Disputa pela ponta movimenta a 11ª rodada da Divisão de Acesso da Suburbana 2016


Diferente da Série A, a Divisão de Acesso tem quatro clubes na briga pela ponta do certame e duas equipes correndo por fora. São cinco pontos separando o líder do sexto colocado. Por isso, a décima primeira rodada terá confronto entre as equipes que querem assumir a ponta e escretes que querem entrar no g8.

#NÚMEROS
Por Rafael Buiar

A equipe do Vila Sandra, que folgou na última rodada, irá desafiar no Parque Linear o escrete do Santíssima Trindade, que perdeu a invencibilidade na última rodada para o Grêmio Ipiranga no Estádio Elba de Paula Lima. Devido a isso, com os resultados, a equipe do Vila Sandra se manteve na liderança com 22 pontos e o time do Cajuru caiu para a quarta posição com 21 pontos.  Na mesma situação, o time do Palmeirinha, na terceira colocação, irá enfrentar o Bairro Alto, que está em ótimo momento no certame, no Estádio Esporte Clube Olímpico.

No mesmo grupo, o Vila Hauer irá enfrentar o o escrete do Olímpico. Adversário que está querendo ingressar no G8. O time comandado por Kochan tem até o momento a melhor defesa, com apenas seis gols sofridos. A vitória pode dar a liderança para o Hauer, caso o Vila Sandra não ganhe do Santíssima Trindade. Já para o Olímpico, o triunfo irá alimentar e poderá dar a possibilidade de classificação, já que três pontos separam da zona de classificação.

Querendo manter a boa sequência e entre os líderes, o time do Bangú irá jogar Estádio Octávio Silvio Nicco o Sergipe, que na última rodada acendeu a chama da classificação ao vencer o Olímpico fora de casa. O mesmo pode-se dizer do Fortaleza, que venceu o lanterna no Estádio Antonio Monteiro Sobrinho, que irá enfrentar o Grêmio Ipiranga motivado com uma boa sequência no certame, no Estádio Elba de Padua Lima. Também na zona do agrião, São Braz, que após perder pontos no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), não conseguiu uma sequência de vitórias.


Na parte de baixo da tabela, coincidência ou não, a rodada deste sábado terá os choques dos lanternas, como na Série A. A equipe do Diamante, que em nove embate perdeu todas e tem média de um gol por partida, irá enfrentar o caçula do certame, Shabureya, que também não sabe o que é vencer, mas empatou três vezes em nove jogos realizados.


* A equipe DRAP irá fazer a cobertura do confronto de Santíssima Trindade e Vila Sandra, no Parque Linear

__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO