Nova Orleans desperdiça chances e fica no empate com o Renovicente


Em um jogo aberto, Nova Orleans e Renovicente brigaram pelos três pontos de maneiras diferentes. O time da casa controlava a partida e atacava com intensidade. Já os visitantes, com apenas dois atletas no banco de reservas, se resguardavam para surpreender nos contra-ataques. O resultado desta mistura de estilos foi um eletrizante empate em 2 a 2, que abriu com grande estilo a primeira rodada da Suburbana.

#SUBURBANA 2016
Por Yuri Casari

Com a pecha de favoritos para 2016 depois da decepcionante temporada passada, os presentes no estádio José Drulla Sobrinho foram com a certeza de ver o Nova Orleans conquistar a vitória logo na estreia da competição. Mas do outro lado tinha um aguerrido Renovicente, acompanhado de sua pequena mas inquieta torcida. 

Após o apito inicial, o UNO logo partiu pra cima e chegou com perigo em dois lances de Bruninho. E não demorou muito para que o primeiro gol saísse pra esquentar a fria tarde curitibana. Aos 15 minutos cravados, Juliano deu um bonito drible na intermediária, serviu Bitoca, que se virou para o gol e bateu de esquerda por cobertura, marcando um golaço que colocou o Orleans na frente do placar.


Mas a resposta do Renovicente foi rápida. Um minuto depois Ricardinho carregou a bola pela esquerda e cruzou para Sabadin, que com oportunismo empurrou a bola pro fundo da rede. Não deu tempo nem de lamentar e a torcida local já estava comemorando de novo. Aos 17, a bola é lançada na área e sobra limpa para Juarez bater rasteiro sem chances de defesa para o goleiro Arthur. 

Dois minutos depois foi a vez do zagueiro Nathan deixar o dele, mas a arbitragem anulou a jogada por impedimento. O jogo ia caminhando para o domínio do Orleans, mas aos poucos o Renovicente foi mostrando o que sabia. Aos 24 Sabadin ficou cara a cara com o goleiro Rogério e quase marcou, e aos 33 Julianinho cobrou falta com perfeição mas foi parado pela trave. Na sequência, em nova oportunidade, Ricardinho tenta o chute e é derrubado na pequena área por Molão. Pênalti marcado e convertido por Julianinho, empatando o jogo.

Já nos acréscimos da primeira etapa, o UNO quase retornou à liderança do marcador com Maikel, que bateu bem na bola, mas ela foi caprichosamente rolando até a linha de fundo.
  


No segundo tempo, o jogo teve uma ligeira queda de produção. Se poupando fisicamente, o Renovi esperava o adversário no campo de defesa. Já o Orleans sofria para articular as jogadas e logo o desespero pelo resultado começou a bater. Apesar de boas chances terem sido criadas, a má pontaria e a boa atuação de Arthur iam garantindo o empate. 

Mas o lance que decretou o placar aconteceu ainda aos 19 minutos. A defesa do tricolor do Santa Cândida vacila e entrega a bola para Vinícius, que cara a cara com o goleiro chuta pra fora, perdendo chance inacreditável.

Depois disso, já atingindo a exaustão, o Renovicente jogou com inteligência para ao menos levar um ponto pra casa. Sem a mesma concentração do primeiro tempo, o UNO não conseguia mais construir jogadas, e se limitou aos lances de bola parada e tentativas de bola alçada na área. Sem mais alterações no placar, o empate decepcionou os anfitriões, mas teve gosto de vitória para os visitantes, que mostraram que podem ser mais do que coadjuvantes na temporada 2016.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

UNIÃO NOVA ORLEANS: Rogério, Pikachu, Gbur, Nathan (João) e Tilly; Juarez, Molão e Bitoca; Juliano, Bruninho (Bambu) e Maikel (Vinícius). TEC. Alexandre Oliveira.

RENOVICENTE: Arthur, Magno (Maboni), Lila, Dudu e Julianinho; Ivan, Luis Rafael, Feijão e Ricardinho; Gabriel (Lucas) e Sabadin. TEC. Rossano.

GOLS: Bitoca aos 15' (UNO), Sabadin aos 16' (REN), Juarez aos 17' (UNO) e Julianinho aos 35' (REN). Todos os gols foram marcados na primeira etapa.

MELHORES MOMENTOS xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


__________________________________________
NÃO É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.