constantino.

Reservas: 12 Fábio, 13 Elisio, 14 Rodrigo, 15 Ednaldo, 16 Jean, 17 Luan, 18 Alan, 19 Dinda e 20 Diego. 

CAPÃO RASO: 1 Ge, 2 Felipe, 3 Couto, 4 Hudson, 6 Go, 7 Feijão, 8 Peter, 9 Diego, 10 Roney, 11 Giovani. Técnico: Junior Saurin.

Reservas: 12 Diego, 13 Alex, 15 Leandro, 16 Bruno, 14 Roger, 17 Flavinho, 18 Sabão, 19 Jacson e 20 John.

GOL: Massai aos 43’ do 1°T (Quitéria).

OS MELHORES MOMENTOS (VÍDEOS)  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx




__________________________________________

DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO