Coritiba sai atrás no placar, mas busca empate com o campeão da América


O Coritiba iniciou a partida diante do atual campeão da Libertadores da América com dificuldades, saindo atrás do placar. Mas a expulsão do capitão do Atlético Nacional, Najera, mudou o panorama da partida. Com isso, o Coxa pressionou até o fim, e conseguiu a igualdade, que se não dá nenhuma vantagem, ao menos mantém a equipe viva na disputa pela classificação.

#DRAP NA SUL-AMERICANA
Por Yuri Casari

Mais uma vez, a massa coxa-branca fez uma bela festa antes de a bola rolar. Além da recepção ao elenco com as “ruas de fogo”, a torcida estendeu três bandeirões nas arquibancadas minutos antes do apito inicial. Já com o cronômetro rodando, o Atlético Nacional tratou logo de realizar o primeiro ataque, com Berrío. Não demorou muito e o Nacional voltou a assustar com Borja, que chutou forte para defesa de Wilson.

Diante de um adversário de altíssima qualidade, o Coritiba apostava na marcação forte e nos contra-ataques, mas não conseguia engatar nenhuma ação ofensiva. O time colombiano possuía domínio, trocava passes rapidamente, além de ter muitos talentos individuais que tentavam desequilibrar. E foi assim, que aos 14 minutos, Guerra avançou pelo meio e tocou para Borja. O atacante já dentro da pequena área dominou e bateu sem chances para Wilson, abrindo o marcador.

O primeiro lance de perigo do Coritiba aconteceu apenas já próximo da casa dos 26 minutos. Leandro avançou pela esquerda até a linha de fundo, driblou duas vezes o mesmo defensor, e tocou para trás para Juan, que na hora de definir, tirou demais do goleiro Armani e mandou pra fora. Aos 29 minutos, porém, Najera cometeu dura falta no meio de campo, e como já havia tomado o primeiro amarelo, recebeu o segundo e foi para o vestiário do Couto Pereira mais cedo, mudando os rumos da partida.

Na sequência, três grandes momentos. João Paulo cobrou bem falta e Armani realizou boa defesa. No lance seguinte, no contra-ataque, Borja desperdiçou oportunidade incrível de ampliar. E minutos depois, Kazim deu bom drible, bateu de direita, mas Armani apareceu de novo. Na reta final da 1ª etapa, o Coritiba tirou proveito da superioridade numérica e melhorou, mas ainda assim não era o suficiente para manter o Nacional sob controle.

O segundo tempo começou e logo o Nacional buscou o primeiro ataque. Mas dessa vez, o Coritiba voltou com outra postura e foi logo ganhando terreno, mas ainda tinha dificuldades para furar o bloqueio Verdolaga. Aos 9 minutos, o Coritiba finalmente marcou, porém, Kazim estava em flagrante impedimento. O Coxa voltou a assustar, quando Raphael Veiga testou firme após escanteio, mas a bola correu pela linha de fundo. O Coritiba seguiu na pressão, mas não era efetivo, e não finalizava com perigo.

Até que aos 40, após bola espirrada pelo alto, Kazim ficou com ela, avançou pela esquerda e tocou para trás para Iago Dias. O camisa 7 dominou mal, mas ainda conseguiu espaço para bater de maneira perfeita e marcar um golaço, para explosão da torcida alviverde. Mesmo com a pressão exercida pela torcida e pela equipe em campo, o Nacional conseguiu cozinhar o final da partida até o apito final. Agora, a decisão fica para Medellín, com vantagem do empate sem gols para o time colombiano. 

OS MELHORES MOMENTOS (VÍDEOS)  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx




__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO