[JUVENIL] Em partida equilibrada, Nova Orleans aposta na obediência tática para vencer Nacional


Nova Orleans e Nacional duelaram ontem (27) no Estádio José Drulla Sobrinho, em confronto válido pela quinta rodada da Série A da categoria juvenil. Em alta na tábua de classificação, o confronto foi decidido no detalhe, melhor para o alviverde da Zona Oeste, que marcou um gol no começo e administrou até alcançar o segundo gol.

#SUBURBANA 2016
Por Arthur Henrique

O líder do juvenil, Nova Orleans, entrou em campo para enfrentar o Nacional, que permanecia invicto. Com uma vitória a mais e um empate a menos, o jogo se desenhava para ser equilibrado. No primeiro tempo, o único fator que pesou foi o pênalti, aos 11' para o Orleans. 

Na cobrança o zagueiro Diamante cobrou e converteu. O Orleans, pouco depois acertou uma bola na trave, após a defesa do goleiro Guilherme, que espalmou para traz e a bole beliscou o travessão.O placar anunciando um vencedor não parecia justo, visto que as duas equipes atacavam bem e se defendiam bem, nenhuma foi muito superior. Um empate na primeira etapa era mais justo.


Na volta para o segundo tempo, o Orleans se mostrou mais seguro, criou mais, em muitos casos com pouco perigo, mas mesmo assim com mais volume. O fator determinante para desencantar foi o gol de Scotti pelo Orleans, que aos 15’ do 2° Tempo, recebeu livre na área e bateu, contando com o desvio da zaga. Após o gol o confronto começou a ficar mais claro para quem assistia qual equipe sairia vencedora. O volume de jogo, uma administração do meio campo e uma obediência tática proporcionou a vitória do Orleans.

O técnico Garrett, do Orleans, se mostrou a peça fundamental, em muitos momentos ele aconselhava jogadores para como sair da pressão imposta pelo Nacional. O time esteja arrumado em campo desta forma pelo entrosamento, visto que treinam junto há um tempo, de momento isso parece dar certo. Já o Nacional, possui um time muito mais sólido e bem armado que no juvenil que no adulto, curioso é que o treinador é o mesmo.


OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Nova Orleans: 1 André; 2 Felipe; 3 Diamante; 4 Arcega; 5 Ribas; 6 Scotti; 7 Moura (18 Bruno); 8 Bertoja (17 Guilherme); 9 Jhonny (16 Thiago); 10 Victor (14 Gabriel); 11 Alex (19 Aquino).

Nacional: 1 Guilherme; 2 G. Marcone; 3 Vitor; 4 Japa; 5 Gustavo; 6 Thiago; 8 Patrick; 7 (Rayan); 8 Patrick; 10 Gui Santini (17); 9 Eduardinho; 11 Luquinhas.

Gols: Diamante aos 11' do 1º tempo e  Jhoni, aos 15' do 2º tempo (Nova Orleans).

EM CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS E OS GOLS (VÍDEO) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO