O clássico UberMundo decide a Copinha


O primeiro embate da final da terceira edição da Copa Futebol Amador da Capital da Federação Paranaense de Futebol será hoje (28) entre Novo Mundo e Uberlândia, no Estádio Manoel Gustavo Schier, na Vila Formosa. Ambas as equipes foram pouco a pouco ganhando e subindo o degrau rodada a rodada e chegaram invictas para decidir quem é  que levanta o caneco da Copinha. Os primeiros noventa minutos da decisão serão hoje, a partir das 15h30.


Por Equipe DRAP

As duas equipes jogaram sete vezes no certame e ganharam todos os confrontos disputados. Sim, sem dó dos adversários. Por isso, as duas equipes juntas somam mais de 40 gols e sofreram apenas 10 gols, cinco cada uma. Agora, sabemos que os números não valem de nada, apenas para nós jornalistas, pois certamente o coração de cada jogador irá bater na ponta da chuteira. Devido a isso, selecionamos algumas peças que são destaque no campeonato e que provavelmente podem ganhar destaque nos confrontos das finais. Mas antes disso, relatamos a caminhada das duas equipes.


A campanha do Uber teve início em casa, diante o escrete do Vila Sandra, com uma vitória de 2 a 0. Depois da estreia, veio a primeira goleada com o Sergipe, de5 a 0. Após duas vitórias em casa, com seis pontos conquistados, o primeiro embate fora de casa seria um desafio para a equipe do Uberlândia. Sim, a terceira rodada foi um desafio para o time comandado pelo Joãozinho Ribeiro, já que a vitória contra o Nacional foi apenas de 1 a 0 no Estádio XV de Agosto e com um gol de pênalti do artilheiro Paulinho. A partir deste confronto, o time do Uber ganhou força e venceu seus dois embates seguintes, o União Ahú, no Estádio Ricardo Halick, de 1 a 0 e também o Imperial, no Estádio Octávio Silvio Nicco, de 3 a 2.

Do outro, a equipe do Novo Mundo teve um início mais discreto. Tanto no futebol apresentando quanto nos placares, mas sempre conseguindo os três pontos.  Primeiro venceu o Grêmio Palmeirinha de 2 a1, no Estádio José Carlos De Oliveira Sobrinho. Depois da estreia, a equipe comandada venceu o escrete do Grêmio Ipiranga de 3 a 0 no Parque Linear. Diferente do Uber, a equipe do Novo Mundo só jogou em casa na terceira rodada. O palco da Arena Vermelha fez bem ao clube, pois desde então foi só goleada. O primeiro adversário a sofrer um caminhão de gols foi o Santíssima Trindade de 4 a 2. Na sequência, foram Capão Raso (4 a 1), no Estádio Ozório Claudino de Barros, e o Vila Fanny (6 a 1).


A segunda-fase foi tiro curto, de um lado Novo Mundo e União Ahú, em que no agregado terminou 9 a 0 para o escrete comando por Ivo Petry. Enquanto que do outro também teve uma larga diferença no placar, já que o Uberlândia derrotou duas vezes a equipe do Fanny e o placar agregado terminou em 8 a 3, para o time do treinador Joãozinho Ribeiro.

DESTAQUES – Durante os sete jogos, alguns jogadores foram ganhando destaques no certame. Por isso, selecionamos os destaques de cada setor das duas equipes, com uma breve análise:

No setor dos avançados, a aposta de gol das duas equipes que certamente não podemos deixar de lado são Djonathan e Marquinhos Cambalhota pelo Novo Mundo e Paulinho Stoqueiro e Oberdam no Uber. Mas a briga pela artilharia é mesmo entre o camisa 10 do Novo Mundo, Jhoni Ribas e o camisa 9 do Uber, Paulinho Stoqueiro, que juntos somam 14 gols.

Já debaixo das traves, os paredões, a segurança no gol. Os arqueiros Jociel e Giraia até o momento sofreram apenas cinco gols cada um em sete jogos já disputados. Destaque para o goleiro do Uber, que sofreu o primeiro gol apenas na última rodada da primeira fase.

No setor de criação, os caras do último passe, temos os meias armadores Jhoni Ribas e Cenoura. Dos 48 gols de ambas as equipes, podemos ter a certeza que a maioria saíram dos pés destes dois organizadores. Destaque para Jhoni, que além de colocar os caras na frente do gol está com o pé calibrado, já que o camisa 10 do Novo Mundo guardou seis vezes e atualmente é o vice artilheiro do certame, com dois gols atrás de Paulinho Stoqueiro.

De coadjuvante a destaques, Fernandinho (Novo Mundo) e Julianinho (Uberlândia) são os motorzinhos das duas equipes. A velocidade é o ponto forte dos dois, que têm seus nomes no diminutivo, mas em compensação o futebol apresentado na reta final não tem nada de diminutivo, pelo contrário, foram essenciais em algumas partidas para conseguirem seus triunfos.

E pra fechar todos os setores, os defensores destaques das duas equipes. De um lado, Alex Paiva e Thiagão (Uberlândia), e do outro Ricardo e Bruno Santos (Novo mundo). Zagueiros que ajudaram as suas equipes a serem as menos vazadas e juntas sofreram apenas 10 gols. Sabendo que os adversários suaram para conseguir penetrar nesse bloqueio. Sim, poucos conseguiram. Mas além de defender, os zagueiros também deixaram seus golzinhos. Tá bom que a maioria saíram de cabeça depois de um cruzamento de falta ou de escanteio. Bruno Santos discorda disso e apresenta pelo menos dois lindos gols. O primeiro aconteceu no embate de estreia, com um lindo chute de fora da área, e o segundo aconteceu no primeiro jogo da semifinal, com uma bela bicicleta.

O primeiro embate da decisão será no Estádio Manoel Gustavo Schier, na Vila Formosa, às 15h30, com cobertura da equipe DRAP.



__________________________________________
NÃO É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.