PSTC surpreende, supera o J.Malucelli e está nas semifinais do Paranaense


O inacreditável, o imponderável, o impossível aconteceu! Mais uma vez o futebol nos mostrou que nada é conquistado de véspera. Com ua desvantagem de três gols, fora de casa, o PSTC tinha tudo para apenas terminar sua participação na temporada de estreia no Campeonato Paranaense ao menos de maneira digna. Mas conseguiu muito mais do que isso.

Por Yuri Casari

Apenas 104 pagantes compareceram ao Janguito Malucelli em mais um belo dia de sol na cidade de Curitiba. Apesar de poucos, a grande maioria dos presentes estava certo de uma coisa. O J.Malucelli tinha a vaga para as semifinais nas mãos. Com uma das equipes que melhor jogou futebol na primeira fase, e com uma ótima vantagem construída na partida de ida, em Cornélio Procópio, parecia impossível qualquer reação do PSTC. Além de tudo isso, o PSTC teve na quinta-feira o desfalque de Afonso, um dos principais jogadores do time, que sentiu dores na virilha e foi vetado para a partida.

Com a bola rolando, Tomás, o grande destaque do Jotinha no campeonato, já buscou o ataque e realizou a primeira finalização da partida, aos 2 minutos. Mas logo na sequência, Jenison, que ganhou a vaga de Afonso, respondeu com um chute de fora da área. Era apenas um aperitivo do que estava por vir. Com 10 minutos, o atacante já havia tentado o chute por três vezes.

O J.Malucelli começou a apresentar um nervosismo excessivo, e armado inexplicavelmente de maneira defensiva, passou a sofrer com o ímpeto da equipe procopense. Aos 14, Spice recebe cruzamento pela direita e sem marcação obriga Fabricio a fazer uma grande defesa. E foi por esse mesmo caminho qu o PSTC chegou ao primeiro gol. Caxambu cruzou pela direita e Jenison cabeceou de maneira perfeita, sem chances para Fabricio.

Ainda assim, o Jotinha possuía dois gols de vantagem. Tranquilo e favorável? Resposta errada! Aos 30 minutos, Fauver recebe em velocidade e sai de cara pro gol. O goleiro Fabricio atropela o meio-campista e recebe o cartão vermelho. O reserva Rodrigo Café entrou no lugar de Eltinho e assumiu a meta do Jotinha. Mas ficou apenas 4 minutos intacto. Novo cruzamento pela direita de Caxambu, Jenison fuzila a trave de cabeça, e no rebote, mesmo caído no chão, manda a bola para o fundo das redes! 

O Jotinha encontrava-se irreconhecível. E quando se esperava que voltaria de maneira diferente, foi novamente pego de surpresa. Com apenas seis minutos, Baroni tocou para Jenison que avançou pela esquerda, invadiu a área e mandou de canhota para o gol. Terceiro gol do PSTC! Terceiro gol de Jenison!


Acuado, o Jotinha não demonstrava poder de reação e não encontrava alternativas para furar a organização do time comandado por Reginaldo Vital. Jenison, imparável, tentou mais algumas vezes, e não seria surpresa se marcasse um quarto gol. Satisfeito com a remontada, o PSTC apenas via um desesperado anfitrião em busca de um gol cada vez mais longe de acontecer. Ao apito final, a chuva caiu para deixar tudo ainda mais dramático.

Nas penalidades, Tomas abriu a contagem para o Jotinha. Alex converteu para o PSTC. Getterson e Lucão mantiveram a regularidade. E na terceira cobrança, Leandro Silva, capitão do J.Maucelli, foi parado por Lucas. Rafael colocou o PSTC na frente do placar. Vinicius converteu e viu em seguida o goleiro Rodrigo Café defender a cobrança de Spice, mantendo tudo em aberto. Mas na sequência, Lucas cresceu e defendeu a cobrança de Valdomiro. Na cobrança decisiva, Baroni manda pra fora, mas o árbitro manda repetir a cobrança, pois Rodrigo Café teria saído da linha de meta antes da hora para desespero da equipe do Jotinha. Na repetição, Baroni não titubeou e carimbou a heroica classificação do novato PSTC! 

MELHORES MOMENTOS





__________________________________________

NÃO É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página 
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.