Trieste e Vila Fanny fazem partida morna e não saem do zero


Trieste e Fanny pisaram no gramado do Egydio Ricardo Pietrobelli com moral, afinal estrearam na Série A com vitória. Mas na tarde desse sábado (30) as equipes não mostraram toda a qualidade esperada de seus elencos e ficaram zerados até o apito final.


#SUBURBANA 16
Por João Heim

Logo no primeiro lance de jogo, Magu, do Fanny, chutou de fora rasteiro e já chegou com algum perigo. O time seguiu melhor e Anderson arriscou chute de longe e a bola passou por cima do gol. O Trieste tinha menos posse de bola, mas conseguia chegar rápido ao ataque através de eficientes trocas de passes. Em uma dessas jogadas, Laércio marcou para o Trieste, mas foi assinalado o impedimento.

O Fanny arriscava mais, porém o jogo era travado entre as equipes. Lela, do Fanny, sentiu falta após cruzamento na área e foi atendido. Couto chegou chutando pro Fanny aos 20 minutos e mandou por cima do gol.  O Trieste seguia apostando nos contra golpes e jogadas centralizadas no camisa nove Laércio. Em falha do goleiro Nene, que não segurou um cruzamento tranquilo, a bola sobrou e no cruzamento dessa sobra, Dinei tentou de voleio e foi bloqueado.
 
Tobias, do Trieste, cobrou falta mas foi a direta do goleiro alvirrubro. Cicinho deu a resposta do Fanny, chegou de frente para o gol mas chutou torto e rasteiro aos 40'. Matraca, por falta na intermediária, ganhou cartão amarelo. Tobias cobrou escanteio e Laércio cabeceou na primeira trave para fora. As chances existiam, mas o equilíbrio prevaleceu na primeira etapa.




SEGUNDO TEMPO - O Fanny começou pressionando o adversário na defesa. O time era melhor em campo e chegava mais no ataque. O Trieste se perdeu, não conseguia fazer a bola chegar aos atacantes.

Com isso o escrete alvirrubro passou a assustar. Grande jogada de Natan, que ajeitou de peito para Magu, que chegou chutando e o goleiro Diego defendeu muito bem aos 10’. O Fanny conseguiu mais espaços e jogava pelas laterais, porém ainda encontrava o adversário bem postado defensivamente.

O Trieste tentava jogadas, mas esbarrava nos erros individuais e de passes. Lela cobrou falta de longe, o goleiro Diego espalmou e quase deu rebote para o atacante do Fanny. Em falta intermediária para o Trieste, Ritielly cobrou e Laércio, impedido, mandou na trave. Em outra cobrança na intermediária, Igor cabeceou próximo ao travessão.


Aos 28’, Tiago Paraná recebeu lançamento na ponta esquerda e entrou na área chutando próximo da trave. A partir daí as chances rarearam, com destaque para o cartão amarelo de Wellington, do Fanny, por parar ataque. O final de partida foi truncado e sem maiores oportunidades de gol. No Butiatuvinha ficou assim: Trieste zero, Fanny zero.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

TRIESTE: 1-Diego, 3-Igor, 4-João Vitor,2-Cleiton, 6-Dionatan, 5-Ritielly, 8-Edmar, 7-Joãozinho, 10-Tobias, 9-Laércio, 11-Dinei. T: Netinho.

VILA FANNY: 1-Nene, 2-Anderson, 3-Lela, 4-Matraca, 5-Bruno, 6-Wilian, 7-Magu, 8-Arthur, 9-Natan, 10-Cicinho, 11-Couto. T: Nego.

OS MELHORES MOMENTOS (VÍDEO) XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX






__________________________________________


NÃO É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.