[JUVENIL] Iguaçu vence Santa Quitéria em casa e entra na G8


Em confronto de seis pontos, Iguaçu e Santa Quitéria duelaram ontem (24) no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli pela nona rodada da Divisão Especial da Suburbana 2016, categoria juvenil. Com o fim da primeira fase próximo, o escrete do Iguaçu não quis saber de ficar de fora da zona de classificação nesta rodada e aproveitou o fator casa para vencer o Santa Quitéria, que com a derrota saiu do G8.

#SUBURBANA 16
Por Rafael Buiar

As duas equipes venceram na última rodada e alimentaram o sonho de vencer mais uma no certame. Por isso, quem tomou a iniciativa no confronto foi o time do Santa Quitéria, que com uma boa trama no primeiro minuto de jogo, quase surpreendeu. Lance que fez com o que o escrete do Iguaçu ficasse esperto a partir daquele lance. Desde então, o time da casa cresceu na marcação e chegou algumas vezes com ligação direta. Dentre elas, uma das oportunidades foi com Dionatan, que conseguiu vencer os zagueiros na corrida. Mas na hora da conclusão não teve sucesso.

Passados dos 15’, o time do Iguaçu continuou a pressionar o escrete visitante. Mas ao mesmo tempo, acabou cedendo espaço para o contra golpe do Santa Quitéria, principalmente, com Juninho e Kelvin. Mas a ótima trama do meio de campo do Iguaçu preocupou toda hora o goleiro Heron, que teve que segurar a bronca na meta, com o arremate de Dionatan e Guga. Não deu outra, o arqueiro do Quitéria deu bronca no sistema defensivo do time visitante, com menos de 20’ da etapa inicial.  

Mas do outro lado, a equipe visitante tinha em mente que era preciso atacar a meta do goleiro Guilherme. Aos 22’, em falta cobrada do sistema defensivo por João, a bola caiu nos pés Eros, que fez ótima jogada no meio de zaga do Iguaçu e cruzou na medida para Emanoel. O camisa 9 teve a frieza de fintar o zagueiro e arrematar cruzado. Mas desta vez, o goleiro Guilherme fechou bem o ângulo e evitou grande oportunidade de gol. O susto fez com que o Iguaçu respondesse imediatamente, pois em jogada de Vitor, que deu cana no zagueiro João pela direita e acabou dividindo com o zagueiro na sequência. Mas a bola sobrou na medida para Guga, que arrematou fraco. Porém, o suficiente para o goleiro Heron aceitar e com que o placar fosse aberto com 27’.


No lance seguinte, o Santa Quitéria não se abalou e foi para o ataque com bola longa. O atacante Emanoel ganhou pelo alto do zagueiro do Iguaçu com um leve toque de cabeça e o melão sobrou para Kelvin, que com frieza e talento conseguiu chutar levemente no canto do goleiro Guilherme, que não conseguiu evitar o empate aos 28’.  Com o gol de empate, tudo deu indícios que o embate iria se arramar com o resultado de igualdade até o final da primeira etapa. Não, o Iguaçu continuou a pressionar o Santa Quitéria. Em uma falta cobrada da esquerda, Felipe tentou afastar e cabeceou para trás tirando do alcance do goleiro Heron. A bola iria entrar levemente, mas Dionatan conseguiu chegar a tempo e empurrar para fundo da rede. Nos minutos finais, a equipe do Quitéria teve forças para tentar empatar novamente, mas sem sucesso e o placar persistiu em 2 a 1 até o apito final do árbitro.

SEGUNDO TEMPO – Com o placar em negativa, o treinador Mauro De Lazzari fez uma alteração no sistema ofensivo da equipe visitante. Dito e feito, a equipe do Quitéria voltou mais acesa para a segunda etapa e preocupou a vida nos primeiros minutos do goleiro Guilherme. Mas às vezes o futebol surpreende, pois aos 10’ o Dionatan amplia o placar no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli. Moises recebeu na esquerda e cruzou para área, Dionatan deixou pingar e pegou na medida certa, acertando um forte chute. Sem chances para o goleiro do Quitéria.

A Pressão não parou por ai, pois três minutos depois, em roubada de bola no meio de campo por Marcelo, que na sequência lançou Dionatan. O camisa sete ganhou na corrida e na ginga. Mas na hora, Heron afastou parcialmente, já que no rebote Marcelo concluiu forte. Sem chances para Heron, aos 13’ da etapa complementar. Com o quarto gol, o time do Quitéria ficou atordoado e sem reação. Ainda que o time do Iguaçu tivesse mais um lance de perigo, aos 21’, com uma bola na trave e aos 28’ com um gol anulado.


Mesmo assim, o escrete do Santa Quitéria conseguiu diminuir a diferença para dois gols. Pois aos 33’, com uma bola ganha no meio de campo por Kelvin. André, que havia entrado a pouco, deu um leve toque tirando do goleiro. A partir do segundo gol do Quitéria, o embate não teve alteração no placar, já que o time da casa procurou administrar até o apito final da partida. 

PRÓXIMA PARTIDA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Na próxima rodada, o time do Iguaçu irá jogar no Estádio Bortolo Gava contra o Operário Pilarzinho, que perdeu para o Nova Orleans no Estádio José Drulla Sobrinho. Já o time do Santa Quitéria, que irá jogar novamente fora de casa. Desta vez, na Arena Vermelha contra o Novo Mundo, que empatou com o Trieste.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

IGUAÇU: Guilherme; Rodrigo, Anderson, Gustavo e Lucas Duran; Giullis (Dias), Marcelo, Guga (Bruno) e Dionatan; Vitor (Kevin). Tec. Marcos

SANTA QUITÉRIA: Heron; Guilherme (Guilherme), João e Joaquim; Felipe, Gabriel, Moises (André) e Juninho (Matheus); Emanuel (Gabriel), Eros e Kelvin. Tec. Mauro De Lazzari

GOLS: Guga aos 27’ do 1º tempo, Dionatan aos 31’ do 1º tempo e aos 10’ do 2º tempo e Marcelo aos 13’ do 2º tempo (Iguaçu); Kelvin aos 28’ do 1º tempo e André aos 33’ do 2º tempo (Santa Quitéria).

MELHORES MOMENTOS (VÍDEO) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO