Uberlândia vence Vila Fanny de novo e está na final da Copinha



O campo pesado por conta da forte chuva do dia anterior na cidade de Curitiba poderia indicar que o jogo entre Uberlândia e Vila Fanny não fosse bem jogado. Mas os 90 minutos foram extremamente prazerosos de assistir. No primeiro tempo, tivemos um Uberlândia levemente melhor e na segunda etapa foi a vez do Vila Fanny ter o domínio. Mas a superioridade dos donos da casa, especialmente na hora de definir as jogadas, ficou evidenciada no placar. O Uberlândia está na final da Copa de Futebol Amador de Curitiba!

Por Yuri Casari

Precisando reverter um placar de quatro gols de diferença, o Vila Fanny buscou o ataque desde o primeiro minuto, e apesar de atacar de maneira desordenada, conseguiu chegar no objetivo de maneira rápida. Aos 9 minutos, Couto abusou da individualidade, mas conseguiu encontrar espaço para o arremate e bateu de canhota para abrir o placar para os visitantes.

A esperança de dominar o adversário e buscar o resultado necessário durou apenas dois minutos. O arisco Paulinho foi derrubado na área. Ele mesmo bateu, deslocando o goleiro Flávio e empatando a partida.

Após o gol do Uberlândia, o jogo passou a ficar mais pegado. O Vila Fanny sentiu o golpe e sofria para armar as jogadas, enquanto o time anfitrião chegava junto em cada lance e mostrava muita atenção, além de atacar de maneira organizada e surpreendente. Os homens de frente e da articulação do Uberlândia flutuavam pelo setor de ataque. Julianinho, Cenoura, Paulinho e Oberdan trocavam de lado e posição frequentemente, abrindo espaços na defesa adversária. Aos 30 minutos, Paulinho serviu Julianinho, que avançou e chutou forte para virar o jogo e deixar o Uber ainda mais próximo da vaga na final.


Nos minutos finais do primeiro tempo, o Fanny mostrou um pouco do que tentaria fazer no segundo tempo. Finalizar muito. Mas havia dois problemas: a falta de pontaria e o goleiro Giraia. Com uma vantagem grande, o Uberlândia jogou a segunda etapa com o regulamento na mão, e viu o Vila Fanny correr atrás do prejuízo. A equipe comandada por Nego mostrou bastante empenho e conseguiu jogar melhor que o adversário nesse recorte da partida, mas pecou nas finalizações, com muitos chutes para fora ou em cobranças de falta mal executadas. E quando acertava o chute, Giraia aparecia para atrapalhar os planos do Fanny.

O técnico do Uber, Joãozinho Ribeiro, aproveitou a vantagem para movimentar o elenco do time. E em uma das poucas oportunidades criadas na segunda metade da partida, as substituições surtiram efeito. Aos 33 minutos, Fumaça fez ótima jogada pela esquerda e tocou pro meio da área para Felipinho deixar sua marca, e carimbar de vez a classificação.


O Vila Fanny ainda conseguiu diminuir o marcador com Géder, mas nada que pudesse mudar os destinos das duas equipes, fechando a conta em Uberlândia 3, Vila Fanny 2. Agora, a equipe da Vila Uberlândia enfrenta o Novo Mundo, rival de maior poder econômico e estrutural, e tem a chance de escrever um belo capítulo na história da agremiação fundada em 1959.


OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

UBERLÂNDIA:
 Giraia, Luizinho (Halyson), Thiagão, Alex e Alan; Laguna, Rafinha (Radamés), Julianinho (Vagner) e Paulinho; Cenoura (Felipinho) e Oberdan (Fumaça). T: Joãozinho Ribeiro.


VILA FANNY: Flavio, Buiu, Negão, Marquinhos e Rafael (Sutil); Alex, Anderson, Cicinho e Guelo; Leco (Géder) e Couto. T: Nego.

MELHORES MOMENTOS (VÍDEO) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



__________________________________________
NÃO É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.