Conheça Visani, um empresário que busca jovens talentos em Curitiba


Homem influente e com portas abertas em diversos clubes brasileiros e europeus, o empresário italiano Massimiliano Visani (49), adotou o Brasil como casa há 14 anos e agora busca viabilizar oportunidades a jovens talentos no futebol profissional.


#ENTREVISTA
Por Do Rico ao Pobre

Visani está à frente do “Projeto Talentos Curitiba”, que ocorrerá no final deste mês e no início de setembro, e avaliará jogadores curitibanos. Ele aposta em sua credibilidade para fazer a ponte entre jovens talentos e clubes profissionais do cenário nacional e internacional.

Para nos contar um pouco de sua trajetória e objetivos, ele recebeu a equipe DRAP para um bate papo nas dependências do Estádio Bortolo Gava, casa do Pilarzinho, e local da sua próxima seletiva de atletas:

Equipe DRAP – Quando e por que você começou a trabalhar com futebol?
Massimiliano Visani – Eu jogava bola na Itália, parei, mas a paixão pelo esporte nunca acabou. Resolvi então criar um clube amador em São José chamado Modena, cidade em que nasci. A partir daí foram aparecendo jogadores e, como conhecia pessoas do futebol europeu, resolvi levar os atletas que tinham talento para fazer testes. Assim iniciei no ramo.

DRAP – Como é seu relacionamento e acesso ao futebol profissional?
MV – Eu tenho contatos importantes em clubes brasileiros e italianos, mas, mais que isso, eu mantenho as portas abertas com todos eles. Todas as vezes que levei um jogador para conhecer clubes e fazer treinamentos seletivos neles, fui bem recebido. Então, eu prezo e acredito muito na minha credibilidade para que meus projetos tenham sucesso.


DRAP – Você sempre trabalhou com jogadores novos?
MV – Não, eu estou investindo na busca de talentos jovens há quatro anos. No começo, eu trabalhava com jogadores mais experientes, adultos, mas era um ofício muito complicado, envolvendo muitos interesses que acabavam dificultando um relacionamento limpo e o foco no esporte. Foi por isso que resolvi me dedicar à base, especialmente aos talentos que surgem dela e precisam de oportunidade. Eu gosto de trabalhar esse talento, fazê-lo crescer e levá-lo ao topo do esporte. Creio que no caso dos jovens essa probabilidade aumenta. Inclusive, tenho projetos futuros para Curitiba, visando justamente incentivar o futebol de base.

DRAP – Qual é a sua expectativa para essa seletiva em Curitiba?
MV – Creio que vou achar de fato talentos. Essa é a palavra! Não me importa se joga no profissional, no amador, na escola ou na rua. Muitas vezes esse talento está preso atrás de um balcão de uma loja, e não tem acesso a essa ponte que o levará a se desenvolver no esporte de fato. E aí eu posso encontrar um, dez ou cem. O que importa é que se tiver qualidade, eu vou garantir a oportunidade para que esse jogador mostre seu futebol e cresça a partir dele.

DRAP – Você acredita que dentre os jogadores da categoria juvenil da Suburbana seja possível encontrar um talento?
MV – Com certeza existem jogadores com potencial! O que acontece é que muitos desses meninos não têm condições de fazer um teste nos clubes profissionais. Essa seletiva que farei aparece justamente como uma oportunidade para esses garotos mostrarem seu talento e, quem sabe, conseguirem jogar em alto nível no Brasil e/ou no exterior futuramente.


DRAP – Como funcionará a sua seletiva?
MV – O Projeto Talentos Curitiba vai acontecer aqui no estádio do Pilarzinho e tem como público-alvo jovens entre 15 e 20 anos. Nos dias 29 e 30 de agosto faremos os testes com os nascidos entre 1999 e 2001 e nos dias 1 e 2 de setembro com os nascidos entre 1996 e 1998. A inscrição tem um valor de R$ 70,00, para pagarmos os custos com o evento todo em si.

DRAP – Sobre o processo de seleção em si, podemos ter uma prévia de como será?
MV – Avaliaremos principalmente as habilidades, tanto físicas e quanto técnicas desses jovens. Eu faço questão de participar de todo o processo, porque acredito no meu olhar para identificar jogadores talentosos em um grupo. Mas também vou contar com apoio de profissionais do futebol, como os ex-jogadores Léo Cunha e Emerson Aleixo. Posso adiantar por enquanto, também, que os selecionados jogarão uma partida contra um clube profissional.

DRAP – Quais serão os benefícios dos talentos selecionados?
MV – Nós da Olimpus Sport cuidaremos do translado deles até alguns clubes, nos quais esses meninos terão a possibilidade de mostrar seu futebol. É mesmo uma participação como ponte desse processo, sendo que os custos com a viagem são por nossa conta. Caso eles consigam ingressar em alguma das equipes, todos os demais custos, como moradia e estudo, passam a serem pagos pela agremiação.

DRAP – Por fim, como você tem visto a avaliação dos europeus sobre os jogadores brasileiros, visto que os resultados da nossa seleção vêm caindo nos últimos anos?
MV – Mesmo que haja tantos talentos ainda espalhados pelo Brasil, os dirigentes europeus estão deixando de vir procurar por atletas brasileiros. Eles não deixaram de observar, mas a busca com certeza é menor do em que décadas passadas. Podemos dizer que, nos últimos anos, os argentinos têm tido a preferência. Os brasileiros que mais têm chance hoje em ingressar no futebol internacional são aqueles que chegam indicados, levados diretamente a esses clubes para o treinamento e entrada em times como os italianos. Então, os brasileiros têm condições de ingressar no futebol no cenário internacional, mas pontes como essa seletiva que estamos propondo acabam sendo caminhos mais seguros e fáceis para isso.

Para se inscrever e obter mais detalhes sobre o projeto de Visani, entre em contato com ele pelo Whatsapp (41) 9596-9413.





SERVIÇO
Projeto Talentos Curitiba
Avaliação internacional de jogadores de futebol
Inscrições até dia 26 de agosto de 2016.
Data de realização: 29 e 30/08 e 01 e 02/09
Local: Estádio Bórtolo Gava
Endereço: Rua Amauri Lange Silvério, 1141 – Pilarzinho - Curitiba
Público: Masculino, nascidos entre 1996 e 2001
Valor de inscrição: R$ 70,00
Contato: (41) 9596-9413


__________________________________________

Do Rico ao pobre, o FUTEBOL SEM DIVISÃO