Com dois gols de Thiago Heleno, Atlético vence Ponte Preta na Baixada


A manhã desse domingo (25) marcou um confronto direto na Arena da Baixada. Atlético e Ponte Preta tinham os mesmos 39 pontos e buscavam um triunfo para encostar no G4. A equipe da casa jogou melhor durante os 90 minutos e ainda contou com expulsão do atacante campineiro Pottker para facilitar a vitória.

#DRAP IN SÉRIE A
Por João Heim

A Ponte Preta iniciou a partida bem postada defensivamente, não deixando espaços para o Atlético no começo de partida. O time da casa estava com mais posse e buscava nos passes e cruzamentos na área chegar com maior perigo no gol pontepretano. Clayson cobrou escanteio com perigo, a bola atravessou a área e, com desvio de cabeça para o meio da área, Weverton subiu para cortar na primeira tentativa da Ponte.

O Atlético tinha dificuldades nos passes finais e a Ponte Preta apostava nos contra ataques, porém sem sucesso, o time paulista era sufocado na defesa. Aos 13', em erro de Paulo André, Roger tomou a bola na intermediária e puxou o contra ataque. Maycon recebeu passe e chutou, mas a defesa desviou. Ele tentou no rebote de cabeça, mas Weverton defendeu tranquilo.

Léo fez boa tabela com Lucas Fernandes e arriscou o chute por cobertura sobre o goleiro Aranha, porém a bola passou por cima do gol. Aos 22’, Lucho Gonzalez cobrou falta pela direita e Thiago Heleno desviou para fora. A Ponte estava tão recuada que faltavam espaços no campo de ataque atleticano, obrigando o time a recuar as bolas para os defensores recomeçarem o jogo.

Aos 35’, Nicolas cobrou escanteio, a bola voltou na entrada da área e Rossetto chutou desviado. Lances depois, aos 37’, Léo cruzou rasteiro e Lucho Gonzalez perdeu boa chance, deixando a bola escapar, se esticando para chutar e sendo travado. Com 40 minutos, Roger assustou Weverton ao subir sozinho e cabecear perto do gol atleticano. O gol rubro negro quase saiu em erro de Aranha, que escorregou e deixou Luan chegar na dividida, mas conseguiu dar um leve desvio para evitar o gol.

Aos 43’, Lucas Fernandes tomou a bola do defensor pontepretano na lateral, invadiu a área e foi derrubado, pênalti. Aos 46’, após muitas discussões dos jogadores com o juiz, Thiago Heleno cobrou no canto direito para fazer um a zero furacão. Esse foi o primeiro pênalti a favor do Atlético na temporada.


SEGUNDO TEMPO - Na segunda etapa, a lógica do jogo seguiu parecida, com a equipe de Campinas recuada e o Atlético com mais iniciativa. Na primeira boa chance da etapa, Lucas Fernandes arriscou de longe e Aranha bateu roupa na defesa, mandando para escanteio aos 4’.

Aos 10’, Luan fez grande passe para Lucas Fernandes, que limpou o zagueiro e chutou colocado na trave. No minuto seguinte, Reinaldo foi cobrar falta perigosa para a ponte no lado direito do campo. Antes da jogada se concretizar, Willian Pottker - que havia entrado minutos antes no jogo - deu uma cotovelada em Luan e foi expulso pelo juiz. Reinaldo cobrou a falta novamente, mas a bola foi tirada pela defesa. No contra golpe, Pablo quase aproveitou para ampliar em chute rasteiro, girando sobre o marcador e chutando para defesa de Aranha.

Luan também arriscou e o goleiro da Ponte defendeu bem. Em avanço pela lateral direita, Léo chegou próximo da área, poderia ter feito o passe mas enganou o marcador, avnaçou mais e chutou certeiro no canto, sem chances para Aranha: dois a zero Atlético.

Léo quase marcou novamente. O lateral cruzou a bola, ela desviou na defesa e Aranha precisou se esticar para salvar no alto. O furacão seguia dominando e contando com bastante espaço para os avanços. Aos 32’, Lucas Fernandes cruzou da intermediária em sobra de bola de escanteio, a bola chegou em Thiago Heleno, que subiu para marcar o segundo dele e o terceiro do time na partida.


Com o jogo decidido, a torcida começou os gritos de olé nas trocas de passes atleticanos, enquanto o próprio time se controlava e preferia passar do que arriscar jogadas mais elaboradas. Aos 38’, Roger fez boa jogada e cruzou rasteiro, mas Wellington não chegou a tempo para desviar e mudar o resultado final: Atlético três, Ponte Preta zero.

PRÓXIMA PARTIDA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

O resultado fez com que o Atlético ultrapassasse o Corinthians na tabela e subisse para 42 pontos e ficasse na sexta posição - a três pontos dos classificados à Libertadores. Já a Ponte estacionou nos 39 e caiu para o nono lugar. No próximo sábado, a macaca recebe o Atlético Mineiro em Campinas e o Furacão tem confronto direto contra o quarto colocado Santos na Vila Belmiro.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

ATLÉTICO: 12 Weverton, 33 Léo, 44 Thiago Heleno, 13 Paulo André, 97 Nicolas; 20 Rossetto, 7 Otávio, 3 Lucho Gonzalez, 77 Lucas Fernandes, 92 Pablo; 9 Luan. T: Paulo Autuori.

Reservas: 1 Santos, 2 Rafael Galhardo, 21 João Pedro, 22 Marcos Guilherme, 26 Juninho, 32 Giovanny, 45 Marcão, 70 Yago, 89 Wanderson, 90 Bruno, 95 Renan Paulino, 98 Renan Lodi

PONTE PRETA: 1 Aranha, 2 Jeferson, 3 Antonio Carlos, 4 Fabio Ferreira, 6 Reinaldo, 5 João Vitor, 8 Maycon, 11 Felipe Azevedo, 20 Thiago Galhardo, 7 Clayson, 9 Roger. T: Eduardo Baptista.

Reservas: 12 João Carlos, 13 Wellington Paulista, 14 Douglas Grolli, 15 Breno Lopes, 16 Elton, 17 Matheus Jesus, 18 Wendell, 19 Willian Pottker, 20 Ravanelli

GOLS: Thiago Heleno, aos 46' do 1° e aos 32' do 2°T e Léo aos 22' do 2°T.


__________________________________________


DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO