Pablo decide novamente e Atlético mantém tabu contra São Paulo


A tarde chuvosa desse domingo (18) marcou um encontro cheio de rivalidade. O Atlético precisava vencer o São Paulo para seguir próximo dos quatro primeiros. Se no primeiro tempo Denis evitou a festa rubro negra, na segunda etapa Pablo marcou o gol que mantém o jejum: o tricolor paulista nunca venceu na nova Baixada.

#DRAP IN BRASILEIRÃO 16
Por Dudu Nobre

A torcida atleticana ficou animada com o que viu nos primeiros quinze minutos de jogo. Os comandados de Autuori marcavam no campo de ataque e jogavam nas costas do lateral Mena, o que impedia que o São Paulo trocasse três passes certos.

Todo esse ímpeto resultou em duas boas oportunidades: aos 6’, Hernani roubou a bola na esquerda da área e bateu cruzado, obrigando Maicon a tirar de carrinho; aos 11', Nicolas cobrou falta no primeiro pau, Thiago Heleno cabeceou e Denis espalmou milagrosamente.

A partir daí, o ritmo foi caindo, o São Paulo avançou suas linhas... Resultado: 20 minutos sem nenhum trabalho para os dois goleiros. As defesas ganhavam com facilidade dos ataques por conta do bom posicionamento e por erros de passe em profusão.

Nova chance de gol? Só aos 35’: Cueva cruzou da esquerda e Chavez obrigou Weverton a fazer grande defesa. A resposta atleticana veio um minuto depois, com Pablo arriscando de longe e Denis espalmando o perigo; W12 ainda defendeu chute de Cueva aos 39'. Quando a partida esquentou, Daronco encerrou o primeiro tempo.


SEGUNDO TEMPO - Na volta do intervalo o Atlético veio com uma mudança planejada: Luciano Cabral no lugar de Rosseto. Mas aos 12’, Autuori foi forçado a mudar novamente ao colocar João Pedro no lugar de Lucas Fernandes - que sentiu. O São Paulo veio com a formação inicial, mas não recuou tanto quanto no início da primeira etapa. Rondou mais a área atleticana, mas não concluía.

Com isso as principais chances da etapa complementar foram do Atlético, mesmo não sendo em grande número. Aos 10’, Lucas Fernandes arrematou pra fora; aos 28’, Cabral colocou João Pedro frente a frente com Denis, mas o arqueiro levou a melhor.

Os torcedores rubro-negros já roíam as unhas quando o relógio chegou a marca de 33’. Nicolas cobrou escanteio curto e Léo cruzou da direita; Denis – que fazia boa partida – não achou a bola no ar e ela sobrou pra Pablo – o iluminado -, que foi mais rápido que a zaga para abrir contagem.

Depois do gol o São Paulo apostou em Robson – ex-jogador paranista – para buscar a vitória. No último lance, o desvio do ataque tricolor parou em Weverton. Tarde demais: Atlético um, São Paulo zero.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATLÉTICO: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Hernani, Rosseto (Cabral (Renan Paulino)), Pablo e Lucas Fernandes (João Pedro); André Lima. T: Paulo Autuori.

SÃO PAULO: Denis; Buffarini, Maicon (Lyanco), Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Wesley (Michel Bastos), Kelvin (Robson) e Cueva; Chavez. T: Ricardo Gomes.

GOL: Pablo aos 34’ do 2°T (Atlético).



EM BREVE O ÁLBUM DE FOTOS DA PARTIDA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

__________________________________________

DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO